quinta-feira, julho 20, 2017

Ciao!!!



Siga a linha do tempo:
2014: – COMO ASSIM VAI TER FILME DE ANIMAIS FANTÁSTICOS?!
2015: – AI MEU DEUS, MEU SARDENTO FAVORITO VAI SER O PROTAGONISTA!
2015 (novembro): – QUE FOTOS SÃO ESSAS?!
2016 (abril):QUE TRAILLER MARAVILHOSO! GENTE, ELE APARATOU! A MALETA! O CACHECOL DA LUFA-LUFA! CHEGA LOGO, NOVEMBRO!!!!
2016 (setembro): – O ROTEIRO VAI SER PUBLICADO EM FORMATO DE LIVRO!!!!!!!!!! EU PRE-CI-SO TER!!!
2016 (novembro, no cinema, subindo os créditos): – Como é bom voltar para casa!!!
2017 (março): – O ROTEIRO SERÁ LANÇADO EM ABRIL!!!!!
2017 (abril): Promoção. Compra feita. Rastreamento até do pensamento da transportadora... CHEGOU!

Embora seja a versão editada, sem chiliques, faniquitos, lágrimas e tietagem descaradas, deu pra entender que se tratando do universo de Harry Potter – incluindo a cinessérie spin-off – eu sou completa, irrestrita e totalmente descompensada.
Isto declarado, vamos ao texto mais perfeito para o Dia do Amigo?

Animais Fantásticos e onde habitam: o roteiro original – J.K. Rowling – Editora Rocco
(Fantastic Beast and where find them: the original screenplay – 2016 – Little Brown)
Personagens: Newt Scamander e sua maleta desembarcam em Nova York

1926: o pesquisador e magizoólogo Newt Scamander pretende fazer uma breve parada nos Estados Unidos quando desembarcou em Nova York. No entanto, uma série de circunstâncias fez com que algumas das criaturas escapassem da maleta mágica, fazendo com que o caminho dele se misture com o de um operário No-Maj que sonhava em ser padeiro, uma auror em desgraça e a adorável irmã dela. Para agravar, a cidade vive um clima hostil após alguns ataques que os No-Majs não conseguem explicar. O Congresso Mágico dos EUA (Macusa) corre contra o tempo para evitar que a comunidade seja exposta porque sabe que levaria a uma guerra – tudo que apenas um homem com propósitos muito malignos quer que ocorra.

Comentários:

- Quando ouvi falar que a J.K. Rowling pretendia criar uma cinessérie spin-off dentro do universo do Harry Potter em torno de um dos livros que compõem a “Biblioteca de Hogwarts” – Animais Fantásticos e Onde Habitam, que inclusive teve os direitos doados pela autora para a caridade – juro que fiquei imaginando o que ela iria inventar. Obviamente, ela deu um jeito de me surpreender, porque o máximo que consegui imaginar foi algo tipo road movie – Newt viajando para catalogar as espécies.

- Claro que J.K. Rowling não faria algo tão simples, né? A jornada de Newt pesquisando os animais fantásticos para um livro que ajudasse a conscientizar a comunidade bruxa sobre a necessidade de cuidar e preservá-los está inserida em um contexto maior, do qual ouvimos falar na saga de Harry Potter: que antes de Voldemort, Gerardo (Gellert, no original) Grindelwald tentou dominar o mundo.

- Então, voltamos quase 100 anos no tempo – quando Grindelwald estava solto e tocando o terror na Europa - e desembarcamos em 1926, em Nova York, com Newt. Ele transportava animais mágicos em uma maleta. Alguns acabam fugindo e pronto: lá está o pobre protagonista que tem dificuldades em lidar com seres humanos bruxos ou não, metido em uma grande enrascada, que leva o caminho dele a cruzar – voluntariamente ou não – com o de outras pessoas.


- Não senti dificuldades com a leitura do texto no formato de roteiro. Provavelmente porque foi uma das disciplinas que estudei na faculdade. Ou por ter lido outro antes (tenho o livro do roteiro de “O Show de Truman”). Também facilitou ter visto o filme primeiro – à medida que lia, me lembrava do resultado do que estava escrito ali. E a gente pode entender as marcações, as características de cada personagem e cena – que são apresentadas de forma bem mais objetiva que um romance. 

- E foi bem curioso lembrar as soluções encontradas para criar as imagens em cima do texto da autora-roteirista. Aliás, deve ter sido um enorme desafio para J.K. Rowling adaptar o estilo dela à linguagem do cinema (e nem pense que a versão que foi publicada foi escrita de primeira. Deve ter tido muito trabalho até chegar no texto que a gente teve acesso). Pelo menos desta vez não era a versão de algo já existente em outro formato. Agora era algo exclusivo e direcionado para o cinema. Mas eu gostaria de ter visto algumas cenas que aparecem no trailer e não ficaram na versão final. Podiam ter colocado aqui. Não teria nenhuma reclamação!


- Mesmo de uma estrutura mais objetiva, entendemos os principais pontos sobre cada um dos protagonistas. Newt prefere os animais aos seres humanos (e, na vida real, a gente encontra diversos motivos que dão razão a ele). Tina quer provar a competência e recuperar o posto que tinha antes na Macusa. Queenie é linda, agradável, dona de uma habilidade extremamente complexa e parece um oásis de bondade cada vez mais raro no mundo (se era em 1926, imagina agora...). E Jacob quer uma chance para demonstrar o verdadeiro talento dele – ter uma padaria e deixar as pessoas felizes (e vocês irão entender a angústia que ele sente nas cenas iniciais no dia em que precisarem solicitar algum empréstimo bancário). Ao mesmo tempo, a gente começa a fazer um monte de interrogações sobre o futuro de cada um deles e o papel que irão desempenhar nesta e nas próximas tramas (e que nem atrevo a citá-las para evitar os famigerados spoilers). Posso garantir que todos se revelam mais do que eles mesmo pensam ser no início.


- Preciso fazer um comentário sobre meu fascínio quando vi a maleta do Newt: “Gente, é a versão dele da Casa do Pequeno Scooby-Doo!”. Entendedores entenderão.

- Vocês podem imaginar que, quando a encomenda chegou, houve todo o ritual apaixonado-chiliquento da leitora compulsiva com o plus/bônus/agravante de ser uma potteriana para sempre. Beijos, palavras incompreensíveis, abraços eternos, sentir cheirinho de livro novo. Deu até pena tirar do plástico. O livro é tão lindo que não sei nem como definir. Espero que você se divirta caçando as referências da sobrecapa – e sim, precisei parar de babar pra me dar conta delas. Aliás, todo o trabalho gráfico – feita pela MinaLima, que realiza o design dos filmes – é muito delicado, bonito e lotado de referências (ah, gente, dei ataque de fofura com as patinhas separando cenas ou os detalhes aos lados do título e dos números das páginas). Adorei ele ter esse ar de “livro antigo”, que lembra alguns que eu via na estante da minha tia. Ah, ele tem capa dura e nem preciso dizer que tive outro ataque de fofura quando vi o que está impresso na capa (não vou contar, vocês vão ter que ver). 

- Sim, ele tem um valor mais alto, mas compensa o investimento pela beleza e cuidado da edição. Mas como a vida está difícil e dinheiro não brota nos quintais de gente que rala todo santo dia, meu conselho é: vigiem as promoções em sites e lojas. Foi assim que comprei o meu exemplar ;)

- Agora é esperar pelo segundo filme da cinessérie (e o respectivo roteiro) em novembro de 2018.

- Links: Goodreads livro e autora; site da autora; Potterish; informações da Editora Rocco sobre o livro e sobre a capa; Skoob; mais da autora no Literatura de Mulherzinha.

Bacci!!!

Beta

ps.: Vou ter que rever o filme pra conferir a referência ao Quadribol citada neste texto. No roteiro em Português, o duplo sentido foi perdido.
Reações:

12 comentários :

  1. Oiii Beta tudo bem?
    Creio que esse deve ser um dos livros mais queridinhos e desejados por todos fãs de HP, e eu também o quero, essa edição está luxuosa, adorei saber a sua opinião menina e pretendo ler em breve com toda certeza.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Parece ser ótimo. Ainda vou adentrar mais nesse mundo de Harry Potter.

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu fiquei com vontade de ver o filme pelos trechos que vi, e agora tenho também vontade de ler o livro, mas primeiro tenho que terminar de ler a série principal e ver os filmes. Amei saber como foi rpa vc, super fã, finalmente ter o livro.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o filme, Quem sabe não amo também o livro??
    Não estou muito na vibe mais de HP, mas acho que nesse eu vou arriscar.
    :D

    beijinhos!


    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie Beta!
    Ahhhh adorei a foto com o bonequinho <3
    Acredita que ainda não assisti a adaptação? Nossa, preciso dar um jeito para conferir. E esperar por um promoção para comprar o livro rsrs
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Olá! Own que resenha linda! Também amo o universo de HP. Ainda não li e nem assistir a Animais Fantásticos. Nunca li nada em roteiro, mas fiquei curiosa para saber como é, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Sou louca por esse livro, mas como você mesmo falou o custo dele é alto! Meu medo era o custo ser alto e a edição não ser tudo isso, mas depois da sua observação vou ficar de olho nas promoções!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  8. Olá ♥
    Imagino o quanto os fãs do HP não devem ter amado esse livro. Não sou uma fã nata de HP, mas sou uma boa apreciadora dos filmes. Creio que um livro com estrutura de roteiro não funcionaria comigo. Mas mesmo assim acho fantástico a ideia da autora para dar uma alegrada ao fãs.

    ResponderExcluir
  9. Oie, Tudo bem?! Nossa essa linha do tempo que você colocou reflete totalmente o coração dos PotterHeads <3!!
    Eu adorei todos os livros que saíram após o final da saga original, inclusive os extras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Beta.
    Essa postagem ficou bastante completa, parabéns!
    Eu não sou uma grande fã desse universo, mas admiro muito a autora e respeito muito os fãs.
    Eu nunca tive a experiência de ler um roteiro, mas imagino que deve ser algo interessante. O mais próximo que cheguei disso foi ler peças de teatro.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Ola Beta, ainda não consegui ler nem assistir o filme, o universo HP é fascinante né. Espero não ter dificuldade em ler devido ao formato roteiro, em se tratando da autora tenho certeza que vou amar. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  12. Oi Beta!!!
    Tambem sou uma potterhead, além disso amei ver a resenha sobre esse roteiro maravilhoso com nosso querido e amado Newt <3
    Eu gostei do filme e o roteiro parece ser incrível!!!
    E nossa que maldade não contar o que tem nele, vamos revelar para seus leitores :)

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir