terça-feira, dezembro 25, 2018


Ciao!



* Bate o sino
pequenino sino de Belém... *

Geralmente neste período do ano, a gente faz um balanço da vida. Isso inclui se arrepender de decisões tomadas. E em alguns casos, tentar recuperar o que pode ter sido perdido.

Um Natal para recomeçar – Gisele Souza
(2016)
Personagens: Pablo e Andrea

Um casamento onde o amor acabou sufocado pelas prioridades do casal. Um divórcios que ainda magoava por representar o fracasso de uma história que tinha tudo pra ser diferente. Será que o Natal poderia trazer um recomeço para algo que parecia não ter mais sentido?

Comentários

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” (Chico Xavier)

- Pablo e Andrea se apaixonaram à primeira vista ainda na faculdade. Se casaram, tiveram dois filhos, Felipe e Fabiana. Depois de uma década juntos, eles se perderam no relacionamento. Ficaram distantes e não viam mais sentido em estar juntos quando não fazia bem a ninguém.

- Entre idas e vindas no tempo, Pablo se dá conta do quanto sentia falta da família. E do quanto não percebeu que estava afastando todos e se tornando dispensável. O tempo dele era consumido pelo trabalho. Não via a vida passar, perdeu a rotina dos filhos, perdeu a esposa que se sentia relegada ao plano das não prioridades.

- Até que uma ida ao shopping com o filho mudou tudo. Ele foi confrontado com o peso das decisões que tomou, da culpa por ter feito a família e a si mesmo infeliz. 

"Olhei para o seu rosto redondo, avermelhado pela corrida e percebi o quanto minha Corujinha emagreceu. Fazia meses que eu não a via direito, apenas nos falávamos de longe quando buscava e levava as crianças. Seus olhos castanhos estavam cansados e pude perceber que estavam com olheiras."

- A gente se identifica com os personagens porque não somos perfeitos. Todos já nos arrependemos e as vezes nos agarramos ao medo ou ao orgulho e não conseguimos admitir o quanto erramos e pedir perdão. O tempo perdido não volta, mas e se houver a chance de um novo ponto de partida. “Fazer da queda um passo de dança”, como disse Fernando Sabino. O Natal poderá trazer esta chance a Pablo, Déa e aos filhos, basta acreditarem que isso é possível e que, desta vez, será diferente. Um conto gostoso de ler e neste clima de que podemos sempre pedir perdão e seguir em frente. Às vezes, a vida permite que a gente reencontre as pessoas nestes caminhos – e a gente agradece fazendo o melhor por nós e pelos outros.



Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário