segunda-feira, março 27, 2017

Ciao!!!


Como li por aí, o baú de Renato Russo parece não ter fim. Mente inquieta, compositor atemporal e escritor de sentimentos que estão passando de geração em geração. O mais incrível é descobrir estas manifestaões da mente dele, como a trajetória da fictícia The 42nd St. Band.

*** Texto originalmente escrito pro Livrólogos, que a Rosana gentilmente permitiu que fosse publicado no Literatura de Mulherzinha. Obrigada, Rô! ***

The 42nd St. Band: romance de uma banda imaginária – Renato Russo; Tarso de Melo (org) – Companhia das Letras
(2016 – Legião Urbana Produções Artísticas Ltda)

Três primos de idades semelhantes que descobriram a música juntos foram além ao se unir a Taylor e Reeves, criarem e estabelecerem a 42nd St. Band. Composta por britânicos e norte-americanos, incensadas pela imprensa pela quantidade de obras-primas, o livro narra por meio de depoimentos, relatos e etnrevistas a trajetória do grupo, suas diferentes formações, fases e abordagens, comprovando porque se tornaram um dos grandes nomes do cenário mundial.

Comentários:

- É fato público que, aos 15 anos, Renato sofreu de uma rara doença óssea e ficou acamado. A única coisa que podia fazer era escrever. E o adolescente criou a história de uma banda que explodiu como sucesso mundial. Várias pessoas vão traçar os paralelos com a jornada da Legião, mas confesso esta não foi a minha preocupação. Meu fator de curiosidade foi perceber como ele usou tudo que se informava sobre as bandas e estilos musicais que gostava ou que eram sucesso na época para criar a 42nd St. Band. Lembrem-se de que ele fez isso em meados da década de 1970, quando computadores pessoais e internet nas casas não eram cogitadas pela maioria das pessoas, celulares eram tecnologia futurista. Para saber do mundo do rock, só através de revistas e publicações especializadas que os amigos traziam  das viagens ao exterior.

- É um texto perfeito? Provavelmente não. É melhor que as minhas tentativas de criar qualquer coisa quando eu tinha 15 anos? Com certeza! Os mais apaixonados vão encontrar todas as referências, se bobear, até as que não existem! É curioso? Sim, até para quem entende quase nada ou pouco do contexto musical que ele menciona. Ah, aos 15 anos, o desafio da minha vida era aprender corretamente “Losing my religion” do R.E.M., ou seja, não tinha a menor capacidade de pensar em Inglês, quanto mais criar narrativas intrincadas como as sobe a 42nd St. Band. Yep, todos os textos do livro foram escritos originalmente em Inglês e traduzirdos por Guilherme Gontijo Flores. Como não houve uma escrita cronológica, foram blocos soltos relacionados à banda, coube ao Tarso de Melo organizá-los. E na minha modesta opinião, ele fez escolhas acertadas. Há uma ou outra coisa confusa (a morte/não morte de um personagem é um deles), mas a gente consegue compreender.

- Letras de canções, discografias completas, capas de álbuns, diversas cronologias, entrevistas de diferentes fases. Ele realmente aproveitou o tempo elaborando tudo o que pensou ser necessário: backgrounds dos persoangens, termos técnicos, processo criativo, desavenças na banda, relacionamento amo-odeio com a imprensa britânica, experiências de estilos, projetos abandonados.

- Vi textos de críticos que detestaram, considerando “ofensiva” a publicação de um texto rascunhado por um adolescente sem maturidade e experiência de vida. Mas creiam, você provavelmente já leu ou lerá coisas piores por aí. É pessoal, o baú do Renato Russo não tem fim. Como fã, posso afirmar que a capacidade dele de me surpreender é igualmente infinita.


Bacci!!!


Beta

domingo, março 26, 2017

Ciao!!!





Chegamos ao desfecho da última integrante do Quarteto ainda solteira e bem revoltada por isso.
Só que nem sempre conseguir o que se deseja pode ser o fim dos problemas.
Iris vai descobrir isso.

Os mistérios de Sir Richard – Julia Quinn – Editora Arqueiro (Quarteto Smythe-Smith 4)
(The secret of Sir Richard Kenworth – 2015 – HarperCollins)
Personagens: Iris Smythe-Smith e Sir Richard Kenworth

Sir Richard precisava de uma esposa. O que o diferenciava de outros homens é a pressa que ele tinha em conseguir uma jovem que aceitasse se casar e ir com ele para o interior. Iris estava irada por ser, mais uma vez, obrigada a participar do recital-tortura. Até que pareceu um pretendente inesperado, apressado e, por melhor que parecesse, Iris sentia que algo não se encaixava. Mas após ser comprometida, Iris agora embarcaria para longe da família e para o futuro, fosse bom ou não.

Comentários:

- Quer ironia? Iris era a única das jovens solteiras Smythe-Smith com talento real para musicista. Detestava tanto os recitais que não via gosto em participar, ainda mais agora após os casamentos de Honoria e Sarah e, horror dos horrores, tendo que lidar com os delírios da irmã, Daisy, que se achava a musicista (lady Danbury poderia ter repetido com a chata da Daisy uma estratégia de negociação agressiva usada no livro da Honoria. Tenho certeza de que seria aplaudidíssima – não que ela importe com aprovação alheia, claro). Para escapar, só casando!

- E não é que apareceu um pretendente? Iris era inteligente demais para acreditar em conto de fadas... ou para recusar a chance de escapar para sempre do Quarteto. Só que ela tinha a sensação de que alguma coisa não se encaixava, embora não conseguisse explicar o quê.

- Richard precisava de uma noiva. Como todo homem solteiro, com responsabilidade sobre propriedades e sobre o destino das irmãs, isso era óbvio. Mas ele precisava URGENTEMENTE de uma noiva, que fosse perfeita. Correndo contrao tempo, ele até aceitou comparecer ao recital das Smythe-Smith. E foi lá que ele viu Iris quase se escondendo atrás do violocelo e percebeu que a busca havia acabado. Agora só faltava conseguir que ela aceitasse o casamento, por bem ou por mal.

- Ao contrário dos livros anteriores, onde quem lê é informado de antemão sobre o segredo que ronda a história (no caso, dos personagens Marcus, Anne e Hugh), neste, só descobrimos junto com Iris os motivos que levaram Richard a se casar com ela. Então são muitas páginas para ficar elaborando porque Sir Kenworthy faz o que faz e, em algumas vezes, consegue ser tão contraditório e confuso. Sem dar spoiler, posso dizer que é uma daquelas situações onde quem está de fora percebe que não era tão complicada de resolver. Só que, quando fatores como gente (muito) teimosa, consciência pesada e um tantinho de afobamento mais algumas outras coisinhas mais, justificam de alguma maneira o jeito como Richard agiu. Tanto que, quando liguei os pontos, pensei que era simples demais, até me dar conta de que só achava isso porque não era comigo. Afinal de contas, os problemas alheios nunca são tão grandes comos os nossos, né?
De fato os homens podiam ser muito estúpidos.
- Como encrenca pouca é bobagem, no meio desta história torta, os dois vão se apaixonar. Só que os mistérios de Sir Richard – e as consequências deles – vão complicar muito. Haverá sensação de humilhação, de restrição, algumas mentiras e meias-verdades e muita mágoa. E até colocar as coisas nos lugares leva tempo. Tanto tempo que inclusive dá para se colocar no lugar do outro e aprender a perdoar.

- É um livro gostoso de ler, talvez com sofrimento para os extremamente curiosos (tipo eu, que ficava tecendo as mais insanas teorias sobre os segredos de Richard e cheguei perto de parte da verdade, mas pouco antes da grande revelação). Iris é teimosa, encantadora, inteligente e revela uma personalidade forte, ao mesmo tempo, delicada e, em algumas horas, áspera e sarcástica. Richard é um bom homem com peso na consciência e em situação desesperadora para fazer tudo certo. A gente acaba se compadecendo da criatura e rezando pra ele parar de meter os pés pelas mãos. Enfim, é uma despedida amável desta série com personagens divertidos e cativantes. Agora só nos resta esperar pela próxima oportunidade em que Julia Quinn vai nos pegar pela mão e levar de volta para a próxima temporada na Inglaterra do século 19.

- Só por curiosidade: temos aparições de Hyacinth e Garreth e também de Winston de Bevelstoke.

Quarteto Smythe-Smith
Simplesmente o Paraíso Just like heaven  Honoria Smythe-Smith e Marcus Holroyd
Uma noite como esta A night like this  Anne Wynter e Daniel Smythe-Smith
A soma de todos os beijos The sum of all kisses – Sarah Plainsworth e Hugh Prentice
Os mistérios de Sir Richard – The secret of Sir Richard Kenworth – Iris Smythe-Smith e Sir Richard Kenworth.


Bacci!!!


Beta

sábado, março 25, 2017

Ciao!!!


Tive a chance de ler o novo livro da autora parceira Flávia Cunha. E sinto uma vontade danada em me mudar para Springville.

Segunda chance para o amor – Flávia Cunha
(2017)
Personagens: Sabrina Jackson e Alex Baker

Sabrina era uma lutadora e uma sobrevivente. Perdeu os pais, teve que se virar sozinha. Foi para Houston, se tornou modelo, se envolveu em um relacionamento e tudo parecia bom demais para ser verdade. E era. O namorado era um cretino agressivo, agora ela precisava se recuperar e foi levada por um amigo para ser protegida em Springville. Alex Baker atendeu ao pedido de cuidar de Sabrina e se encantou por ela. Agora precisava conquistar a confiança dela e mostrar que a jovem poderia encontrar o amor de verdade.

Comentários:

- É uma história que tinha tudo para ficar pesada e arrastada, mas a Flavinha soube dar ritmo. Entendemos o sofrimento e a angústia que Sabrina viveu, mas não se prende a isso. Como diz o título, é a jornada para ela recuperar a capacidade de confiar e amar alguém. E ela consegue dar uma leveza, talvez pela vontade da protagonista em acreditar – mesmo temendo que não ocorressem – em dias legais.

- Sabrina era uma lutadora. Órfã, conseguiu se virar e estava trabalhando quando conheceu Keith. Pela primeira vez, após a perda da mãe, conseguiu se relacionar com alguém. Infelizmente, o que parecia promissor se revelou uma grande decepção, porque ele não era nada que aparentava. Ele se tornou o pior pesadelo dela. E agora ela precisava ser protegida enquanto se recuperava e recomeçava a vida.

- É aí que entra Springville, a cidade onde os moradores se conheciam e cuidavam um dos outros. O universo já apresentado em outras obras da autora, como as trilogias dos Bennett, das Campbell e a série Lobos de Springville. E que agora acolhe este dueto – Irmãos Baker. Porque o herói Alex Baker assume os cuidados de Sabrina, a pedido de Lucas Bennett – e para você entender o que ele tem a ver com isso e como interferiu na vida dele, só lendo. 
“– (...) eu não sei se posso ter alguém em meu coração outra vez. – suspirou e disse baixinho – Mas, seu eu pudesse, gostaria que fosse você.” 
- Só que Alex se interessa por Sabrina. E ela, à medida que se recupera, também passa a ter sentimentos por ele. A partir disso, é um tempo de paciência para que os sentimentos se fortaleçam e superem os receios do trauma anterior. Mas eles terão que superar outros obstáculos até finalmente estarem prontos para a aproveitarem a chance de viver o amor.

- Encontrei uns errinhos de digitação, anotei todos e passei para ajudar na revisão. ;) Não compromete a trama que é charmosa, simples, direta. Boa para ler e relaxar, porque a esperança – a princípio tímida e depois cada vez mais forte – costura as ações dos protagonistas. A esperança em se sentir acolhida, amada e protegida. De ter o amor retribuído. Em ter paz. Em ser feliz. Quem não gostaria de compartilhar esta jornada com eles? Eu gostei.

Dueto Irmãos Baker
Segunda chance para o amor – Sabrina Jackson e Alexander "Alex" Baker
Um chamado para o amor – Ryan Baker 


Bacci!!!

Beta


sexta-feira, março 24, 2017

Ciao!!!




E as águas de março fecharam o verão, o outono já está aí.
E a Harlequin Brasil divulgou as opções para os leitores em março!
Confiram!


AMOR ÚNICO - ANNIE WESTO segredo que ela escondeu…

Arden Wills ficou surpresa ao reencontrar o primeiro e único homem que já amou, o sheik Idris Baddour. Contudo, agora que teve de assumir o trono, ele tem muitas responsabilidades e deveres. Por isso, ela decide continuar escondendo seu precioso segredo. Porém, nem mesmo o tempo foi capaz de apagar o intenso desejo que sentem um pelo outro.
E quando o beijo inesquecível que trocaram é divulgado por todo o mundo, a verdade é revelada: Arden tivera um filho de Idris.
Para evitar um escândalo ainda maior, ele precisa legitimar seu herdeiro, transformando a bela Arden em sua rainha do deserto.


JURA DE VINGANÇA - CATHY WILLIAMS
O sabor da inocência…

Quando Sophie Griffin-Watt saiu da vida do magnata Javier Vasquez e decidiu casar-se com outro homem,esse poderoso milionário jurou encontrar uma maneira de se vingar!
E ao descobrir que Sophie está desesperada para salvar sua família, ele oferece ajuda. Porém, tudo tem um preço. Em troca do que ela precisa, Javier deseja possuí-la. Esse acordo sensual parecia a única forma de finalmente conseguir esquecê-la.
Contudo, ao descobrir a inocência de Sophie, Javier será incapaz de seguir as próprias regras.
Relançamentos:




Já li os dois: saiba sobre Retorno ao passado 
Escândalo Perfeito (que é muito bom!!!)

E ainda:

TEMPESTADE DE PAIXÃO - Kate Hewitt
Uma esposa temporária?
Hannah Stewart fica surpresa quando seu chefe exige que ela o acompanhe em uma importante viagem de negócios… até Luca Moretti apresentá-la como sua noiva! Ele não permitirá que nada, nem mesmo sua adorada vida de solteiro, fique no caminho de seu sucesso. Por isso, expandir temporariamente as funções de Hannah era a solução perfeita. Contudo, ele não esperava que o charme da assistente testaria tanto seu notório autocontrole. A paixão proibida que existe entre eles é intensa demais para ser ignorada. Mas o que acontecerá quando a viagem terminar?

TEIA DE ATRAÇÃO - Michelle Conder
Inimiga ou amante?
Dare James está furioso. Uma mulher conseguiu colocar as garras em seu avô! Dominado pela raiva, ele retorna à propriedade da família pronto para resolver o problema…apenas para se ver completamente encantado pela garota que planejava despejar. Carly Evans fica horrorizada ao descobrir o que Dare pensa. Afinal, ela é médica, não uma interesseira. Tudo o que Carly quer é apagar o sorriso pretensioso do rosto de Dare. Porém, antes que percebesse, ela estava presa a uma inescapável teia de atração. E, de repente, desafiar esse poderoso bilionário era a última coisa que Carly desejava fazer.

AMANTE DA MEIA-NOITE - Kristi Gold
Selene Winston sabe que foi contratada para remodelar a mansão de Adrien Morrell, não para ter um caso com ele. Ainda assim, seu recluso chefe assombrava seus sonhos mais escaldantes; fantasias enlouquecedoras povoavam sua mente. E não demora para que Selene sucumba a essa atração. Porém, se ela deseja algo mais do que apenas um amante, precisa domá-lo tam­bém além das quatro paredes.

SENHOR DO DESEJO - Susan Crosby
Julianne se sentia uma prisioneira no remoto castelo de Zach Keller. Ele deveria ser seu protetor, mas Julianne ficava totalmente exposta sob seu olhar. E, para piorar, Zach insiste que a única forma de mantê-la em seguran­ça, é se ela se tornar sua esposa. Agora, Julianne pre­cisa encontrar uma maneira de fugir. Afinal, está a um passo de dizer sim para tudo o que ele deseja…

MESTRE DA PAIXÃO - Michelle Celmer
Uma intensa noite de paixão abalou Tess McDonald tão profundamente que ela fugiu do hipnotizante desco­nhecido que a levou para a cama. Mas existem coisas das quais ninguém pode se esconder. Tess não fazia ideia da reação que o milionário Ben Adams teria quan­do soubesse que seria pai. Certamente não esperava que ele a convidasse para morar em sua luxuosa man­são. Ou que ambos desejariam transformar esse caso passageiro em uma união. 

TODOS OS SONHOS DELE - Shannon Stacey
O despertar do amor!

A bela Katie Davis cresceu com os Kowalski e sempre foi considerada “um dos rapazes”. Porém, seus sentimentos por Josh Kowalski não são nada fraternais.
E ele também parece estar começando a enxergar a mulher que Katie se tornou.
Ela esperou muitos anos para que Josh a notasse, mas talvez seja tarde demais.
Entregar seu coração para um homem que quer deixar a cidade o mais rápido possível é um jeito fácil de se decepcionar.
Contudo, Josh continua inventando motivos para ficar…
E ele logo perceberá que tudo o que precisa para realizar seus sonhos é ficar ao lado de Katie.

Visite também no Pinterest e no site da Harlequin Brasil

Bacci!!!

Beta

quarta-feira, março 22, 2017

Ciao!!!


O aviso de lançamento vem da Faro Editorial.
Três contos sobre a minha segunda estação favorita no ano.
(Sou uma criança da primavera, então já viram, né?)
Conheçam um pouco mais sobre O verão em que tudo mudou.



A vida às vezes guarda inúmeras surpresas. E, sem avisar, ela muda de direção.

Na hora você não entende, já que “tudo parecia estar bem”. Então percebe que havia sinais…. um sentimento, uma lembrança, um fato que parecia bobo, mas não era… É quando a gente entende que todo o caminho estava errado, que nada fazia muito sentido. Pelo menos, pra você…
Fred sente-se absolutamente comum diante de um mundo com tanta gente especial.
Lavínia, ao alcançar aquilo que parecia um sonho, algo pelo qual tanto lutou, descobre que a nova conquista nunca foi realmente um desejo seu.
E Sol, sem perceber, vive sempre à espreita, desconfiada, em constante alerta, tentando controlar tudo ao redor, na esperança de não se ferir novamente…
Mas que controle podemos ter diante de tudo? Três jovens, de cidades distantes, com diferentes realidades, descobrindo o mundo a partir de suas próprias escolhas: complexo, difícil, libertador.
Três histórias que se cruzam, no exato momento em que se coloca, diante de cada uma delas, uma exigência capaz de definir algo para o resto de suas vidas. O tempo parece que voa quando se é jovem. Há um mundo de coisas acontecendo e a sensação é de que é preciso correr.
Mas o que é melhor? Ficar num porto seguro? Guiar-se pelo cérebro ou pelo coração?
Independentemente das escolhas, há uma hora meio mágica, meio fatal na vida, que todos precisamos encarar. E este é o momento, a estação, O verão em que tudo mudou.

O trio que escreveu o livro:


Gabriela Freitas escreve compulsivamente, por necessidade, como se fosse por prescrição médica. Virginiana desajeitada, com ascendente em “cabeça nas nuvens”, é um misto de tudo o que escreve (e do que não consegue dizer em palavras). Paulistana apaixonada por São Paulo, margaridas, noites estreladas, café amargo e histórias de amor (bem doces, por favor).

Thaís Wandrofski é apaixonada pelas coisas simples da vida e gosta de perceber pequenos detalhes que mais ninguém vê. Ama livros, nuvens, delineador, números ímpares, gatos, fotografia, e ainda espera a sua carta de Hogwarts.

Vinícius Grossos tem 23 anos, ama desenhos animados, comida italiana e café. Para ele, os melhores dias de verão são os chuvosos. Verão ensolarado só na praia, onde gosta de imaginar que é um tritão. Estuda Jornalismo, mas prefere mesmo é o mundo da ficção. É autor de O Garoto Quase Atropelado e co-autor de 1+1 – A Matemática do Amor, publicados pela Faro Editorial.

Saibam mais na página da Faro Editorial.
Quem comprar apenas na pré-venda na Saraivavai ganhar os seis cards com quotes dos contos do livro.



Bacci!!!

Beta