domingo, setembro 11, 2016

Ciao!!!



Na despedida do Especial Brasil, depois de uma série de livros diferentes com temáticas que me salvaram um bom tempo de terapia, finalmente peguei uma história fofa, mas tão fofa, do jeito que eu precisava. E não só na ficção! 

Um amor, um café & Nova York – Augusto Alvarenga – D’Plácido
(2014)
Personagens: Camila, Guilherme e Nova York

Parecia o mais perfeito dos filmes românticos: a comemoração de três anos de namoro seria em Nova York. Passar um mês na cidade que sempre quis conhecer tinha sido a melhor surpresa preparada por Guilherme. Entre fotos, beijos, cafunés, passeios, compras, surpresas e mais surpersas, o que fazer quando todos os seus sonhos parecem se realizar – até mesmo aqueles que julgava adormecidos – e isso te obriga a uma difícil escolha?

 Comentários:

- Não atirem pedra em mim, por favor, mas nunca tive essa cooooisa que muitas pessoas têm (algumas inclusive eu conheço) com Nova York. Nada pessoal. É que, se algum dia eu fosse para os Estados Unidos, seria Disney e Nova Orleans. Na verdade, a cidade que eu sempre quis conhecer está do outro lado do oceano. Então consigo entender como é sonhar em conhecer algum lugar. E, por enquanto, só imagino a sensação de ver o sonho virar realidade.

- Como foi o caso de Camila, ao ser surpreendida pelo presente do namorado Guilherme: a viagem de um mês para Nova York como forma de comemorar o aniversário de três anos de namoro. Quem não gostaria de uma chance dessas ao lado de quem se ama? Pois é, lá se foram Camila e Guilherme para a viagem dos sonhos. Os dois são um casalzinho muito fofo e apaixonado – alguns chatos dirão excessivamente açucarados ou grudentos, mas atire a primeira pedra quem não agiu assim alguma vez na vida (mesmo que não admita). Estão felizes, inspirando o melhor um no outro, ainda descobrindo coisas um sobre o outro. Tiveram a oportunidade de viverem juntos uma etapa da vida onde todos os sonhos são possíveis, até os que ficaram esquecidos.

- E mesmo não sendo a minha viagem dos sonhos, tenho que admitir que Nova York é presente na vida de todos nós, seja pelo noticiário ou pelos seriados e filmes. De Friends a The Avengers, passando pelo desejo de tomar um café na Tiffany e se achar Audrey em Bonequinha de Luxo e seguindo por Esqueceram de Mim 2, Tarde demais para esquecer, Homem-Aranha (seja do Tobey Maguire ou do Andrew Garfield – e Homecoming vem aí!!!), Noite de Ano-Novo e Outono em Nova York e Kate & Leopold (para ficar só nos que lembrei agora, porque se for pesquisar, a lista não terá fim) tornaram os cenários como Central Park, Brooklin, Manhattan, o Reveillon na Times Square, os teatros da Broadway, os jogos e shows no Madison Square Garden bem presentes na nossa vida.

- E quando parecia não ser possível ser mais perfeito, um “acaso” (na falta de uma palavra melhor) vem para oferecer um desafio e uma chance de realizar um desejo do qual Camila nem se lembrava. Isso irá exigir uma escolha que ela não esperava ter de fazer. E aí, ela vai precisar mesmo da força de Guilherme para lidar com o que acontecer daí pra frente.b

- Em momentos da vida onde a gente só é bombardeada por notícias ruins, caóticas, cercado de intolerância de grupos que estão mais preocupados em berrar certezas ao ouvir uns aos outros e argumentar, onde, para alguns, as vidas dos outros não tem o mesmo valor, é necessário sim parar e se lembrar de que precisamos amar e sonhar por dias melhores para ser feliz. E aprender a lidar com as escolhas que a vida nos oferece e tirar o melhor dela. Afinal de contas, estamos no comando da escrita da nossa história, né? Devemos caprichar! Adorei Um amor, um café & Nova York por me lembrar de que o carimbo que quero no passaporte que ainda não tenho não foi abandonado, apenas momentaneamente adiado. Mas irá acontecer.

E vocês vão reparar pelo gancho final que o livro tem sequências:

Um amor, um café & Nova York    

Bacci !!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário