domingo, março 06, 2011

Às vezes, o destino – ou acaso, como preferirem – colabora, né? No ano passado, comprei um livro, no embalo da compra de outros no sebo. Um dia, como outro qualquer, peguei-o na famigerada e famosa pilha de espera do computador. Encontrei muito mais do que esperava. Para começar, o que eu imaginava ser uma história, na verdade, era parte de uma série de SEIS! E, que maravilha, o segundo livro (bem, vou falar sobre isso depois) foi lançado.

Casamento Real, Paixão Real – Dana Marton – Harlequin Special 29 (Corações Soberanos)
(Saved by the monarch – 2009 – Harlequin Intrigue)
personagens: Judi Marezzi e príncipe Miklos, da casa de Kerklay, do reino de Valtria

É incrível como não aconteceu nada de acordo com o que tinha sido planejado. Para o Príncipe Miklos, o segundo na linha de sucessão, era apenas a missão de buscar a noiva prometida tantos anos antes no aeroporto, de volta ao país natal depois de décadas morando nos Estados Unidos. Para Judi Marezzi, era para ter sido uma viagem para descobrir as raízes valtrianas. Então, se viu acompanhada por um homem lindo que dizia que ele era príncipe e comunicando o casamento deles por conveniência para o bem do país. E isso se revelou a melhor das notícias, porque em seguida eles foram seqüestrados por rebeldes dispostos a acabar com a monarquia e eles teriam que lutar para evitarem o pior para Valtria e para eles.

Comentários:

- Gente, este livro devia virar filme. Ficaria perfeito. É ação e romance de ponta a ponta. Primeiro, Miklos encontra Judi, que não sabia que se casaria com ele. Em meio ao choque de tentar convencê-la a aceitar pelo bem do país, eles são seqüestrados por rebeldes. Miklos era o príncipe com treinamento militar, o segundo na linha de sucessão e sabia de rumores de que rebeldes estavam agindo na surdina. Só que foi surpreendido e seqüestrado com a sua prometida reticente. Agora teria que lutar para se salvar, para salvar Judi e evitar que seus irmãos e sua mãe fossem mortos.

- Judi queria apenas férias divertidas no seu país de origem, de onde partira quando ainda era uma criança. Aí foi informada que estava de casamento marcado! Foi seqüestrada! Quase foi morta! Fugiu! Quase morreu de novo! Foi capturada! E, para se salvar, foi à luta! E em boa parte destas peripécias, estava ao lado de um príncipe lindo de morrer a quem rebeldes estavam querendo matar. Em poucas horas, tinha experimentado sentimentos fortes, confusos e uma atração que nunca havia sentido antes. Ainda tentou manter o senso de humor, a calma, a coragem, mas quando titubeou, ele a amparou. Quando ele precisou que ela mantivesse tranqüila, ela o correspondeu.

- E a autora soube equilibrar as doses de romance e de ação. Não é um “Missão Impossível“, com coisas que parecem surreais – apesar de ter um momento Rambo (mas pela estratégia demonstrada e pela experiência que você pressupõe que Miklos tenha, fica compreensível). No caminho, os dois prometidos vão se aproximando pela necessidade, mas se encantam e se apaixonam. No fim, a princesa quer entrar para o grupo de princesas guerreiras que ajudaram a defender Valtria. E talvez, fosse uma boa aquisição para a Irmandade da Coroa, um grupo lendário de príncipes que se uniram para defender Valtria no passado, heróis de todos os meninos valtrianos e que tinha sido “ressuscitado” pelos príncipes. E a irmandade seria realmente muito necessária, porque os traidores estavam inflitrados no palácio e os príncipes e a rainha corriam perigo. Neste livro, podemos comprovar que a afeição entre os irmãos é genuína, eles se preocupam uns com os outros, têm senso de humor, provocam-se, cada um possui um talento e se completam. Confesso que estou muito curiosa sobre a história do príncipe Istvan descrito como “um tipo de Indiana Jones, mas muito mais bonito e muito, muito mais tímido socialmente” *Indiana Jones fala profundamente no ouvido que eu escuto...*

- E sobre o Miklos nem vou contar que ele é lindo de morrer, um espetáculo de farda, disposto a ser o príncipe encantado e salvar o mundo. Para completar, o livro não tem meias medidas: morrem inocentes, morrem culpados. Parece desenho animado japonês (dos bons), onde não há misericórdia!

- No encerramento, há a pista de que o próximo livro será a história de um dos príncipes gêmeos, o arquiteto Benedek (livro já lançado: A Lei da Tentação – lembra do castiçal?). No site da autora Dana Marton, há uma parte apenas sobre Valtria. E eis um resumo da série até agora.

Série Defendendo a Coroa (segundo o site Fantastic Fiction, é o nome da série)

Príncipe Benedek: Royal Protocol A Lei da Tentação -

Príncipe Miklos: Saved by the monarch (2009) - Casamento Real, Paixão Real

Príncipe Istvan: Royal Captive (2010) – ainda não publicada no Brasil

Príncipe Lazlo (gêmeo de Benedek): Stranded with the prince (2010) – ainda não publicada no Brasil

Faltam serem lançados lá fora, os livros do Príncipe Regente Arpad e do príncipe Janos.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Acredita que ainda não consegui esse livro!?
    Eu já li o do Benedeck, mas nada de conseguir (nem no sebo) o do Miklos..
    afff

    ResponderExcluir
  2. Talvez isto seja uma série cuja publicação completa deva ser esperada por mim também !!! ^^

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, mas cadê o livro pra eu ler? Assim não dá!

    ResponderExcluir
  4. Link para donwload http://www.4shared.com/get/UijUfzpk/Dana_Marton_Defendendo_a_coroa.html

    ResponderExcluir