domingo, fevereiro 19, 2017

Ciao!!!

O projeto LitGirlsBr lançou neste ano uma antologia, com contos escritos por nove autoras brasileiras, com temas e estilos diversos. Uma ótima chance para reencontros – já li duas das autoras – e conhecer gente nova. Vamos lá? Optei por falar um pouquinho de cada conto e um breve – mesmo – comentário. As histórias são curtinhas, dar muito detalhe acaba abrindo a porta para falar demais.

*** Texto originalmente escrito pro Livrólogos, que a Rosana gentilmente permitiu que fosse publicado no Literatura de Mulherzinha. Obrigada, Rô! ***

O Livro Delas: Nove Romances – Renata Frade (org) – Fábrica 231
(2016)

Ao anoitecer, Bianca Carvalho
Três jovens que nunca se viram descobrem que estão com os caminhos unidos, embora sem ainda entenderem como ou por quê. Daniela e Allen partem na investigação que pode levá-los ao que houve com Pâmela e a colocar ambos em risco.
No início, confesso que fiquei meio “hein?” até que engrenei na história. A autora manteve o suspense e nos força a montar o quebra-cabeças destes personagens que passaram por coisas ruins e querem reconstruir a própria vida.

Os 6 piores dias da minha vida, Carolina Estrella
Mãe e filha presas em uma rotina de violência doméstica finalmente saem de casa e se refugiam na fazenda dos avós maternos. Finalmente Alana poderia ter uma vida saudável e normal. No entanto, seria necessário dar um basta definitivo a esta situação.
Um relato de algo que, lamentavelmente, ocorre muito por aí e de como deixar para trás. No entanto, a história é leve pela atuação de uma narradora divertida, que comenta, dá pitacos e até bronca nestes “leitores que querem saber demais”.

Era amor, Chris Melo
Um flagrante. O fim do casamento. Marcela foi orientada pelo terapeuta a fazer um diário, algo que ela começa totalmente a contragosto. Acompanhamos o processo de ela se reconstruir, se reavaliar e descobrir que a vida continua e que ela pode comandar o próprio destino.
Achei que o formato de diário funcionou muito bem. Permitiu o nosso olhar aprofundado sobre como não é fácil dar a volta por cima. Afinal de contas, não bastam os outros falarem. Marcela só sairia do fundo do poço quando vestisse a camisa do processo de recuperação.

Por acaso, Fernanda Belém
Uma carta que não chegou ao destinatário inicial foi o ponto de partida da amizade entre duas pessoas que nunca se viram. Depois de uma relação construída via cartas, e-mails e telefonemas, será que André e Samantha conseguiriam lidar com a realidade ou ambos perderiam a “magia” um para o outro?
Aqui temos dois pontos de vista, através da troca de correspondência entre os personagens. É divertido imaginar suas ações e reações e ler logo em seguida o que eles decidem fazer. E ainda ganhou pontos comigo por citar um filme que adoro!  

Eu vou te esperar, Fernanda França
Fred sofre por ser uma pessoa que sente, em um mundo desprovido de amor. Até o dia em que, durante um passeio, encontra um anel com um símbolo, que ele conhece das cartas que herdou do bisavô. A partir daí inicia uma busca pela chance de encontrar alguém que o entendesse. Alguém que também sentisse.
Que história linda! Não sou a maior fã de distopias (está entre os estilos com os quais tenho dificuldade), mas esta trama centrada nos personagens e no conflito íntimo deles com a realidade que os cerca, instigou a minha curiosidade e me prendeu até o final.

Baile de formatura, Graciela Mayrink
Era para ter sido a colação de grau perfeito, mas tudo escapou do controle de Amália, que estava frustrada. No entanto, o baile poderia trazer surpresas não só para Amália, mas também para os outros quatro formandos, diante do fato de que agora começariam uma nova uma fase da vida.
Quem já passou por isso, sabe o que é a crise “formei. E agora?!”: é quando cai a ficha de que estamos por conta própria, ou se preferir, hora de virar “adulto”. Neste caso, fiquei MUITO CURIOSA sobre o que acontecerá em seguida na vida deles...

Dez anos, Leila Rego
Tainá, Rebecca, Lurdinha e Marli fizeram uma promessa no dia da formatura: voltar a Foz do Iguaçu para celebrar a conquista e a amizade delas a cada dez anos. E elas cumprem a promessa e podemos acompanhar como o tempo faz diferença nas vidas e escolhas do quarteto.
O conto conseguiu sintetizar uma história repleta de emoções: da euforia, decepções e descobertas na época da formatura e dos encontros e desencontros ainda impactavam anos depois. Foi bem legal ver que a vida nem sempre segue o que planejamos e que, em alguns casos, isso é bom.

A voz do coração, Lu Piras
Iris é uma jovem que foi adotada pelos moradores de uma vila ao ficar órfã. Agora adulta, tenta dar um rumo na vida. E pode ser que Nicolas, o neto de uma das suas vizinhas-avós tenha uma participação nesta nova fase. Ele não teria nenhuma resistência em ouvir a voz do coração sobre este assunto.
Que fofo, que meigo, que lindo, que gracinha, que bonitinha a história de encontros e desencontros entre Íris e Nicolas. E como a música costura a aproximação e a relação deles. Uma delícia de ler e de se imaginar nas cenas.

Paraíso Morto, Tammy Luciano
Lua tinha certeza de que estava com os dias contados. Foi quando encontrou Sol. Agora perseguidos e presos em uma boate em uma ilha em Angra dos Reis, eles tinham que descobrir como lidar com tudo que aconteceu com eles.
Foi o conto que menos gostei. Não por falta habilidade da autora – pelo contrário, ela escreve muito bem. No entanto, como vim de um ano que não teve momentos fáceis, estou desesperadamente correndo atrás de histórias alegres e felizes. Então, perdoem o clichê, mas o problema aqui foi comigo.

***

Como só havia lido livros da Fernanda França e da Graciela Mayrink, foi uma ótima chance para ter um gostinho e conhecer o estilo das outras sete autoras. Já foram para minha lista de para pesquisar e procurar outros livros. Se bem que basta sair com #MadreHooligan, que é a “localizadora de autoras/autores nacionais” oficial do Literatura de Mulherzinha, pra resolver o assunto!

E foi uma excelente ideia reunir todas em um projeto, que serve como uma forma de mostrar o trabalho de todas para os leitores, para o mercado e reafirmar que vieram para ficar. O livro é Delas, mas todos e todas nós ganhamos.


Bacci!!!

Beta

sábado, fevereiro 18, 2017

Ciao!!!



Confesso que não tinha prestado atenção nesta história quando foi lançada. Li no embalo da história anterior, da Kelly Hunter. Se soubesse, teria furado a fila. A receita – com vários elementos de que gosto – funcionou muito bem.

Corrida de Emoções – Victoria Parker – Jessica 2 Histórias 271 (Extremos do Amor)
(The woman sent to tame him – 2014 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Serena Scott e Finn St. George

O indomável piloto Finn St. George, o playboy, o homem mais lindo do mundo estava totalmente fora de controle. E a missão da engenheira Serena Scott era colocar um freio nele antes que o prejuízo deixasse de ser, novamente, apenas material e financeiro. Consumido por uma gama de sentimentos confusos e complexos, Finn deixou de ver sentido na vida. Ao ser confrontado pela filha do chefe, que declaradamente não ia com a cara dele, ele soube que não podia mais fugir de tudo que o assombrava, especialmente a morte do irmão dela.

Comentários:

When you try your best but you don't succeed
When you get what you want but not what you need
When you feel so tired but you can't sleep
Stuck in reverse

And the tears come streaming down your face
When you lose something you can't replace
When you love someone but it goes to waste
could it be worse?

- A temporada da F1 do Troféu Mundial está em andamento e o campeão Finn St. George está colocando tudo a perder. E Serena é a última alternativa para descascar o abacaxi, a pedido ordem do pai dela, o dono da equipe onde Finn é o principal piloto. O problema: ela não ia com a cara dele porque o culpava pela morte do companheiro de equipe, Tom, que era o irmão dela. Por isso, ela foi a opção para colocar freios nele e em um momento de imprudência anunciou que era a nova chefe e que estava ali para resolver o problema que ele se tornou.

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

And high up above or down below
When you're too in love to let it go
But if you never try you'll never know
Just what you're worth

- Finn realmente estava em uma vibe sem limite e sem freio. Assombrado pela verdadeira causa da morte de Tom, que poucos sabiam. Por isso, a temporada ruim, o prejuízo para a equipe e a péssima classificação para a largada na prova em Mônaco, pista conhecida pelas quase inexistência de opção de ultrapassagem. Não era de surpreender que fosse feita alguma coisa. Ele só não imaginava que menina Seraphina (nome que ela detesta – e que confesso que não entendi se era o nome dela mesmo ou um apelido que ele deu para irritá-la).

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you
Tears stream down your face
When you lose something you cannot replace
Tears stream down your face
And I

Tears stream down your face
I promise you I will learn from my mistakes
Tears stream down your face
And I

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

- A garota criada no ambiente masculino e machista do automobilismo também enfrenta seus fantasmas e eles vão além da perda traumática do irmão. Só conhecia esta vida e queria prosperar no meio. O carro que ela planejara e desenvolvera tinha tudo para garantir a hegemonia da equipe nos próximos anos, desde que, fosse conduzido por um piloto talentoso, habilidoso e confiável. E Finn estava instável, imprudente, um perigo para si mesmo.

- Ao serem forçados a conviver “pelo bem maior”, eles vão despertar o pior um no outro. Mas também vão perceber aquilo que não pretendiam revelar a ninguém. Afinal de contas, há uma preocupação genuína entre eles. E a culpa que sentem pela morte de Tom reforça os laços. Justamente por serem imperfeitos é que se tornam quem melhor compreende o outro, o que ajuda na hora de enfrentar o trauma, já que ficou claro ignorar não estava dando certo. 

- Para chegar ao final feliz, ambos precisarão se desarmar de seus medos, receios e angústias. Realmente não esperava o que encontrei aqui, especialmente nas entrelinhas da relação confusa e doída entre Serena e Finn e me surpreendi positivamente. Agora terei que procurar o livro da irmã de Finn, que ocorre antes e é citada aqui.

Dueto St. George
Uma reputação a zelar – Eva St. George e Dante Vitale – Jessica 2 Histórias 221 (Poder & Desejo)
Corrida de Emoções – Serena Scott e Finn St. George – Jessica 2 Histórias 271 (Extremos do Amor)

- Links: Goodreads livro, dueto  e autora; Skoob.

Bacci!!!

Beta

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Ciao!!!!



Tem livro com tema que amamos vindo aí!
A autora Laís Rodrigues assinou com a Pedrazul Editora e vai publicar uma nova versão de Primeiras Impressões.
Para quem não sabe é uma "releitura à brasileira" de Orgulho & Preconceito.

A surpreendente temporada de Mr. Darcy no Brasil!
Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

Sinopse:
Para a inteligente estudante de Literatura Lizzie Benevides, todos os homens são mentirosos de nascença ou de criação. Quando ela conhece o racional Frederick Darcy, confirma sua teoria. Para Darcy, a carioca sarcástica que fazia questão de colocá-lo em seu devido lugar sempre que podia era, no mínimo, desconcertante: quanto mais ele tentava ignorá-la, mais ele desejava sua companhia. De uma coisa ele tinha certeza: deixar o Brasil, pelo seu próprio bem e o de Charles, passou a ser sua prioridade. Quando um dos sócios das pousadas dos Benevides, o tedioso e pretensioso Collins, chega a Buzios, Lizzie não vê a hora de voltar correndo para Boston, onde conseguiu uma bolsa de estudos integral para um mestrado. Sua irmã Jane, que havia se envolvido com Charles Bing e se dado muito mal, estava em Nova Iorque tentando esquecê-lo.
Primeiras Impressões é uma deliciosa adaptação de Orgulho e Preconceito, numa releitura moderna dos personagens georgianos que há gerações encantam os leitores. Nesse delicioso romance contemporâneo, Lizzie Benevides, Frederick Darcy, Charles Bing, Jane, Charlotte, a arrogante senadora americana Catherine e até o vilão David Wickham e muito mais vão encantar você.

Laís Rodrigues é uma advogada de 30 anos que lê desde criança. Ao contrário da maior parte dos autores, nunca havia sonhado em escrever. No entanto, depois que começou, apaixonou-se totalmente pela escrita, e, para a sorte do leitor, não consegue mais parar. Além de Primeiras Impressões, é dela também Do Outro Lado do Oceano, ambas adaptações contemporâneas de obras de Jane Austen, de quem é grande fã. Também é apreciadora da autora inglesa vitoriana Elizabeth Gaskell, principalmente de seu romance Norte e Sul, do qual já foi desafiada a escrever uma adaptação moderna, com uma Margaret Hale brasileira e a visita muito aguardada de Mr. Thornton ao Brasil. Ela também é autora de Heart of Fire, fantasia para jovens adultos que faz parte da série The Elements. Laís é baiana e mora no Rio de Janeiro com o marido e dois gatos.
Eu li o livro há dois anos e gostei das soluções que ela encontrou. 

A pré-venda do Primeiras Impressões - com preço promocional - já começou e a previsão é de que chegue até o final de março.

Bacci!!!

Beta

terça-feira, fevereiro 14, 2017

Ciao!!!
Capa relançamento 2016 
Capa da edição que tenho


Em muitos países, hoje é comemorado o Dia de São Valentim - Valentine's Day - o equivalente ao Dia dos Namorados. Por isso, uma história fofa de amor... #sqn! Dio Santo, o quanto uma pessoa pode ser teimosa e se complicar para isso? Quer ter uma ideia? Pergunta para a Emma. 

Pode beijar a noiva – Patricia Cabot – Essência
(Kiss the Bride – 2002 – Pocket Books)
Personagens: Emma Van Court Chesterton e James Marbury, conde de Denham

Em 1832, Emma estava apaixonada por Stuart e pediu ajuda a James para viabilizar o casamento. No entanto, ele traiu a confiança dos dois e o resultado foi que, ao invés de impedir, antecipou os planos dele. Um ano depois, lá estava ela, em uma região no interior da Escócia, sem dinheiro, sem recursos, sem marido, cobiçada por causa de uma herança que ela não queria. E foi justamente em meio a essa maré de azar que James ressurgiu em sua vida, fazendo perguntas que ela não gostaria de responder.

Comentários:

- PAI AMADO. Não sei quanto da minha paciência duraria com a digníssima Emma. Sabe gente que escolhe o caminho mais difícil e, por mais que tenha chance de sair, se afunda nele? Deem a ela o troféu teimosia, persistência, burrice, “I love complicação”, sei lá como prefiram chamar. A órfã criada pelos Van Court era apaixonada por Stuart, primo de James, que era apaixonado por ela (que não percebeu). Aí a bonita fugiu com o Stuart, disposta a trabalhar na salvação do mundo e na ajuda dos desvalidos. E percebeu que a vida de casada com o homem que ela amava foi beeeeeem diferente do que ela imaginou!


- Um ano depois, tudo estava dando muito errado, MUITO ERRADO mesmo. Então, James Marbury ressurgiu na vida dela. A surpresa dela só não foi maior que a dele, que viu as piores previsões sobre o futuro do primo missionário e da garota solidária que ele amava se confirmarem. O problema é que ele chega ao melhor estilo arrasa-quarteirão e vai topando com informações sobre a nova realidade da jovem que amava. Ah claro, Emma não admite que precisa de ajuda, apoio, conforto. E muito menos conta que é o alvo do interesse de todos os homens solteiros do povoado de Faires – de pescadores ao barão do local – porque, por caminhos tortos e inesperados, se tornou herdeira de uma quantia cobiçada, desde que se case.

- Então temos duas pessoas que se reaproximam apesar dos preconceitos estabelecidos em um momento-chave do passado. James tem um plano: quer finalmente se casar com Emma. Emma não quer que ele descubra várias coisas que ocorreram na sua vida de casada. Para completar, ela não quer se casar, mas o dinheiro ajudaria tanto a manter a escola da comunidade. Só tem uma forma de fazer tudo funcionar: fingir um casamento de conveniência. Em uma história onde todos os planos não se tornam a realidade imaginada, claro que as coisas não vão sair como ela gostaria. No fim das contas, ela terá que se render ao ensinamento de que só a verdade liberta.

- É bonito, fofo, leitura rápida. Só prepare para ter muita paciência com a incapacidade de Emma em ver o óbvio e respeito pela possibilidade de James ser a reencarnação de Jó. Como os caminhos costumam ser tortuosos, torci para ele ser feliz. Apesar da Emma empacada, graças ao jeito da autora contar a história, valeu a pena para ele e para mim.


Bacci!!!

Beta

domingo, fevereiro 12, 2017

Ciao!



Eu acho que será impossível alguma garota gostar de cara do príncipe deste livro. Confesso que passei muito tempo pensando coisas horríveis sobre ele e que isso quase tirou o meu foco da história.
Ah, embarquei de novo em série sem ler a primeira parte. Ou seja, normal.

Desejo Profundo – Maisey Yates – Paixão Audácia 14 (Amores Inesperados 2/3)
(The Prince’s Pregnant Mistress – 2016 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Bailey Harper e príncipe Raphael DeSantis

Após ser abandonado pela noiva adequada e perfeita, o príncipe Rafael DeSantis percebeu que não tinha motivos para não retomar a ligação com a amante americana, Bailey Harper. E claro que não conseguia imaginar por que ela não o aceitaria de volta. Mas Bailey tinha muito mais com que se preocupar: sem emprego, grávida e se sentindo a última mulher da face da terra, não tinha estômago para lidar com o homem que virara a sua vida do avesso e agora se achava no direito de exigir retornar.

Comentários:

- Tive que me dar uns dias de prazo para escrever sobre este livro. Deixar a poeira abaixar. Porque confesso que entre as páginas 1 e 165, eu só queria fazer picadinho do príncipe. Tentem ver o currículo do cara: encontrou uma garota que não tinha a menor ideia de que ele era o príncipe regente de Santa Firenze. Eles se envolvem e ele manipula as conclusões dela sobre ele ao bel-prazer e, oito meses depois, diante da proximidade do casamento com Allegra Valenti, de família rica e apropriada, ele rompe o relacionamento. Um rompimento daqueles de ganhar nota 10 dos ogros que já vimos nos Lynne Graham, Penny Jordan e Diana Palmer da vida. Aí, após levar um real pé no traseiro (o que me inspira a ler o primeiro livro da série para saber se Allegra fez uma boa troca), a criatura decide retomar o caso com a garçonete americana “o tipo de mulher que não estava à altura do seu status. Uma distração contra a qual o pai sempre o preveniu”.


- Ao ressurgir da tumba como legítima assombração reencontrá-la, surpresa: ela está furiosa, magoada, chateada e grávida de 4 meses.

“Uma complicação que o pegou desprevenido.
- Sim, Vossa Idiotice Real, o bebê é seu. Já que foi você quem tirou a minha virgindade, deveria saber.
- Há quase um ano. Muita coisa poderia ter acontecido desde que nos conhecemos. Eu não estava sempre aqui. E faz três meses que a deixei. Poderia ter buscado consolo com outro homem.
- Sim, tem sido uma orgia interminável desde que me dispensou. Pensei: por que não? Afinal, seu cetro real abriu caminho? Por que negar uma chance à plebe?
- Basta. Está sendo grosseira e isso não combina com você.
- Sim, combina perfeitamente. Como bem sabe, não sou o tipo de mulher digna de ser levada para seu principado. É o que você deve pensar. Sou a garçonete que conheceu em um restaurante de quinta categoria. Portanto, esse comportamento é típico de alguém como eu”.


- Isso é só uma parte. Ele a julga o tempo inteiro inferior a ele – a garçonete que deveria agradecer por ele ser um príncipe que se dignou a assumir o herdeiro e vai mudar a vida dela para muito melhor. Ele não respeita nada que ela viveu, o desejo de não repetir a história da mãe e de criar o bebê totalmente diferente, priorizando que ele perceba que é amado e querido. Isso é inconcebível para Raphael, que foi programado desde pequeno a ser um padrão de “forte” que não considerar sentimentos como diferencial, mas como fraqueza e a priorizar o principado. E agora, ele quer forçar que ela – a mulher inferior, a distração, a que não era digna – se adapte a essas premissas sem reclamar, porque afinal de contas, tinha que entender que era o mínimo esperado diante do presente que ele era na vida dela. Me poupe!


- Claro que haverá estranhamento, sofrimento, gritos, palavras duras, mágoa, muita discussão para tentar mudar ideias enraizadas e até mesmo medidas drásticas. Não é porque há uma criança envolvida que a mulher é obrigada a aceitar tudo. Nem todo amor do mundo justifica abnegação e sustenta uma relação capenga deste jeito. Mas como disse lá em cima, quis esfolar o príncipe até a página 165. A partir daí, vocês precisam ler para concluírem se o príncipe se redime e se isso é suficiente.

Amores Inesperados – Heirs before vows
1 – Enfeitiçado pela Paixão  – The Spaniard’s Pregnant Bride - Allegra Valenti e duque Cristian Acosta (Paixão Audácia 13)
2 – Desejo Profundo – The Prince’s Pregnant Mistress - Bailey Harper e príncipe Raphael DeSantis (Paixão Audácia 15)
3 – Fonte de Amor – The Italian’s Pregnant Virgin – Esther Abbott e Renzo Valenti (Paixão Audácia 16)


Bacci!!!


Beta