quarta-feira, novembro 25, 2015

Ciao!!!


Fui indicada pela Suelen, do Romantic Girl. Obrigada pela lembrança e desculpe a demora em responder. Aproveitei as férias para colocar em dia.

Essa tag foi originalmente criada pelo canal "Chiclete Violeta" e consiste em responder 15 perguntas inspiradas nas músicas do grupo. Confira agora minhas respostas:

1- Maps: Um livro que te levou para outro país.
A vida secreta de Mona Lisa, Pierre La Mure. Foi o livro que me apresentou várias cidades italianas durante o período do Renascimento. Especialmente Florença.

2- Animals: Um livro que tenha personagens animais.
A série Harry Potter, J.K. Rowling. Além dos animais fieis escudeiros, eles podiam se transformar em animais, invocar Patronos na forma de animais. Transformar animais em pedaços de alma.

3- She Will be Loved: Um livro com um casal apaixonante.
O anel de noivado, Deborah Simmons. Da antipatia à paixão, sou completamente encantada pelo respeito, amor e paixão que surgem entre Geoffrey, o De Burgh acadêmico com paciência de santo e Elene, a fera que não conhecia motivos para acreditar no amor...

4- Sunday Morning: Um livro para ler em um dia.
Anna e o Beijo Francês, Stephanie Perkins. Você não vê o tempo passar. E quando termina fica querendo mais.

5- Love Somebody: Um livro que você quer muito ler.
The Darkest Secret, Gena Showalter. Justo quando chega a vez do Amunzinho de Betinha, a série entrou em um hiato de publicação no Brasil digno de sono da Bela Adormecida. Não vai demorar muito pra eu me cansar de esperar e dar um jeito de saber o que acontece com o meu Senhor do Mundo Subterrâneo favorito.

6- Payphone: Um livro com uma lição boa.
Garoto encontra Garoto, David Levithan. Sou suspeita para falar porque amo tudo que ele escreve. Mas a lição dele é que vale a pena se arriscar e lutar pelo amor verdadeiro.

7- Sugar: Um livro muito meloso.
Animate me: amor criativo, Ruth Clampett. Nathan é tão desesperadamente apaixonado por Brooke e quer taaaaaaaaaaaaannto conquistá-la, que não tem como a gente se imaginar em uma piscina de coraçõezinhos piscantes em neon, digno de cena de mangá da Sailor Moon.

8- Moves Like Jagger: Um livro que te fez rir muito.
Um amor de detetive, Sarah Mason. Policial que detesta jornalistas ganha uma jornalista desastre-ambulante como sombra por causa de um acordo entre chefias. Neste jogo de gato e rato, de duas pessoas que começam não se suportando mas vão terminar se amando, a gente rola de rir.

9- Misery: Um livro que te fez ficar triste.
Entrevista com o Vampiro, Anne Rice. Li uma vez e já foi suficiente. A dor e a melancolia de Louis são tão intensas ao ponto de saírem da página, te abraçarem e te consumirem.

10- Daylight: Um livro que te fez ficar acordado a noite inteira.
A mentira mais sombria, Gena Showalter. Ô gente, compreensível, EU TINHA QUE SABER COMO TERMINAVA O LIVRO!!!! Só não consegui e nem fiquei acordada a noite inteira, porque fui pega em flagrante delito por #MadreHooligan, tive o livro recolhido e cansar meu cérebro com as variáveis possíveis e impossíveis até dormir.

11- Beautiful Goodbye: Um livro que tenha um final lindo.
Aqui vão duas dicas: Beleza Perdida, Amy Harmon e Dois garotos se beijando, David Levithan. Nos dois casos, por tudo que os respectivos autores construíram ao longo da trama, não há forma de não suspirar – e mesmo chorar – ao ler a última linha. Ainda mais porque ambos encerram com chave de ouro.

12- One More Night: Um livro que você quer que tenha continuação.
Por mim, a Julia Quinn escreveria os Bridgetons para sempre. E a Deborah Simmons faria livros com a segunda geração dos De Burgh. Já pensaram o que os filhos nestas famílias aprontariam a partir do DNA dos pais deles?

13- Back At Your Door: Um livro que você quer muito reler.
Um vizinho perfeito, Nora Roberts. Estou lendo (os ainda inéditos para mim) e relendo (a maioria) dos livros da série apaixonante, cativante, tudo de muito bom Os MacGregors. Sei que este foi o último a ser lançado, então não vou antecipar a experiência do reencontro, mas é o que eu mais espero porque é um dos meus favoritos da autora.

14- Lucky Strike: Um livro que tenha te surpreendido.
Fim da Inocência, Lynne Graham. Todos que acompanham o Literatura de Mulherzinha sabem que tenho uma relação de sofrimento com os machos onipresentes, onipotentes e imbecis e as mocinhas parvas tapetinhos que ela cria. Até encontrar este livro onde várias vezes voltei à capa para ter certeza de que era mesmo dela.

15- Until You're Over Me: Um livro que você está lendo.
A Testemunha, Nora Roberts.

Indico para responder essa tag os blogs:

* Rosana – Livrólogos e Nora Roberts Brasil   
* Barbara – In Death
* Carla - Doida y Romântica  
* Ana Carla - Histórias sem fim  
* Lu - Apaixonada por Romances
* Carol – Mulheres Românticas
* Flavinha – Mulheres Românticas
* Leninha - Sempre Romântica
* Rafaela Figueiredo – Canto das Meninas  
* Luna – Emoções à Flor da Pele  

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Oh, eu concordo plenamente quanto à Elene e Geoffrey, além de que eu adoraria mesmo que Deborah Simmons fizesse uma série com segunda geração de De Burgh, liderados e orientados por seu avô, Fawke, Conde de Campion !!! Seria lindíssimo vê-los com filhos criados e crescidos, vivendo suas aventuras à sombra de e longe de olhos de seus pais !!!

    ResponderExcluir