domingo, abril 16, 2017

Ciao!!!


Gostaria de agradecer a cada um que entrou no Literatura de Mulherzinha desde a noite em que uma garota entediada resolveu que seria uma boa ideia ter um blog sobre o que mais ama: ler.

Com muita paciência, persistência, altos e baixos, excelentes, ótimas, boas e não tão memoráveis assim leituras. Com textos totalmente influenciados pelo humor ou falta deles. Às vezes, se perdendo e se encontrando nas palavras escritas por outras pessoas mas que encaixam tão perfeitamente como se fossem apenas para mim.

É meio estranho ser considerada uma sobrevivente só porque ampliei o meu hobby no longíquo 2005. Sim, 12 anos atrás. Para algumas mentes vagantes por aí, estou defasada porque ainda prefiro (muitas) palavras às imagens ou porque cometi o crime de ter passado dos 30 anos e continuar lendo estilos variados - e falando sobre eles. Quem se limita achando que tem idade para isso não sabe o que está deixando de ganhar. Sério.

Cá entre nós, dá uma preguiça deste tipo de gente - apesar de encontrá-los por aí. Fora os que acham que blogueiro e nada é a mesma coisa. Affe... Generalizações sempre são perigosas, porque coloca o bom e o ruim no mesmo balaio e nunca nivela por cima. 

Link da imagem

O tempo não é um perigo. É um amigo. Traz ponderações que a gente não tinha ainda enxergado. Traz malícia para ler entrelinhas. Traz a capacidade de filtrar somente o relevante em meio ao que poderia distrair. O tempo traz a simplicidade que desmonta as complicações que atrapalham a felicidade. 

Por que eu o trataria como um inimigo? Nunca. Reverencio o tempo e quero ser amiga e aprendiz dele. O tempo transformou a Mulherzinha que cuida deste blog em uma pessoa melhor, mesmo naqueles pontos onde ela ainda sabe que pode evoluir mais - justamente porque aprendeu isso. 

"If only tears were laughter
If only night was day
If only prayers were answered
Then we would hear God say

No matter what they tell you
No matter what they do
No matter what they teach you
What you believe is true"

Nesta dúzia de anos, encontrei e me despedi de amigos. Sinto saudades de muitas garotas que estavam lá no início, no jurássico Orkut, que agora estabeleceram outras prioridades e nossos caminhos se separaram. Não sei se elas entenderam o quanto foram importantes para mim. O quanto me ensinaram. Porque ainda só estou aqui por dicas e apoio delas. Se tiver chance, deixarei isso muito claro.

Nas discussões sobre séries não indicadas. Em como que algumas autoras nos tiravam do sério com os mesmos personagens fazendo as mesmas coisas irritantes de sempre. E a gente lia só para poder reclamar. Ou aquelas séries incompletas. A gente era menos palco e mais plateia. Uma plateia falante. Ou talvez seja o tempo querendo romantizar aquilo que já não é mais assim. Tudo muda. E a gente se adapta e bola pra frente que o jogo é de campeonato. O que a gente ganha? Se ilude quem não percebe que o prêmio em disputa é conhecimento. 

O meu amor pelos livros - que resultou no Literatura de Mulherzinha - me trouxe amigos e amigas de vários lugares. Pessoas com quem me identifico e posso recorrer para perguntar algo ou simplesmente fazer um comentário bocó que não faça sentido para mais ninguém. É como se todos estivessem aqui comigo em um clube de leitura gigante. E isso não tem preço.


And I will keep you safe and strong
And sheltered from the storm
No matter where it's barren
Our dream is being born

No matter who they follow
No matter where they lead
No matter how they judge us
I'll be everyone you need
 
Como disse no início do mês, enquanto valer a pena, continuarei. Por enquanto, os pesares não ganharam dos abraços, dos comentários, das perguntas, dos "bons dias", dos autores e autoras que encontrei que me emocionaram e me compreenderam melhor que eu mesma - não importa a língua, das garotas e rapazes que me dão tanto amor que não saberia como corresponder a não ser amando e desejando tudo de bom em retorno.

Então, obrigada por virem sempre, obrigada por comentarem, obrigada por indicarem. 
Me permitam agora celebrar abrindo um livro. Em breve, também estará por aqui. 
Ele e todos os próximos, espero que assim seja por um loooooooooongo tempo.

I can't deny what I believe
I can't be what I'm not
I know this love forever
That's all that matter's now
No matter what

Quem chegou aos 12 pode ir um pouco mais longe, né? 
Vamos em frente! Sempre!
 
Bacci!!!

Beta 

ps.: Se você não conhece, a música citada (que é linda!!!) é No matter what, do Boyzone. 

Reações:

3 comentários :

  1. Ai, Beta! Estou aqui com os olhos cheios de lágrimas. Talvez eu esteja muito sensível hoje, mas a verdade é que este post ficou lindo e emocionante! Maravilhoso!

    Eu ainda cheguei a pegar a época do Orkut e das comunidades que existiam nele. Amava aquele mundo e muitas vezes ficava perdida com discussões que tinham começado bem antes de eu chegar. Também lembro de autores que postavam diariamente (ou não) histórias que eles escreviam.

    São muitos anos, muitas histórias, muita vida. E muitos outros anos virão, Beta!

    O Literatura de Mulherzinha sobreviveu ao fim da Nova Cultural (ainda me dói muito o fim dessa editora, apesar dos seus defeitos. Ela me fez conhecer muitas autoras incríveis), às mudanças drásticas que a blogosfera sofreu com o passar dos anos e as modinhas que surgiram e passaram. Sobreviveu às alterações que a Harlequin Books sofreu e segue sofrendo (incluindo o fim da série Históricos), ao novo modo de fazer resenhas trazido pelos canais no Youtube (e que eu jamais me adaptaria, pois necessito das palavras escritas) e a todos os golpes que a vida já deu. Às fases, às decepções, aos recomeços, ao mundo em si. Vai sobreviver por muitos e muitos outros anos! E você realmente precisa continuar com a gente aqui na blogosfera, pois não sei como seria minha vida sem o LdM. Ele se tornou parte de mim. Me apeguei muitíssimo. :)

    ResponderExcluir
  2. P.S.: Enviei o outro comentário sem terminar.rsrs Vou procurar a tradução da música, pois não entendo quase nada de inglês. Praticamente nada!kkkkkkkk... E quero ouvir a música! :)

    Mais uma vez, Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luna! Muito obrigada por ter aceitado o convite e estar em mais um aniversário do LdM! Temos muita história para contar e ainda por contar, graças a Deus!
      E a tradução da música - que é linda - está aqui: https://www.vagalume.com.br/boyzone/no-matter-what-letra-e-traducao.html
      Bacci!!!

      Excluir