sábado, outubro 13, 2012

Ciao!!!



Ueba, mais um post da Maratona de Banca. Desta vez, o tema é Reencontro. Aí juntei com outra paixão minha – a série Baby on Board... Afinal de contas, é o mês das crianças, achei que seria uma boa escolha.

Dois pequenos milagres – Caroline Anderson – Harlequin Special 52 (Baby on Board)
(Two Little Miracles – 2008 – Mills & Boon Romance)
Personagens: Julia e Max Gallagher

Julia cansou de ficar viajando para todos os cantos do mundo, em busca do sucesso pessoal. Porque essa é a meta do marido, Max. Ela queria um casamento normal, casa, família e trabalho nas medidas corretas. Mas o ultimato dela não trouxe um bom resultado: Max foi embora e Julia viajou para o interior. Um ano depois, Max decide procurá-la e a descobre em Suffolk... com filhas gêmeas que ele não sabia que tinha.

Comentários:

- Max merecia um pontapé daqueles bem dados no traseiro. Nada contra obter sucesso profissional, todos queremos, mas e o restante do pacote? No primeiro capítulo, da discussão e do ultimato, Julia chega ao ponto de dizer ao marido que ele nem havia notado que era Natal! Um ano depois, ele ressurge sentindo-se ofendido e traído por não ter sido informado sobre as crianças. Ele queria recomeçar. Só que Julia, sabendo o quanto incontrolável o marido workaholic poderia ser, resolveu estabelecer regras: ele teria duas semanas para mostrar que seria capaz de fazer parte da família.

- Os bebês são umas fofuras (a capa já entrega isso), mas os pais, eita. Temos um problema duplo de falta de meio termo. Ok, sou escorpiana do tipo que também não conhece esta expressão, mas eu tenho senso suficiente pra me controlar (na maioria das vezes) pra não despencar de cabeça nos extremos. A gente começa a história vendo a insatisfação de Julia com a vida trabalho-trabalho-trabalho do marido, que não dava tempo para mais nada. Aí quando ele surge querendo reconciliação e se aproximar, ela impõe uma série de regras rígidas anti-workaholic para testá-lo. Você até entende, mas tem horas que tanto extremismo (dele e dela) cansa. Mas eles vão aprender a fazer concessões. Afinal, é uma jornada para recuperar a família, desenvolver a confiança entre marido e mulher para que o amor não se perca no caminho.

- Linkitos: Falei sobre este livro quando foi lançado (sim, demorei um tanto pra ler). Há posts sobre ele no Uma conversa sobre livros e no Amante do Deserto. Em inglês, podem ler aqui, no Goodreads, no Fiction DB e no Fantastic Fiction.

Bacci!!!

Beta
Reações:

2 comentários :

  1. Oh, mulher marruda !!! Mas não tiro-lhe sua razão: não é nada fácil lidar com um workaholic neurótico !!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Beta!!
    A Lu, do Amante do Deserto, já tinha me falado da fofura que é esse livro, assim como de como a mocinha é chata. rs
    Beijos!
    - Entre Cenas e Páginas

    ResponderExcluir