terça-feira, junho 27, 2017

Ciao!!!


Junho foi um mês tão doido (para vocês terem ideia, tive que me mudar, todos os meus livros estão encaixotados e ainda não posso tirar porque - terror dos terrores - obra à vista!) que nem dei a boa notícia: Literatura de Mulherzinha agora é parceiro da Faro Editorial!


Para começar a parceria, confiram os lançamentos de julho:

F*ck Love - Tarryn Fisher
Algumas vezes, o seu pior inimigo será você. Outras, alguém para quem abriu o coração.
Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.
Kit Isley é o oposto dela – desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. E mesmo tão diferentes, parece que Kit consegue enxergar nela o que muitas vezes nem Helena vê. Poderia ser perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. E ela precisa fazer a coisa certa... Mas quem manda no coração, e o que é o certo afinal?
Helena sabia que era errado desejar Kit. Helena sabia que a amizade de infância com Della era mais importante. Helena sabia que existem outros homens. Sim, ela sabia, mas que droga, como você controla o que sente? Tentando sufocar os sentimentos, aprendendo a se valorizar e se descobrir, Helena entra de cabeça numa história complicada, que pode deixar um rastro de mágoas, mas que também pode ser a melhor coisa que já aconteceu na vida dela. Algumas vezes o amor é isso, caos e alegria. Só basta saber qual será a escolha dela...
Um livro forte, pulsante que nos faz pensar, e acreditar que esse sim é um romance real. E depois dessa história, todas as outras vão parecer simples contos de fadas.

Os erros fatais do socialismo - F.A. Hayek
Distribuição igualitária de bens e renda, extinção da divisão de classes, economia planificada, garantia de acesso a todos os direitos básicos controlados por um governo feito pelo e para o povo. Essas são as ideias centrais do Socialismo e que em sua teoria buscam uma forma de vida justa para todas as pessoas. Mas quando socialismo, política e interesses financeiros se encontram, a prática não é bem assim.
Friedrich A. Hayek é um dos maiores pensadores políticos do mundo de sua geração e Prêmio Nobel de Economia. Neste livro, apresenta um exame fundamental e crítico das ideias centrais do socialismo. Ele argumenta que o socialismo, desde as suas origens, foi confundido com algo embasado em fundamentos científicos e factuais, e mesmo lógicos, mas que seus repetidos fracassos, nas muitas e diferentes aplicações práticas que o mundo testemunhou, foram o resultado direto desse equívoco conceitual.
Sempre contundente e controverso – uma marca de suas obras - este manifesto traz um relato acessível às principais vertentes do pensamento de Hayek e explica a rede de erros em que todas as sedutoras e idealistas propostas socialistas se encerram.
“O traço intelectual mais marcante de F. A. Hayek é incomum na vida acadêmica: o espírito independente, que o levava a nadar contra algumas das correntes mais poderosas de sua época.” - JOHN GRAY — Filósofo e Político Inglês






Um dos lançamentos de junho, Big Rock de Lauren Blakely, já está no Literatura de Mulherzinha.

E para quem gosta de histórias de terror, já está nas livrarias O Escravo de Capela, de Marcos DeBrito.

QUANDO A MORTE É APENAS O COMEÇO PARA ALGO ASSUSTADOR
“Cada página é como um golpe cruel de chicote. E sai muito sangue!”
RAPHAEL MONTES — Autor de Dias Perfeitos e Jantar Secreto 
Durante a cruel época escravocrata do Brasil Colônia, histórias aterrorizantes baseadas em crenças africanas e portuguesas deram origem a algumas das lendas mais populares de nosso folclore.
Com o passar dos séculos, o horror de mitos assustadores foi sendo substituído por versões mais brandas. Em O Escravo de Capela, uma de nossas fábulas foi recriada desde a origem. Partindo de registros históricos para reconstruir sua mitologia de forma adulta, o autor criou uma narrativa tenebrosa de vingança com elementos mais reais e perversos.
Aqui, o capuz avermelhado, sua marca mais conhecida, é deixado de lado para que o rosto de um escravo-cadáver seja encoberto pelo sudário ensanguentado de sua morte.
Uma obra para reencontrar o medo perdido da lenda original e ver ressurgir um mito nacional de forma mais assustadora, em uma trama mórbida repleta de surpresas e reviravoltas.

Quer saber mais? Nesta quarta, dia 28, às 20h, será realizada a primeira Live da Faro, com o autor Marcos DeBrito! Clique aqui e participe!

E para encerrar, preciso compartilhar estas fotos da vitrine da Saraiva em Juiz de Fora com vocês!



Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário