sexta-feira, fevereiro 05, 2016

Ciao!!!



Seguindo a série dos herdeiros da família Chatsfield, chega a hora de entender como conseguiram laçar o filho que fugiu para a Itália e tentou romper os vínculos com a família escandalosa, e forçá-lo a atuar em nome dela.

O preço da tentação – Trish Morey – Harlequin Paixão 20 (Hotel Chatsfield 3/4)
(Tycoon’s Temptation - 2014 – MD Modern Hotel Continuity)
Personagens: Holly Purman e Franco Chatsfield

Para não perder o direito a uma herança, Franco foi convencido por Christos Giatrakos a viajar até a Austrália e convencer os donos de uma vinícola a fecharem contrato de exclusividade com os restaurantes do hotel. Ele esperava resolver rapidamente e retornar para Piacenza, onde era necessário. Só que não esperava lidar com a relutância de Holly Purman, a “encantadora de vinhos” responsável pelo sucesso da produção da vinícola. Ela sabia que precisava confirmar que reergueu a marca e tinha sérias dúvidas de que se associar aos escandalosos Chatsfield fosse produtivo.

Comentários:

- Homem determinado com objetivo além do aparente. Mulher magoada com motivos para desconfiar. Claro que não seria algo rápido e fácil de resolver. Como sempre, a premissa do livro me estressou. Desde que o Gene Chatsfield que fez tudo errado na vida resolveu que alguém tinha que botar moral nos filhos que ele não se interessou em criar, só me vejo cismada em porque ninguém ficou contra ele. Giatrakos virou o “carrasco” dos Chatsfield, vidalokas ou não.

- É o caso de Franco que, após se desentender com o pai, fugiu para a Itália, para a região de Piacenza. Ele não admitiria que sonhava em reencontrar a mãe que abandonou a família e nunca mais deu notícias. Começou a trabalhar na região e se tornou um vinicultor, sem o apoio dos Chatsfield. No entanto, para um projeto pessoal, dependia da herança. E foi justamente neste ponto fraco que Giatrakos se apoiou para usá-lo em uma missão pela família que ele tinha deixado para trás por causa do pai.

- Ao chegar à Austrália, onde não pretendia demorar mais que o necessário, não causou a impressão desejada em um dos interessados. Embora Gus, o avô fosse o dono da vinícola, ele não assinaria o contrato sem a concordância da neta, Holly, a “encantadora de vinhos” que conseguia se destacar no mercado pela qualidade do produto que criou. Ela tinha uma especial resistência a playboys, por já ter sido magoada, enganada e desmoralizada por um. Ao ver Franco chegar ao melhor estilo Chatsfield, duvidou de que ele soubesse e respeitasse o que eles faziam.

- Um caso clássico de antipatia à primeira vista que precisava ser revertido. Franco não podia falhar. Por isso, ele se ofereceu para trabalhar na vinícola com ela, ajudando na poda das parreiras durante seis semanas. Se, neste período, a família dele não desse nenhum escândalo, ela assinaria o acordo. Pressionada pelo avô – que queria resgatar uma bonita história familiar relacionada ao Hotel Chatsfield -, Holly aceita o acordo. Especialmente porque ela não acreditava que as duas condições fossem cumpridas. Só que Franco a surpreende por saber, entender e respeitar o trabalho deles e os Chatsfield embarcam em uma vibe comportada e positiva na imprensa.

- O que não gostei: Holly é mais uma das criaturas que realiza julgamentos antecipados. Se fosse apenas pela péssima experiência pessoal, eu ainda entenderia. O que me estressou (como sempre) é o fato de ela atirar pedras nos Chatsfields com base nas informações de revistas de fofocas. Aquele tipo de imprensa que torce, distorce e até inventa para ter uma manchete. Por ter lido as tramas anteriores, a gente já sabe o que motivou cada um dos herdeiros a agir como “malucos e irresponsáveis” – a carência após um lar destruído, o abandono da mãe e um pai ausente. Não justifica, óbvio, mas abre a luz para a gente entender que nem sempre é possível sair desta situação plenamente resolvido consigo mesmo. E me chateia ver que o pai pune os filhos por não serem perfeitos quando ele é o principal culpado desta zona toda. Uma mulher inteligente, capaz e sensível no trabalho que realiza devia ser melhor que isso, né? Aí de repente, a moça começa a sentir uma fogueira interior e decide que só Franco pode ajudá-la. Para depois não compreender quando ele revelar as intenções iniciais dele com relação ao acordo.

- Outra coisa que não gostei: haja paciência com o estereótipo patinho feio revoltado que esconde a beleza atrás de uma atitude durona e roupas masculinizadas e que só se descobre feminina à fórceps. Em alguns casos funciona. Aqui, não sei por quê, não conseguiu minha simpatia.

- Ah, claro, temos o herói torturado, distante, com um objetivo definido que é abandonado. Magoado pelas perdas que viveu, também não sabe se pode confiar na mulher que está empenhada em duvidar dele e criticar os Chatsfield do alto da vassourinha dela. Franco é muito mais do que aparenta. Poderia, talvez, ter se desarmado um pouco antes. Evitaria parte do duelo de teimosia e arrogância que os dois travaram.

- No fim das contas, ponto pro Literatura de Mulherzinha. Metade da série concluída!

Série Hotel Chatsfield
0.5 – Rumores de Noivado - Engaged at the Chatsfield – Melanie Milburne - Juliet Montague e Marcus Bainbridge (prequel)
1 – O escândalo do sheik Sheikh’ scandal – Lucy Monroe – Harlequin Paixão 18 (Hotel Chatsfield 1/4) - Aaliyah Amari e sheik Sayed Bin Falah al Zeena, emir de Zeena Sahra
2 – A lição de um playboy – Playboy’s lesson – Melanie Milburne – Harlequin Paixão 18 (Hotel Chatsfield 1/4) – princesa Charlotte de Chavelier, princesa de Preitalle e Lucca Chatsfield
3 – Aposta na paixão Socialite’s Gamble - Michelle Conder – Harlequin Paixão 19 (Hotel Chatsfield 2/4) – Cara Chatsfield e Aidan Kelly
4 Sombras de um segredo Billionaire’s Secret – Chantelle Shaw - Harlequin Paixão 19 (Hotel Chatsfield 2/4) – Sophie Ashdown e Nicolo Chatsfield
5 – O preço da tentação – Tycoon’s Temptation - Trish Morey – Harlequin Paixão 20 (Hotel Chatsfield 3/4) – Holly Purman e Franco Chatsfield
6 – Sedução entre rivais Rival’s Challenge - Abby Green – Harlequin Paixão 20 (Hotel Chatsfield 3/4) – Orla Kennedy e Antonio Chatsfield
7 – Acordo com um rebelde – Rebel’s Bargain – Annie West - Harlequin Paixão 21 (Hotel Chatsfield 4/4) – Poppy Graham e Orsino Chatsfield
8 – Herdeira desafiadora – Heiress’sDefiance - Lynn Raye Harris – Harlequin Paixão 21 (Hotel Chatsfield 4/4) – Lucilla Chatsfield e Christos Giantrakos
* Estes oito livros foram lançados com o mesmo padrão de capa. No entanto, o Goodreads enumera mais uma história intermediária e outras cinco já lançadas no Paixão e mais duas previstas para este ano.


Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Série que está em uma notinha sobre comprar ou não comprar porque parte desses romances parece cativante mas parte desses romances parece muito soporífera, embora eu tenha sido seduzida por algumas capas, mas tenha sido repudiada por outras capas. Uma situação estranha, embora este romance desta postagem tenha sido muito interessante para mim, tanto pelo enredo quanto pela isca mui querida de viagem: vinhedo.

    ResponderExcluir