domingo, abril 04, 2010

Ok, não fui nada criativa, mas este livro, que já apareceu aqui antes, me pareceu a escolha PERFEITA para o Domingo de Páscoa. Contei aqui como foi o caso de amor à primeira vista. E claro adorei a idéia que Papai Noel passou para minha prima de que seria muito bom matar a minha vontade pela história – e parece que era o último exemplar da livraria (o que significa que ele realmente ficou esperando por mim  ^^) E devo confessar que ele não foi o único: a pilha subiu consideravelmente ao lado do computador e já atingiu o guarda-roupa onde deveriam ficar os livros do Mestrado...
Voltando ao que interessa, caí de boca no chocolate (hoje, literalmente). E me surpreendi com o que encontrei.

O Clube das Chócolatras – Carole Matthews – Bertrand Brasil
(The Chocolat Lovers’ Club – 2007)
Personagens: Lucy Lombard e as amigas do Clube da Chocólatras

Quatro mulheres bem diferentes em todos os sentidos unidas por um hábito (para elas) ou um “vício” (para outros ainda não iniciados): a paixão pelos chocolates – qualquer tipo de chocolate – em especial, os pro-duzidos no Paraíso do Chocolate, o ponto de encontro, desabafo, sossego, reflexão de Lucy, Chantal, Au-tumn e Nadia. Entre um doce e outro, elas compartilham suas alegrias, maluquices, micos, problemas e dificuldades e descobrem que a amizade pode ser doce, amarga e até exótica como o doce favorito, numa jornada que mudará as suas vidas.

Comentários:

- Tentarei contar o mínimo possível de fatos a respeito do livro. Porque eu li sem saber nada além de quatro amigas que gostam de chocolate. Gostei do ponto de serem histórias sobre mulheres mais velhas, com vidas estabelecidas (ou quase, em um caso) – longe daquela vida adolescente que ainda rege as loucas e irresponsáveis Bridget Jones e Becky Bloom (que, definitivamente, se esqueceram de crescer). Apesar de ter em Lucy uma personagem no perfil da heroína tradicional de “chicklit”: envolvida com um namorado cara de pau, com instabilidade no emprego e uma séria tendência a se envolver em momentos muito embaraço-sos. No entanto, as outras adotam temas mais adultos, o que me surpreendeu no livro – já que evitei ler sobre ele, imaginava que seria mais “engraçadinho no estilo bobão” e não é. Ele é engraçado quando tem que ser, sério quando tem que ser e, na minha opinião, a mistura funciona.

- Outro ponto a ser ressaltado: a narrativa é feita de dois pontos de vista. Quando Lucy é a protagonista ou está com as amigas, é em 1ª. pessoa, a visão dela dos fatos. Quando relata a rotina/problemas/crises das demais integrantes do “Clube das Chocólatras”, é em 3ª. pessoa – narrador imparcial e observador. Isso pode confundir um pouco as desavisadas, mas não deixa de ser interessante – afinal de contas, Lucy nunca saberia com tanta riqueza de detalhes fatos da vida das outras garotas.

- Enquanto eu lia, imaginava como resumir a história. Basicamente o que posso dizer é que é um livro sobre vício – um aceitável (o chocolate), desde que não seja usado para mascarar frustrações cegamente e não traga os efeitos colaterais (bulimia) e os outros não (relacionamentos abusivos, tentação do dinheiro fácil, falta de diálogo em casa, drogas). Portanto, O Clube das Chocólatras se torna um livro sobre fraquezas, os problemas (alguns sem saída) que você pode se meter por não saber lidar com elas.

- Sim, o festival de possibilidades envolvendo chocolate é de dar água na boca. Especialmente se você for como eu, gosta do doce (se for chocolate branco, então... nham nham nham – e ela cita um no livro que eu gosto, mas não deve conhecer o outro, ainda mais doce... kkk). E tem chocolate com tempero brasileiro citado em um momento crucial do livro. E eu adoraria um Paraíso do Chocolate aqui na minha cidade para me encontrar com as amigas para as “Emergência Chocolate” do dia-a-dia...

Espero que vocês me desculpem pela resenha controlada. Além de vencer meu fraco por chocolate (e evi-tar que eu comente a maior parte dos doces citados pela autora), gostaria que vocês lessem o livro e tirassem suas conclusões sem que eu conte coisas que possam estragar a experiência. Acho que esta é a melhor palavra para definir “O Clube das Chocólatras”: uma experiência sobre as desventuras e aventuras de outras mulheres e, exageros à parte, que poderiam acontecer contigo, com suas amigas, vizinhas, conhecidos ou mesmo alguma pessoa que vive na mesma rua e você só ouviu falar...

Feliz e abençoada Páscoa para todos!!!

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Beta,
    Adorei sua escolha para a páscoa !
    Tudo a ver !
    Seu blog tá fashion com o novo lay. ADOREI !
    Beijos
    Luka.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, tenho um queda pro chicklit, mas meu bolso não aguenta muitas aquisições!!
    Mas esses do Clube das Chocólatras estão na minha (longa) lista!

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei seu blog. Boa escolha de livro é um dos que estou lendo, não repara, mas começo vários livros e vou primeiro até o fim do que mais me cativa, confesso que o que tem me atrasado na leitura deste é que sempre me da vontade de comer chocolates, a começar da capa, vai entender. De qualquer forma, gostei da forma como você o comentou.

    ResponderExcluir