sábado, junho 24, 2017

Ciao!!!



Acho que preciso ler mais Maya Blake. Disse isso no ano passado – um dos livros dela até entrou entre os melhores de 2016. Gosto das protagonistas que ela cria. Neste caso, fiquei um tanto em dúvida sobre o protagonista. E creio que não serei capaz de me decidir até o final do texto.

Falsas Apostas – Maya Blake – Paixão
(A diamond deal with the Greek – 2016 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Arabella “Rebel” Daniels e Draco Angelis

Um presente de aniversário no valor de 500 mil libras garantiu a presença de Rebel no tão sonhado Campeonato de Esqui em Verbier. Como o dinheiro veio do pai, de quem ela estava afastada, considerou como um presente de reconciliação e nem hesitou em gastar com a infraestrutura necessária. Só que o dinheiro foi desviado da empresa de Draco Angelis, empresário de esportistas, onde o pai trabalhava. E o todo poderoso grego agora exigia que ela se passasse por noiva dele por três meses para não mandar pai e filha para a cadeia. Claro que uma situação assim não vai se resolver facilmente, né?

Comentários:

- Rebel era uma destemida esquiadora, no entanto, ao trocar do cross-country para os saltos, não conseguiu repetir a mesma performance. Ao perder o patrocínio às vésperas de um campeonato importante, se viu salva por um presente do pai: 500 mil libras. Usou o dinheiro para se inscrever e se preparar, mas descobriu que a quantia foi desviada da empresa de Draco Angelis, onde o pai era contador. E agora o empresário grego queria o paradeiro do pai (que sumiu e não retornava as ligações) e o dinheiro de volta – como isso não era possível, ele impôs um falso noivado.

- Rebel é impulsiva, apaixonada pelo que faz e vibrante. É mostrada nos jornais como uma irresponsável que dá mais valor à badalação que aos treinos. E sofre por causa de um problema familiar. Quer se especializar nos saltos porque era o sonho da mãe dela. Ela queria se acertar com o pai, voltar a sentir que pertence a uma família, não à solidão e alguns gestos impulsivos numa tentativa frustrada de esquecer o que considerava que não podia perdoar.

- Draco era exigente e implacável. Tinha uma postura contrária a mentiras e pessoas que trapaceavam. Por tudo que sabia sobre Arabella, ela estava longe de ser um padrão de virtude. E não tinha certeza de que o pai dela estava sozinho no furto. Ao mesmo tempo, ele sente atração por ela e considera ampliar as ações do falso noivado – não em palavras, mas em ações (afinal de contas, quantos personagens com este perfil já topei após tantos anos nesta “indústria vital”?). Embora ele mesmo fosse vulnerável e reagia sempre “cuspindo fogo” por causa de traumas passados, existiam outros caminhos para negociar o pagamento.

Silêncio caos chegou
Mostrando a mim mais do que sou
Avisa a quem vier
Ter alguém é raro, o amor é fé
(Outro Eu, porque eu amo eles)

- Eles constroem um relacionamento interessante, apesar de algumas recaídas de Draco ao “modo dragão” e exigir verdade absoluta da parte dela (mas é previsível para o padrão do perfil deste personagem). Gostei que Rebel precisava fazer as pazes consigo mesma e o “grego sargento” mostrou o caminho para que ela alcançar todo o potencial como esportista e como ser humano. Só teriam que entrar em um acordo sobre a realidade do relacionamento dos dois – e admitir, determinar e assumir isso não seria indolor e sem exigências de confiança e respeito. Apesar da minha antipatia com as idas e vindas do dragão cospe fogo, gostei do que li. Pode ser uma boa opção entre outras leituras.


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário