domingo, julho 31, 2016

Ciao!!!




Ah, Nora, parece que você lê a minha mente.
Quando liguei o modo “à beira de ataque de nervos”, finalmente, a #MadreHooligan me devolveu o livro que foi devidamente surrupiado da minha pilha.
E peguei um aqueles livros onde a Nora tirou o pé, colocou a música boa pra ouvir e me convidou para viajar com ela para momentos de tranquilidade.
Apesar de alguns pitis da Avery.

O eterno namorado – Nora Roberts – Editora Arqueiro (A Pousada 2)
(The last boyfriend – 2012)
Personagens: Avery McTavish e Owen Montgomery

Avery e Owen foram os primeiros namorados um do outro, com 5 anos de idade. Agora, o “namorico” de infância se tornou uma ligação que pairava como algo incompleto entre eles. Entre as mudanças em Boonsboro, a reta final da obra na pousada, o interesse em descobrir mais sobre a fanstasminha camarada que continua aparecendo para vários integrantes da família Montgomery e agregados, Owen e Avery vão topar com muitas manifestações de amor. E se deixassem as dúvidas de lado, os dois poderiam ampliar a lista...

Comentários:

- É um livro tranquilo, sem sobressaltos. A história flui como uma narrativa do cotidiano dos moradores que encontramos no livro anterior – os irmãos Ryder, Owen e Beckett Montgomery (mais uma vez, que delícia de observar a dinâmica entre os três, de personalidades tão diferentes, mas unidos por aquele laço além do fraternal – o amor verdadeiro), a força da natureza que é a mãe deles, Justine (é hilário como ela toca terror no trio sem precisar abrir a boca - #MadreHooligan se identificou, posso garantir) e a tia Carolee que estão às voltas com as fases finais da obra na pousada. Clare e Beckett planejam o casamento. E todo mundo está ansioso em inaugurar logo a pousada.

- Às voltas com planejamento, organização e prazos, Owen conseguiu arrumar um espacinho para tentar chegar a um acordo sobre o que sente por Avery. A ruiva impulsiva o pedira em namoro quando era criança e ele retribuiu com um anelzinho de plástico, desses que vem em bala. A vida seguiu. Tiveram outros relacionamentos, mas algo ainda ficou pendente entre eles. Talvez influenciado pelo romance que inspirou os quartos da pousada, estava pautando a rotina do irmão caçula e algumas outras surpresas – inclusive há uma cena HILÁRIA de mente masculina dando defeito de compreensão que me fez dar gargalhadas – de repente Avery e Owen voltaram a se enxergar como algo diferente dos bons amigos que sempre foram.

- E qual é o mal de se interessar e sentir desejo pelo melhor amigo? Saber todos os defeitos. Porque não tem como mentir, disfarçar ou tentar ignorar ou afastar, porque a pessoa consegue enxergar além das aparências. Isso ocorre com Owen e Avery. Tem momentos que um passa a se preocupar demais com o que o outro pode pensar ou fazer. Aí entra em cena algum dos anjos da guarda metidos a cupidos pra colocar os dois nos trilhos. Criado em uma família onde o amor era algo presente, Owen fica confuso diante de algumas dúvidas de Avery, que foi abandonada pela mãe quando era adolescente e não tem isso bem resolvido para ela mesma.

- Mas não pense que ele é perfeito (spoiler: é quaaaaaase perfeito). Owen tem as típicas dúvidas de quem gosta de tudo planejado e organizado, quando se depara com aquilo que não consegue controlar, precisa arrumar uma nova forma de lidar com as coisas. Inclusive os sentimentos. E aí, queridas, estamos falando de Nora Roberts, né? Não tem como não amá-lo. Em alguns momentos você vai pensar que Avery é doida por ficar no mantra "figurinha repetida não completa álbum", mas em se tratando de Owen, a figurinha é a premiada e vale a pena.

- Adorei, porque precisava acalmar, após uma semana tensa e cansativa. #MadreHooligan reclamou do que chamou de “pelamordeDeus, que garota que demora pra decidir o que quer!”. Terminei acreditando em coisas boas, em me hospedar em quartos temáticos, em ter uma estante construída pelos irmãos Montgomery ou chegar em casa e ter um Owen sentado na porta. Vocês estão vendo como a pessoa desacelerou, né? Cortesia da Diva. Apenas faço a devida reverência para agradecer.

Trilogia A Pousada (Inn Boonsboro Trilogy)
1 – Um novo amanhã The next always - Clare Brewster e Beckett Montgomery
2 – O eterno namorado – The Last Boyfriend - Avery McTavish e Owen Montgomery
3 – O par perfeito The Perfect Hope - Hope Beaumont e Ryder Montgomery


Bacci!!!

Beta
Reações:

13 comentários :

  1. OLÁ
    Gostei muito dessa história de livro tranquilo, as vezes a gente precisa de um desses para acalmar, né? É tanto tema polemico e sei lá mais o que, e um livro tanquilo ajuda a clarear um pouco a vida

    ResponderExcluir
  2. Oie Beta!
    Eu gostei desse livro, de todo o romance que acontece, até os acontecimentos do cotidiano de todos os personagens. Como sempre, a autora me conquista.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, por isso irei pular a dica, mas parabéns pela sua resenha que ficou incrível!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Beta
    Pelo jeito o livro te agradou muito. Acredita que nunca li nada da Nora? Pois é, preciso mudar isso.
    Gostei muito da resenha. Apesar dos personagens nao serem perfeitos, é disso que gosto nos livros, quando eles são reais. Parece que a NOra sabe como tocar nosso coração.
    Quero muito começar essa série.

    ResponderExcluir
  5. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda e como eu citei já em alguma resenha, eu morro de vontade de conhecer essa obra pois pelos elogios, parece ter um quê de Quarteto Noivas <3

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Nem preciso dizer q amo a Nora Roberts né kkkk
    Adoro suas resenhas.
    É não foi diferente com essa kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Beta!
    Não gosto do gênero, mas já ouvi falarem muito da autora.
    O mais legal acho que essa ligação do Owen com a Avery, que não passou mesmo depois de tanto tempo.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Nora rainha! To acompanhando as resenhas da trilogia em seu blog e me arrependendo de nunca ter pedido os livros à editora. Enfim, são maravilhosos e cada história é única!

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    O livro é bem encantador, a forma como a pousada e seus hospedes nos é mostrada, deixa tudo ainda mais encantador. Adorei conferir suas impressões do segundo livro da série, pois pretendo iniciar essa leitura.

    ResponderExcluir
  10. Já conhecia a trilogia por causa de você Beta! Eu li as outras resenhas. jdshjfhjks :D To virando fã e já estou ansiosa para conhecer os personagens que você fala com tanto carinho! <3

    ResponderExcluir
  11. Oie! Esse é um livro que esta na minha listinha de leituras futuras desde que lançou! Adoro os romances da Nora pois eles são leves e rápidos de ler e sempre nos deixam com um gostinho de quero mais! rs

    Não vejo a hora de terminar de uma vez essa trilogia!

    Beijos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Essa trilogia da Nora está nos meus desejados faz tempo, mas nunca criei coragem para ler. Espero que mude isso ainda esse ano. Ótima e sincera resenha <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá Beta...
    Os livros da Nora, são livros da Nora né?
    Tranquilos e gostosos de ler, essa é uma caracteristica da autora.
    Adorei a sua resenha e tenho que dizer...
    JA QUERO ahahahahah

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir