sexta-feira, abril 25, 2014

Ciao!!!





Continuando a série de posts especiais De Burgh, onde estou refazendo os comentários sobre os seis primeiros livros, é a vez da história mais curtinha da série, publicada em uma coletânea natalina.

Uma visita inesperadaDeborah Simmons – Romances Históricos 35
(The Unexpected Guess – 1999 – Harlequin)
Personagens: Joy Thorncombe, lady Warwick e Fawke de Burgh, conde de Campion

Seria um Natal triste em Campion porque Fawke não teria todos os filhos reunidos. Com um tempo horroroso seria impossível que eles viajassem. E o mesmo tempo pavoroso, uma nevasca sem fim, fez um grupo de viajantes precisar pedir abrigo e ser ajudado pelos moradores. E Fawke se viu novamente encantado por uma mulher. Joy queria chegar ao castelo do primo, mas era impossível ficar imune ao conforto de Campion e à beleza do lorde. Só não queria perder a independência e, para ela, era isso que um casamento representava...

Comentários:

- Depois de casar os três pimpolhos mais velhos, chegou a vez de Papai de Burgh partir para o terceiro casamento. O problema era convencer a noiva disso. Na verdade, Joy estava disposta a não se casar pela segunda vez. A primeira foi quando ela tinha 16 anos com um marido de 13 anos escolhido pela família! Ela enviuvou um ano depois e desde então estava cuidando da propriedade da família e escapando de se submeter a um novo casamento. Nesta viagem de fim de ano, terminou hóspede em Campion, em uma parada forçada por uma nevasca.

- A presença de Joy instiga Stephen a encará-la como a próxima conquista – afinal de contas, ele é o mais bonito e charmoso dos rapazes de Burgh (apesar de beber demais). No entanto, a moça rechaça as atenções e todas as iniciativas dele, porque está interessada em papai de Burgh, não no filhote. Afinal de contas, como é dito no livro “para que um menino, se pode ter um homem de verdade?”. Há um instante de insegurança dele e dela em primeiro ousar querer, depois em ir atrás do que quer e por fim assumir publicamente o próprio desejo. Percebemos o quanto Geoffrey é realmente o filho com o comportamento mais parecido com do pai – Fawke gosta de ponderar demais as próprias ações e tem, aparentemente, uma paciência de Jó. Só que quando a paciência acaba, a gente pode entender que há semelhanças absolutas com Dunstan e Simon. Quando um de Burgh quer, ele consegue.

- The Unexpected Guess é uma das histórias da coletânea The Brides of Christmas, com as autoras Jo Beverley e Margaret Moore. É rápida, explora brevemente a personalidade do patriarca da família e serve como uma ponte entre Coração de Guerreira e Um Lorde para Amar, sendo que abre questionamentos que só serão respondidos e explorados no livro sobre Stephan.

- Série Família de Burgh:
1. O Lobo Domado – Taming the Wolf (1995) – Marion Warenne e Dunstan de Burgh
2. O Anel de Noivado – The de Burgh Bride (1998) – Elene Fitzhugh e Geoffrey de Burgh
3. Coração de Guerreira – Robber Bride (1999) – Bethia Burnel e Simon de Burgh
4. Uma visita inesperada – The Unexpected Guess (1999) – Joy Thorncombe e Fawke de Burgh, conde de Campion
5. Um Lorde para Amar – My Lord de Burgh (2000) – Brighid l’Estrange e Stephen de Burgh
6. A Noviça de Burgh – My Lady de Burgh (2001) – Sybil e Robin de Burgh
7. O Cavaleiro Negro – The Dark Night (2009) – Sabina Sexton e Reynold de Burgh
8. O Último de Burgh – The Last de Burgh (2013) – Emily Montbard e Nicholas de Burgh

- Além disso, fica a dica para ler o site da autora; as avaliações no Goodreads; The Romance Reader; Fantastic Fiction autora e livro, além dos outros livros dela (e várias tietagens explícitas) no Literatura de Mulherzinha.

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Vez de Fawke De Burgh, Conde de Campion, meu querido queridíssimo !!! Eu adorei todas essas facetas desse homem nesse romance: anfitrião atencioso e perfeito, homem apaixonado e romântico, pai afetuoso e esperançoso, viúvo saudoso e solitário, mas principalmente: um homem passional, refém e senhor de um desejo que ele admitiu e liberou lindamente em hora certa (finalmente !!!) Tem mesmo muito desse conde em seus filhos Dunstan, Geoffrey, Simon, principalmente em Geoffrey pelos comentários de Stephen sobre o que Joy deveria fazer simplesmente para que Fawke casasse com ela - o que é cerne de sua personalidade sem sombra de dúvida !!! Eu adorei todas aquelas recusas de Joy contra Stephen, principalmente aquela recusa presenciada por Reynold !!! Aquele filhote amante de vinho não tinha limites em suas atitudes para com uma hóspede em castelo de seu pai, ora !!!

    ZEUS: peninha este romance ter sido em forma de conto natalino e não em forma de romance categórico pois eu adoraria ter mais páginas e páginas para meu conde preferido (chamado de duque em alguns momentos sem que eu saiba porquê !), que é um senhor de castelo muito mais que apto a viver uma história de amor com muito mais caldo e tempero por "ele não estar morto" !!! Mas eu não pude entender quem era mãe de quem, com quantos filhos gerados para cada esposa anterior. Pareceu-me que sua primeira esposa deu-lhe cinco filhos e sua segunda esposa deu-lhe dois filhos, com ambas morrendo em um parto. Minha crítica única contra Fawke foi sua atitude para com Joy antes de ela aceitar seu pedido de casamento em seus aposentos: ele poderia ter sido muito mais cavalheiro e muito menos troll naquele momento, com essa mania machista sobre saber COMO uma mulher é ou não é !!!

    ResponderExcluir