domingo, novembro 20, 2011

Ciao!!!


As coisas boas chegam ao fim... Este é o último livro da trilogia dos trigêmeos Reilly, da Maureen Child e, como podemos prever, a saideira tem que ser de luxo, né? Afinal de contas, apenas o mais teimoso dos Reilly restou na aposta.

Vencedor do Coração – Maureen Child – Desejo 155 (Aposta com o Coração 3/3)
(The last Reilly standing – 2005 – Silhouette Desire)
Personagens: Terry Evans e Aidan Reilly

Faltavam três semanas para Aidan, o último dos trigêmeos Reilly a resistir na meta de ficar 90 dias sem sexo. No entanto, o destino não vai facilitar as coisas para ele. Ao prometer ajudar uma amiga a cuidar e reformar a livraria Frog House, não contava em ter que lidar com Terry, que prometeu cuidar da loja enquanto Donna estava viajando de férias com a família. A atração entre eles é instantânea e não interessa a nenhum dos dois, afinal, Terry não queria voltar a sofrer por homem nenhum e Aidan queria ganhar a aposta...

Comentários:

- “Ela desviou os olhos das crianças na mesa de brincadeiras, cheias de livros para colorir e gizes de cera meio comidos, para encarar... UM HOMEM.
Desde o primeiro olhar, ela pensou nele de imediato em letras capitulares. Sentindo a temperatura subir, levou um segundo ou dois para analisar o corpo dele completamente. Alto, tinha tranquilamente mais de 1,80m, e vestia uma camiseta preta escrita “USMC” do lado esquerdo do peitoral incrível. (...)
Mas esse fuzileiro naval tinha sua completa atenção.
Os músculos do homem ondulavam sob o desgastado e macio tecido de sua camisa, e, quando ele cruzou os braços sobre o peito, ela quase aplaudiu o movimento. Sua cintura era estreita, sem quadris evidentes, e as penas compridas eram abraçadas por um jeans gasto e surrado. As bainhas da calça acumulavam-se no alto de suas gastas botas de caubói.
Oh meu deus.
Ela ergueu o olhar para o rosto dele e sentiu sua temperatura interna aumentar mais dez graus. Ele tinha cabelo, infelizmente em um corte militar, olhos azuis congelantes, maxilar quadrado e nariz reto, em um rosto que poderia ter saído de uma moeda romana. Então, ele deu um sorriso, e ela viu os lindos dentes brancos e uma covinha que se formava em sua bochecha direita.” (p.10-11)

- Precisa dizer mais alguma coisa? Enfim, Aidan é – como diz o título original - o último Reilly a resistir. Segundo padre Liam, irmão mais velho dos rapazes, justamente por que era o mais teimoso deles. É mergulhador dos Fuzileiros Navais, responsável por resgatar aqueles que ficam em situação difícil no mar. Alguns por surpresa do clima, outros por burrice mesmo. Ele não teme assumir grandes riscos e fazer coisas que deixam outras pessoas (sim, eu eu eu eu eu o/) apavorada só de ler. E, em circunstâncias normais, teria feito o possível e o impossível para encantar Terry na velocidade da luz – só que ele não queria perder a liberdade e muito menos a aposta. E Terry tinha marcas profundas do passado para curar. Talvez um fuzileiro naval de família irlandesa submetido a um voto de castidade fosse um bom remédio... ou não!

- Não vou entrar em detalhes para não estragar o gosto que vocês terão com a leitura. Posso adiantar que o Aidan e a Terry são nitroglicerina pura. E que as cenas entre os irmãos são ótimas, hilariantes e emocionantes. E outra coisa (que acho que vai agradar pra caramba a Sil de Polaris): Padre Liam é O cara! #fato! Se quiserem saber, vão ter que ler.

- E uma última curiosidade (imagino que a autora tenha pesquisado e feito de propósito): em todos os livros somos informados de que Padre Liam é responsável pela Paróquia de São Sebastião. Quando li isso pela primeira vez, fiquei meio cismada de não ser São Patrício (Saint Patrick), padroeiro da Irlanda. Mas, enfim, Wakko, Yakko e Dotti (meus três neurônios surtadinhos) atinaram para o óbvio: Baywater é uma cidade militar. E São Sebastião foi um soldado martirizado por ser cristão. (Desculpem o #excatequistamodefeelings ou se preferir #soufelizporsercatolicafeelings, mas achei esse cuidado da autora muito legal e merecia ser compartilhado).

- Série Three-Way Wager (Segundo o Fantastic Fiction) ou The Reilly’s (Segundo o site da autora) ou Aposta com o coração (como foi batizada no Brasil)

1. The Tempting Mrs. Reilly (2005) – Ao alcance do coração – Desejo 151
2. Whatever Reilly Wants... (2005) – Seus desejos, uma ordem – Desejo 153
3. The Last Reilly Standing (2005) – Vencedor do coração – Desejo 155

* E em 2010, toda a série foi relançada em edição única chamada Desiring the Reilly Brothers.*

- Série links: A autora tem site oficial, com lista dos livros publicados e blog.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Beta eu amei a série, mas o meu queridinho com certeza é o Aidan, kkkk
    Mas achei que o momento "mico" dos irmãos merecia mais destaque no final do livro.
    bjus

    ResponderExcluir
  2. Oi Beta, comprei esse livro hoje, e depois da sua resenha fiquei curiosa para ler.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Se continuar lendo as resenhas aqui minha lista de desejos não vai diminuir nunca. Todos os livros resenhados são bem do meu estilo... adorei esse tb, vai para lista.
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  4. Pelas urtigas selvagens: ela fez de novo !!! Eu vim para cá para divertir e relaxar após um atendimento estressante pré-almoço logo de manhãzinha, mas nossa anfitriã, proprietária desse blogg ótimo (porque blogg de primeira linha tem dois gês !!!) tentou provocar-me um ataque cardíaco fulminante de novo !!! Como se não bastasse eu saber que essa criaturinha masculina era fuzileiro, irlandês, teimoso, tesão, tesudo ... C-L-A-R-O parcelado que não bastaria para ela, essa terrorista literária de signo apimentado, que tinha que vir cutucar meu ascendente apimentado, que estava quietinho ... ¬¬ Ela acionou seu lado bárbaro ostrogodo para arrasar com minhas muralhas com aquela transcrição detalhadíssima de espécime masculino em extinção, entremeada de opiniões e sensações muitíssimo eloqüentes de sua personagem-feminina-principal-testemunha-ocular daquele crime em forma de homem !!! OH MEU DEUS DIGO EU !!! QUEM QUASE APLAUDIU AQUELE MOVIMENTO FUI EU, CÁSPITA !!! Eu até concordo com ela sobre ser uma peninha aquele corte militar pois eu adoro mergulhar meus dedos em cabelos masculinos ! Danei agora: eu QUERO esses trigêmeos, mesmo que meu armário de livrinhos entre em obesidade mórbida, garfando seu irmão padre também !!! AZAR se virar mula-sem-cabeça pois será por uma causa nobre !!! E mula-sem-cabeça pasta também !!! MUITO BEM nesse caso por sinal !!!

    ResponderExcluir