sábado, janeiro 14, 2012

Ciao!!!



 Capas gringas retiradas do Fantastic Fiction
Nada melhor para começar o ano do que voltar à casa dos irmãos Hudson para saber mais sobre eles, né? Depois de Sawyer, o médico, chegou a vez de Morgan, o xerife. Não é para enrolar, mas devo dizer que fiquei com duas músicas na cabeça enquanto lia este livro. E podem ficar tranqüilos que já, já direi quais foram e por que elas não desgrudaram...

Os Irmãos Buckhorn: Morgan – Lori Foster – Rainhas do Romance 55 (Irmãos Buckhorn 2)
(Morgan – 2000 – Harlequin Temptation)
Personagens: Misty Malone e Morgan Hudson

Misty foi ao casamento da irmã com segundas intenções: queria um lugar para ficar temporariamente, para pensar em como colocaria a vida em ordem. Não esperava topar com um homem tão duro quanto uma parede de tijolos que manifestou claramente duas coisas: que estava atraído por ela e que não a queria lá. Só que uma reviravolta fez com que Morgan mudasse de idéia e mais que quisesse, fizesse de tudo para que Misty permanecesse por perto. Ela não queria homem nenhum, porque eles eram sinônimo de confusão, mas Morgan era teimoso e não entendia “não” e estava disposto a transformá-lo em “sim, sim, sim”...

Comentários:

- Vamos começar a resenha-musical? Acho que todo mundo, a essa altura, conhece (gostando ou não) Ai se eu te pego, que ficou conhecida na voz do Michel Teló (sim, caso ninguém tenha percebido é minha música chiclete no momento). Este livro é o que acontece quando a promessa é cumprida: ou seja, tem os momentos “ai se eu te pego./ ai ai se eu te pego./ delícia, delícia./ assim você me mata/ ai se eu te pego/ ai ai se eu te pego.” E tem os momentos “PEGUEI!!!!”. E quando pega, papaiamado! Sim, você vai morrer de inveja. #FATÃO

- A outra música nem todo mundo conhece: é dos Beatles: “Hello, goodbye!vídeo e letra. Estava influenciada pelo CD que ganhei de Natal da minha prima Beatles #1. Ou seja, fica evidente que há uma grande ligação – ou atração, se preferir – entre Misty e Morgan, mas eles demoram a se acertar por uma sequencia de mal-entendidos (divertidíssimos para nós, péssimos para eles). Misty tem motivos de sobra para não confiar em homens e Morgan começa com dois pés esquerdos. Só que ele é teimoso, enfiou na cabeça que consertaria tudo. E o que Morgan quer, Morgan consegue – não precisa duvidar disso.

- Além da série ter humor, o que eu mais gosto é da relação entre os irmãos. Neste ponto, lembra muito a dinâmica existente na Família de Burgh, da Deborah Simmons. Os irmãos, independente de como foram formados os laços, se amam de verdade. Isso fica visível em como eles se apóiam nos momentos difíceis ou nas pequenas coisas e nas rotinas diárias, em como implicam uns com os outros (aliás, as implicâncias e os ataques de ciúmes são hilários) e em como cuidam de quem faz parte da família, não importa a razão. Quero reforçar que estou de olho muito comprido em Jordan e espero que a Harlequin lance o livro do Casey, porque não tem como não amar o filho do Sawyer *.* (ataque de fofura mode on).

- Enfim, pra quem ainda não leu, pra quem estava em dúvida se compra, pra quem tem na pilha e pensava se devia ler, minha recomendação é: LEIA JÁ! Sério, te diverte da primeira à última página e deixa você com o gosto de “quero mais, mais, mais”. Pra quem não sabe, o terceiro livro já foi lançado em novembro: Gabe, o caçula dos meninos de Buckhorn. Assim que aparecer na minha frente, terá prioridade, tá?

- Pesquisei informações sobre a autora e a série no Fantastic Fiction:

Buckhorn Brothers

1. Sawyer (2000)
2. Morgan (2000)
3. Gabe (2000)
4. Jordan (2000)
5. Casey (2002)
* Enticing: Casey / Caught in the Act (omnibus) (2007)
* Forever and Always: Gabe / Jordan (omnibus) (2002)
* Once and Again: Sawyer / Morgan (omnibus) (2002)

- Ah, vale visitar o site oficial da autora. A curiosidade que me interessou: ela faz aniversário em 14 de novembro (ou seja, um dia depois de mim \o/). Ela também tem obras sobrenaturais (o lado negro de Lori Foster – LL Foster). E para quem gosta da série Buckhorn Brothers: está sendo re-relançada lá fora. Em outubro saiu o primeiro volume, com as histórias de Sawyer e Morgan, com esta singela capinha...


Bacci!!!

Beta
Reações:

8 comentários :

  1. Muito bem Beta!

    Acabei de infartar aqui com essas capas!

    hahahaha

    amei!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Fiquei tão feliz quando a Harlequin publicou essas histórias.
    Eu conheço os irmãos desde 2007 quando li em ebook e sempre fiquei na torcida para que alguma editora publicasse.

    A interação entre os irmãos é uma coisa realmente ótima. Lori faz isso muito bem... e não só com familiares, com amigos também.

    E Morgan SEMPRE será o meu preferido da série, apesar que quando li o do Jordan... fiquei balançada, mas o xerifão ganhou no final.

    ResponderExcluir
  3. Para dirimir dúvida, quem está postando com o MR é a Carol hahahahah esqueci de deslogar e agora vai ficar assim mesmo kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Não conheço essa família! To perdendo tempo? SIM ou COM CERTEZA?

    Morri aqui com as capas!!!

    Beijoos
    Gabi - Romances e Leituras

    ResponderExcluir
  5. Oi, vou ter que colocar na minha lista de desejos literários do ano!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Adoro o Sawyer, adoro o Morgan, adoro essa família. E as mulheres que eles "escolheram" pra se juntar a ela! Eita homens... homens... HOMENS!

    kkkkkkkkk

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Menina, que xerifão é esse? Eita homi gostoso!! Agora, na minha opinião, a mocinha deixou a desejar. Ele merecia coisa melhor que essa xarope!

    ResponderExcluir
  8. Eu fico com aquela primeira capa e aquela última capa que têm ângulos muito melhores para apreciação desse sujeito ... ^^

    ResponderExcluir