domingo, setembro 16, 2012

Ciao!!!



Continuando o fim de semana temático, da série Paixão e da microssérie Escândalo na Realeza, chega a hora de conhecer a história paralela à Indigna para um rei? e saber o que aconteceu com a princesa Emmeline D’Arcy. E preparem-se para se surpreender.

Sem Aliança, Sem Passado – Jane Porter – Paixão 295 (Escândalo na Realeza 2/2)
(His majesty’s mistake – 2012 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Emmeline D’Arcy, princesa de Brabant e Makin Al-Koury, sheik bilionário

Sua Alteza Real Emmeleine de Brabant estava em uma enrascada das bravas: grávida e desprezada pelo pai do bebê. Parecia que a sorte a havia abandonado, porque agora é que não poderia se casar com o noivo escolhido pelos pais. E para piorar, ela não estava conseguindo manter a farsa de fingir que era Hannah, o que deixou o patrão, o sheik Makin Al-Koury, cada vez mais desconfiado. A nova faceta de Hannah intrigou Makin, ela sempre tão séria, sensata, impecável e perfeita, estava confusa, assustada, um tanto desorientada. O fato de ter caído nas garras de um sedutor sem vergonha foi a gota d’água. Agora ele queria que ela partisse, mas não sabia se faria isso acontecer...

Comentários:

- Dica fundamental: pegue tudo o que você concluiu sobre a princesa Emmeline D’Arcy no livro anterior e jogue no balaio da coleta seletiva. Você vai ter uma reciclagem de conceitos. Emmeline foi retratada como uma princesa mimada e periguete, que, mesmo noiva, teve um caso com um jogador de polo argentino. Mas, as coisas não são beeeem assim. O que ninguém sabia é que ela estava grávida e pensou que finalmente teria o seu final feliz. Mas tudo deu errado, muito errado. Agora ela não tinha nem possível marido, estava grávida e fingindo ser outra pessoa, sobre a qual não sabia nada.

- E a mudança drástica de comportamento da secretária chamou a atenção do sheik Makin – em vários sentidos. Do nada, ele percebeu que Hannah era uma mulher muito bonita e atraente. E que não sabia mais desempenhar a função – justo às vésperas de uma conferência com líderes de várias nações para discutir projetos de ajuda a países necessitados. Para agravar, ele ainda não sabia lidar com esta faceta fragilizada, de coração partido, da secretária. Ao contrário do livro anterior, o sheik vai descobrir que a mudança não foi à toa e desmascarar a impostora.

- Houve momentos em que tive vontade de dar cascudos em Makin, por acreditar em tudo que era dito na imprensa sobre a princesa e julgá-la, sem piedade, ao ponto de não acreditar quando ela explica que não poderia voltar para casa. E é nesta companhia forçada que ele começa a rever os conceitos sobre a princesa. Porque essa história de ser da realeza não é tão legal quanto parece – pelo menos para Emmeline. Todo o dinheiro do mundo não pagou a carência que ela sentia em ser amada de verdade, a cobrança que sofreu para ser perfeita sempre. Em meio a tanta pressão e desconfiança, Emmeline queria romper o ciclo vicioso de “princesa a ser salva” e espantar o dragão sozinha. Só corria o risco de acabar sozinha mesmo acompanhada e de não reconhecer sentimentos verdadeiros. Pois é, nem todo conto de fadas precisa ser cor-de-rosa. Emmeline vai resolver muito conflito interno e externo para poder ser feliz. A essa altura, Makin e Emmeline já ganharam a sua torcida organizada para que eles superem tudo :D

* Curiosidade: dois sheiks citados brevemente, Tair e Malik Nuri (casado com a princesa Nicolette), possuem histórias próprias.

Série Escândalo na Realeza:

1. Indigna para um rei? – Paixão 292 – lançado em Julho
2. Sem Aliança, Sem Passado – Paixão 295 - lançado em agosto

- Linkitos (em Inglês): há reviews sobre o livro no Harlequin Junkie e no Peace Love Books. Também há informações no Goodreads e no Fantastic Fiction. Vale ver o site oficial da autora, onde há página do livro
(com direito as capas nos EUA e na Inglaterra, além de informações de bastidores). Artigo da autora no site I heart Presents dá mais detalhes de como surgiram as histórias (as duas versões o filme que ela cita como inspiração passaram no Brasil: veja as informações aqui). E há outros livros da autora no Literatura de Mulherzinha.

Bacci!!!

Beta
Reações:

2 comentários :

  1. Olha, sinceramente, eu tive mais vontade de dar uns cascudos nela do que nele...

    Ela até que podia ter os seus problemas, mas lidou com eles muito mal pro meu gosto e durante boa parte do livro se comportou como menininha mimada, sim.

    Gostei mais do primeiro livro.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu terei que colocar esse duo à prova agora !!!

    ResponderExcluir