sábado, setembro 26, 2015

Ciao!!!



Hora de saber qual a missão que Cara, a caçula maluquete dos Chatsfield, terá pela frente para se “redimir” dos prejuízos que sua imagem causou à companhia.
O livro é bom, isso posso adiantar, mas confesso que tem um personagem desta série que ganhou e faz o possível para reforçar a minha antipatia...

Aposta na Paixão – Michelle Conder – Paixão Sagas 19 (Hotel Chatsfield 2/4)
(Socialite’s Gamble – 2014 – Harlequin Books)
Personagens: Cara Chatsfield e Aidan Kelly

Com a imagem abalada por uma má escolha profissional, Cara é incumbida de ser a anfitriã do torneio de pôquer do Hotel em Las Vegas. No entanto, como a maré não estava nada boa, uma série de desencontros e falta de sorte a coloca no caminho de um dos participantes. Em um rompante de machismo entre dois competidores, ela se vê incluída na aposta mais alta, sem ter como reagir. Terminou salva de um destino pior, mas jogada aos lobos da imprensa de escândalos. A alternativa era fugir e quem estendeu a mão foi a última pessoa que ela esperava?

Comentários:

- Vou começar pelo personagem mais onipresente (mesmo ausente) e irritante da série: Gene Chatsfield, o patriarca. Ao ficar viúvo, largou os filhos ao deus-dará, gerando neles traumas suficientes para movimentar por muito tempo consultórios de psicólogos, psiquiatras e outros terapeutas. Aí, quando ELE acha um rumo para a própria vida, decide “consertar” os filhos que se empenharam em meter os pés pelas mãos à força, colocando um “carrasco” para executar o “serviço sujo” por ele. Ah, vá catar coquinho!

- Enfim, Christos Giatrakos incumbiu Cara de uma missão: ser a anfitriã do prestigiado torneio de pôquer do Chatsfield. No entanto, tudo deu errado: voo atrasou, salto do sapato quebrou, não tinha carro, tempo ruim e ela ainda topou em um homem mal educado que a confundiu com uma prostituta. Como vingança, ela usou o charme e saiu com o carro que seria dele... E ficou sem saber onde enfiar a cara quando o reencontrou e descobriu que ele era um dos apostadores a quem devia recepcionar.

- Aidan tinha metas bem definidas para este torneio: conseguir uma vingança há muito tempo desejada. Nem uma jovem bonita de cabelo cor de rosa. No entanto, o adversário percebeu e usou isso contra ele. Surpreendendo a si mesmo, Aidan tomou uma decisão que não esperava: protegê-la em detrimento do plano que alimentou pela maior parte da vida.

- Cara já tinha problemas de imagem e esteve perto da redenção. Mas a forma como foi envolvida na aposta se tornou pública e adivinha quem pagou o pato? Ela, óbvio, alvo mais vulnerável que os machistas arrogantes que criaram a confusão. Agora, sem o contrato que resgataria o respeito profissional, só restava a ela sumir até a poeira baixar, porque todos estavam dispostos a crucificá-la e a ajuda veio de onde menos esperava.

- E no período de convivência no resort exclusivo das Ilhas Fiji que vamos entender mais das personalidades de Aidan e Cara. Ele foi magoado pela traição de pessoas próximas e gastou boa parte da vida para se recuperar e armar a vingança pela honra e orgulho ofendidos. Ela se sentiu abandonada pelo pai, descartada como se não tivesse valor e se ressentiu disso. O comportamento maluco não era exclusivo dela, mas como bem cita o livro, os gêmeos Lucca e Orsino podiam ser bad boys à vontade que o mundo aplaudia. Ela, como suposta bad girl, sofria condenação pública e retaliações no emprego. Talvez o descanso no paraíso forçasse ambos a rever os valores que ditavam suas vidas. Mesmo que fosse uma mudança mais demorada de se conseguir na prática – porque largar padrões a que estamos agarrados por comodidade, conveniência ou convicção é algo que não costuma ocorrer da noite para o dia (exceto em situações “choque de gestão”, que surgem quanto todo o resto falhou).

- Sinceramente, os dois são muito parecidos, querendo aquilo que perderam quando eram jovens demais para entender e processar corretamente a dor. No entanto, gostei mais de Cara. É uma personagem com humanidade porque você compreende e até se identifica com a dor dela. Aidan está muito consumido pela vingança e não consegue dar valor à oportunidade que cruzou o caminho dele.

- Ficou em aberto o final de uma situação – acho que não vão, mas gostaria que mencionassem em outro livro porque fiquei curiosa. Enfim, com a terceira herdeira Chatsfield resgatada do caminho da infâmia e do escândalo, agora é ver o que acontece com a próxima alma desta família a ser salva.

Hotel Chatsfield
0.5 – Rumores de Noivado - Engaged at the Chatsfield – Melanie Milburne - Juliet Montague e Marcus Bainbridge (prequel)
1 – O escândalo do sheik Sheikh’ Scandal – Lucy Monroe – Harlequin Paixão 18 (Hotel Chatsfield 1/4) - Aaliyah Amari e sheik Sayed Bin Falah al Zeena, emir de Zeena Sahra
2 – A lição de um playboy – Playboy’s Lesson – Melanie Milburne – Harlequin Paixão 18 (Hotel Chatsfield 1/4) – princesa Charlotte de Chavelier, princesa de Preitalle e Lucca Chatsfield
3 – Aposta na paixão Socialite’s Gamble - Michelle Conder – Harlequin Paixão 19 (Hotel Chatsfield 2/4) – Cara Chatsfield e Aidan Kelly
4 Sombras de um segredo Billionaire’sSecret – Harlequin Paixão 19 (Hotel Chatsfield 2/4) – Sophie Ashdown e Nicolo Chatsfield
5 – O preço da tentação – Tycoon’s Temptation - Trish Morey – Harlequin Paixão 20 (Hotel Chatsfield 3/4) – Holly Purman e Franco Chatsfield
6 – Sedução entre rivais – Rival’s Challenge - Abby Green – Harlequin Paixão 20 (Hotel Chatsfield 3/4) – Orla Kennedy e Antonio Chatsfield
7 – Acordo com um rebelde – Rebel’s Bargain – Annie West - Harlequin Paixão 21 (Hotel Chatsfield 4/4) – Poppy Graham e Orsino Chatsfield
8 – Herdeira desafiadora – Heiress’s Defiance - Lynn Raye Harris – Harlequin Paixão 21 (Hotel Chatsfield 4/4) – Lucilla Chatsfield e Christos Giantrakos
* Estes oito livros foram lançados com o mesmo padrão de capa. No entanto, o Goodreads enumera mais uma história intermediária e outras cinco já lançadas no selo Paixão e mais duas previstas para este ano.


Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Uh, mas que inferno maldito tem sido essa atitude machista, tomada por homens e por mulheres, para cúmulo de absurdo, de aplaudir um comportamento X por ter vindo de um homem e de condenar tal comportamento X por ter vindo de uma mulher ! Ora, bolas ! Mas mudando de assunto: que idéia ótima sobre resort exclusivo !!! Eu adoraria viver tal experiência, vivendo muitos dias em tal lugar !!!

    ResponderExcluir