sábado, abril 22, 2017

Ciao!!!



Olha eu lendo sheik de novo! E até que estou surpreendida porque a autora colocou alguns clichês e ignorou todos eles!

A outra história deste livro é Descoberta doDesejo, Julia James.

A Serviço da Paixão – Susan Stephens – Harlequin Jessica 2 Histórias 280 (Sentimento & Atração)
(In the sheik’s service – 2016 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Isla Sinclair e sheik Shazim Al Q’Aqabi

Isla se desdobrava em vários empregos para pagar a faculdade de medicina veterinária. E ganhou um prêmio para passar um tempo estudando em Al Q’Aqabi. O sheik Shazim não esperava encontrar a elegante dançarina, garçonete e dedicada universitária seria a visitante no projeto da reserva dos animais de Al Q’Aqabi. No deserto, será que os dois conseguiriam controlar o sentimento que os deixava próximos, mas poderia levar a uma situação muito complicada?

Comentários:

– Estou tão acostumada a ler os jogadores de polo da Susan Stephens que não imaginava que ela tivesse uma mão tão boa para escrever sheiks. Costumo não gostar deste perfil de personagem porque eles sempre agem como se fossem o centro do universo e não levam os sentimentos de mais ninguém em consideração. No entanto, temos em Shazim um sheik que tem como prioridade o país e o povo. Embora encontre Isla em situação diferenciada, por incrível que pareça, não a julga, com base nas primeiras impressões. Só aí já marcou muitos pontos comigo.

– Isla é a heroína batalhadora que superou diversos problemas e dificuldades: a morte da mãe, a falta de recursos financeiros para poder se formar em medicina veterinária. A participação no projeto em Al Q’ Aqabi poderia abrir portas para um futuro melhor onde ela poderia se dedicar ao que ela gostava: cuidar de animais. Não imaginou que havia encontrado – em circunstâncias inesperadas – o homem mais poderoso do país onde estaria morando provisoriamente.

– Há uma intensa atração entre os dois. Há respeito de Shazim por toda a luta de Isla. Ela não modera para falar com ele – a sinceridade pauta a relação entre eles. Ela não se exibe querendo conquistá-lo, apenas age conforme a consciência. Ele a ajuda a demonstrar o valor e desperta nele sentimentos que não pensava ter mais. Ela o ajuda a lidar com a consciência por causa de fatos do passado. Um faz o outro melhor. Seria uma suposta conveniência – será que ela seria adequada para ser uma sheika – motivo suficiente para separá-los? 

– Gostei do livro. Gostei do sheik Shazim ser moderno e não agir de forma machista. Gostei da Isla ser uma jovem que luta pelo que quer, para vencer de forma digna e honesta com a força do trabalho. Gostei de ver a forma como Isla respeita o deserto e ama os animais. E de Shazim ter um olhar humano para o povo e para as pessoas – exceto ele mesmo. É uma leitura interessante, me surpreendeu por ter os clichês e não transformá-los em algo maior que o que merece.

– Ah, foi o 50º livro lançado pela autora no selo Harlequin Presents. Parabéns!


Bacci!!!


Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário