sábado, abril 01, 2017

Ciao!!!


“Sim. Please send the questions via email. It would be a pleasure.”
Eu juro que fiquei olhando para a tela do celular totalmente surpreendida.

Ok, não devia fazer nem 1h30 que eu tinha deixado uma mensagem no site de Sylvain Reynard pedindo uma entrevista para o Abril Imperdível do #LdM12.

O que eu não esperava era uma resposta quase imediata. Esta resposta que começou o texto.

Obviamente, elaborei as perguntas e enviei. Recebi outra resposta agradecendo o envio e me informando precisaria de um tempo para responder.

E as respostas chegaram na noite seguinte (horário brasileiro).

Então coube a mim sair pulando pelo quarto, avisar a #MadreHooligan que o autor dos livros do professor Gabriel me respondeu cuidar de tudo direitinho para que esta entrevista fosse a abertura mais incrível para a festa de 12 anos do Literatura de Mulherzinha.

(Ah, para vocês entenderem alguns comentários, contei a ele que #MadreHooligan leu a Trilogia do Gabriel e eu, a Noites em Florença preciso logo de uma decisão sobre The Roman, ok, pessoal da Arqueiro?)

Portanto, com vocês...
(segui o padrão de manter a resposta original e fazer uma tradução livre. Se acharem algum erro, me avisem.)

LdM Entrevista: Sylvain Reynard

1 – Como começou e se desenvolveu o seu interesse pessoal por Florença? E como a cidade – e pessoas que nasceram ou viveram lá – se tornaram tão importantes inclusive como personagens nas trilogias do Gabriel e Noites em Florença?
(Pergunto, porque eu me apaixonei por Florença quando era adolescente. Pesquisei e li tudo que podia sobre a cidade e o Renascimento Italiano. Quero visitá-la. E por causa de Florença, eu li  O Príncipe das Sombras – foi a cidade quem me levou até você)
Boa Tarde, Beta. Muito obrigado pela leitura. It’s a great pleasure to be with you and your readers.
I was interested in Italian art and history and this led to my first trip to Florence many years ago. The city became my favourite city in the world and I’ve continued to visit it over time and even lived there at one point. The city has so much history, so many beautiful churches and buildings, and a beautiful river that runs through the city. It’s an incredible place.
Boa Tarde, Beta. Muito obrigado pela leitura. É um grande prazer está com você e todos que te leem. Eu estava interessado na arte e história italianas e isso levou à minha primeira viagem à Florença muitos anos atrás. A cidade se tornou a minha favorita no mundo e eu continuei a visitá-la e até morei lá em algum momento. A cidade tem tanta história, tantas lindas igrejas e prédios e um lindo rio que a atravessa. É um lugar inacreditável.

2 – Sempre pergunto aos escritores como é o seu processo criativo. Uns planejam. Outros são guiados pela inspiração. Alguns misturam ambos. Como é o seu. Como você percebe que uma ideia pode levar a um livro?
For me I rely on my imagination. For the story of Raven and the Prince, the scene where she is walking home after the party came to me first. And out of that scene grew her relationship with the Prince and the entire narrative of the trilogy.
Para mim, eu confio na minha imaginação. Para a história de Raven e o Príncipe, a sena onde ela está caminhando para casa depois da festa foi a primeira que me veio. E daquela cena cresceu o relacionamento dela com o Príncipe e a narrativa inteira da trilogia.

3 – Minha mãe me contou que a Trilogia do Gabriel é intensa e passional, às vezes com personagens teimosos, com momentos tensos e engraçados (ela leu para mim a discussão entre Julia e Gabriel sobre Beatriz na sala de aula, porque ela amou a cena e precisava me contar). Agora que a trilogia está complete, qual é a sua principal memória sobre o processo desde a ideia até a publicação? O que esta experiência te ensinou a ser um escritor?
Thank you so much. And please thank your mother. For me, the best memory is hearing from my first reader. She wrote to me and told me how much she was enjoying the story and at that moment, I was so happy to hear from her I would have continued writing just for her.
The process of publishing the Gabriel Series taught me a lot but most important, it taught me to trust my readers. My readers know what they like and I think by now I know what they like as well. I write for them and I’m grateful for their continued support.
Muito obrigado. E por favor, agradeça à sua mãe. Para mim, a melhor memória foi ouvir da minha primeira leitora. Ela me escreveu e me contou o quanto estava gostando da história e naquele momento, eu fiquei tão feliz de ouvir isso dela que continuei a escrever apenas por ela.
O processo de publicação da Trilogia de Gabriel me ensinou muito, mas o mais importante, me ensinou a confiar em minhas/meus leitoras(es). Elas(es) sabem do que gostam e penso que, agra, que eu sei do que gostam também. Escrevo para elas(es) e estou grato pelo contínuo apoio.

Origem da montagem
4 – Sobre a série Noites em Florença, sou fascinada como William é complexo e profundo. Eu não consigo prever o que ele fará, mas entendo seus sentimentos e o jeito de lidar com tudo. Ele pode ser o amante passional e protetor e o príncipe frio, inteligente e implacável. Por favor, fale para nós sobre o desafio de elaborar um homem como ele e a mulher que vira o mundo dele de cabeça para baixo?
(Mas tenho que te confessor que gritei muito “Não Raven! Não faça isso!”, especialmente em A Sombra do Passado, mas ela não me escutou. E suponho que também não te ouviu)
Thank you Beta. If you’re screaming at my characters, that means I’ve done my job as a writer. You would only scream at a character if you felt as if he/she was a real person. So this is a very great compliment.
When I approach a character, I try very hard to get into his/her head. I ask myself how he or she would think, what they believe, what they want, and how they would react to a situation. I treat the characters as if they were real persons. And sometimes, they surprise me by their choices.
Obrigado, Beta. Se você está gritando com os meus personagens, significa que fiz o meu trabalho como escritor. Você só gritaria com um personagem se sentisse que ele/ela é uma pessoa real. Então isso é um elogio muito grande.
Quando eu me aproximo de um personagem, tento muito entrar na cabeça dele/dela. Eu me pergunto como ele ou ela pensaria, em que acreditam, o que querem e como reagiriam a uma situação. Eu os trato como se fossem pessoas reais. E às vezes, eles me surpreendem com suas escolhas.

5 – Você é sempre tão amável e atencioso com seus fãs. E você tem leitoras(es) em todas as partes do mundo. Como se sente diante desta recepção ao seu trabalho?
Grateful. I’m immensely grateful for the number of readers I have and for the act that my audience spans the globe. I’m very lucky.
Grato. Sou imensamente grato pelo número de leitoras(es) que tenho e por saber que estão espalhados pelo mundo. Eu sou muito sortudo.


6 – Agora, nós, seus fãs, estamos esperando por The man in black suit. Como todas as suas leitoras brasileiras, estou encantada por Acacia ser uma de nós. O que você pode nos contar sobre a jornada dela em Paris com Nicholas. E o que te cativou tanto para escrever uma heroína brasileira?
 (Apenas uma impressão, mas tenho o pressentimento de que por trás do nome de uma bela flor está uma garota forte e poderosa. Estou no caminho certo?)
Yes, you’re right. I can’t say too much about the new book, although I can share with you a teaser: http://sylvainreynard.com/tmitbs/ 
Acacia is intelligent, beautiful, and strong. She also faces a number of challenges as a Brazilian woman living in France. And Nicholas is a mysterious figure…
 Sim, você está certa. Não posso dizer muito sobre o livro novo, embora posso compartilhar com você uma prévia. 
Acacia é inteligente, bonita e forte. Ela também enfrenta muitos desafios como uma mulher brasileira vivendo na França. E o Nicholas é uma figura misteriosa...

7 – No próximo dia 16 de abril, Literatura de Mulherzinha comemora o 12º “blogversário”. Então, para terminar, gostaria de pedir que você deixasse uma mensagens para todos que vão ler esta entrevista.
Congratulations Beta on your 12th blogoversary. This is a tremendous accomplishment and you should be very proud. Thank you readers for joining me and allowing me to be part of this celebration.
I value my Brazilian readers a great deal and I want you to know that Acacia is my way of giving a gift back to you. She represents the spirit and beauty I have found in my Brazilian readers and she is a tribute to you all. Thank you.
I also wanted to mention my Brazilian readers who manage the Noites em Florenca podcast, who do a tremendous job. If you can join them, you should. They are wonderful.   https://twitter.com/NoitesFPodcast
Parabéns Beta pelo seu 12º ‘blogversário. É uma tremenda conquista e você deve estar muito orgulhosa. Obrigado a vocês leitores por se unirem a mim e me permitirem ser parte desta celebração.
Eu valorizo minhas/meus leitoras(es) brasileiros como um grande presente e quero que vocês saibam que Acacia é minha forma de dar um presente a vocês. Ela representa o espírito e a beleza que encontrei em minhas/meus leitoras(es) brasileiros e ela é um tributo a todas(os) vocês. Obrigado.
E também quero mencionar as minhas leitoras brasileiras que gerenciam o podcast Noites em Florença, que realizam um tremendo trabalho. Se puder, você deveria se juntar a elas. Elas são maravilhosas – https://twitter.com/NoitesFPodcast

Aproveitando o embalo, hoje tem podcast com o autor promovido pelo grupo Noites em Florença!

Hoje 17h. Informações aqui.
Eu adorei a entrevista! Espero que vocês tenham gostado também!
Agora é esperar pelo The Roman, porque preciso saber o desfecho da história de William e Raven. E também finalmente começar a ler a Trilogia do Gabriel, como está na minha gigantesca meta para 2017.

Se quiserem saber, eis os meus comentários sobre os livros da série Noites em Florença: O Príncipe das Sombras; A Transformação de Raven e A Sombra do Passado.

Bacci!!!

Beta
Reações:

24 comentários :

  1. Olá, Beta!

    Parabéns pelo blog! Se eu fosse você com certeza surtaria ao ter minhas respostas respondidas pelo autor, mas sei que isso não é muito difícil, porque o Sylvain tem fama de ser muito atencioso com os fãs. Enfim, já li a trilogia de Gabriel e curti cada momento e também li a introdução da série Noites de Florença, mal posso esperar para ler os próximos, achei muito bacana as perguntas e ainda mais o modo aberto e honesto como o autor respondeu.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Beta!
    Que bacana!!! Não conheço os livros do autor (então é mesmo um homem?). Meu primo que gosta muito dessa série do Gabriel vai surtar com essa entrevista. rsrs...
    Ele foi muito fofo nessa entrevista! Parece ser bastante atencioso com os fãs. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Nossa que oportunidade única e legal. Parabéns primeiramente, por ter conseguido essa entrevista demais. Nossa que bom ver algumas respostas legais do autor, e principalmente do porquê da personagem brasileira <3 Ainda não li nenhum série dele por todo mas espero mudar isso me breve. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Entrevistas já são bacanas por natureza, e a gente conseguir uma internacional é sem dúvidas de pular mesmo, meu parceiro de blog entrevistei a autora de 9 Regras a ... Antes de se Apaixonar e ele teve a mesma reação. Deixa vê se eu intendi, o autor é um homem? Pq se for, eu estava enganado pois pensava que era mulher kkjk. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manoel, a identidade de Sylvain Reynard é um grande mistério. Eu pesquisei e encontrei as referências no masculino a ele. Por isso, mantive esta linha. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  5. Olá, parabéns por essa entrevista super legal. Gostei muito de saber um pouco mais sobre o autor e seus livros, ainda não li nenhuma obra dele mas super preciso mudar isso!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eita que RICO! Entrevista com autor estrangeiro!
    Parabens!
    Achei a autora muito simpatica e ela foi até meio poetica em algumas respostas. Mas confesso que sinceramente nao curto muito o gênero erotico e por isso não tenho vontade de ler os livros, infelizmente.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Nossa! Que conquista, hein?
    Ficou maravilhosa a entrevista!
    As perguntas foram super criativas!
    Deu pra perceber sua empolgação e essa sua alegria me contagiou. rs
    Parabéns

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  8. Parabéns! Que incrível uma autora que você aprecia ter concedido uma entrevista para o blog, reagiria da mesma forma que você sem dúvidas. E um detalhe sobre a entrevista, foi muito legal você ter mantido as respostas originais da autora junto com a tradução.

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que incrível essa postagem menina, fico realmente muito contente que tenha conseguido a entrevista, muito sucesso!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a autora. E muito bacana você conseguir essa entrevista! Fiquei bem curiosa para ler as obras!

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Oioi.
    Parabéns pela entrevista.
    Muito bacana quando um autor é tão acessível, e recebe o leitor com toda atenção né?!
    Nunca li nada da autor, mas achei ele muito simpático, muito claro e é perceptível a atenção dedicada a cada resposta.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Parabéns pela entrevista, deve ser muito gratificante conversar com um autor de livros que tanto amamos, ele parece muito grato é gentil também.

    ResponderExcluir
  13. Oiee, esse autor é tão amorzinho, tão dedicado aos leitores! li seus livros e acompanho os lançamentos, parabéns pela iniciativa.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Talvez eu apanhe agora mas eu detestei O inferno de Gabriel. Sim, você leu certo, rsrs. Mas fico muito feliz pela sua conquista e alegria de ter obtido essa entrevista. Finalmente descobri que é um homem, pois entrei em debate várias fezes sobre o sexo do autor com amigas que tinham a mesma dúvida. Parabéns pelo pela conquista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Parabéns pela entrevista! Realmente é difícil conseguir respostas de um autor internacional, ainda mais um que aparece tão pouco, é tão reservado. Adorei as respostas e vou lá conferir o podcast!

    ResponderExcluir
  16. Oiii!

    MEUDEUS QUE AMOOOOOOR!!! Fico feliz que tenha conseguido essa entrevista e foi muito produtiva, né?? QUe autor simpatico! Sempre ouvi falar sobre sua forma discreta de ser, adorei de verdade conhecer as novidades por aqui!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Adorei a entrevista e parabéns!
    Muito simpático o autor responder as perguntas, eu adoro a série " O Inferno de Gabriel" e preciso ler os outros livros do autor. Adorei saber mais sobre o autor e suas ideias. Mais uma vez, Parabéns!

    beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Eu adoro os livros desde autor e smepre quis conhecer mais sobre ele. Adorei a entrevista e estou ansiosa pelo próximo livro.

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pelo seu blog, imagino sua felicidade quando recebeu a resposta quase que imediata do autor. A entrevista ficou maravilhosa e o autor parece ser realmente mega simpático. Ainda não li nenhum de seus livros mas depois de conhecer um pouco mais sobre ele fiquei com vontade de ler suas histórias.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  20. Oi, Beta!
    Nossa... Primeiro, parabénsss pelo blog e pelo belo trabalho aqui feito. Que você tenha muito sucesso sempre!
    Agora, deixa eu dizer... Eu amo a trilogia do Gabriel, não li Noites em Florença, mas quero desesperadamente! rsrs E caramba, to feliz demais por essa entrevista. Como é bacana quando um autor que gostamos tanto nos dá esse retorno tão carinhoso, né!? Amei demais!

    Beijinhos.
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo

    ResponderExcluir
  21. Eu seria muito feliz se em Florença se falasse português... rs... ela também se tornou minha cidade favorita no mundo quando a conheci mas nas três semanas que passei lá senti falta de falar minha própria língua. Super parabéns pela entrevista, e mais parabéns ainda pelos 12 anos do blog, que máximo! *-*

    ResponderExcluir
  22. Ola lindona parabéns pela entrevista e conquista ao Blog, nada mais gratificante que conseguirmos entrevistas de autores que somos fãs. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir