quinta-feira, abril 20, 2017

Ciao!!!





Vocês sabem que não tenho muita paciência com sheiks – especialmente os que se acham onipotentes. Mas esta história trouxe elementos que me surpreenderam.

Amor Único – Annie West – Paixão Ardente 16 (Herdeiros Secretos 4/5)
(The desert king’s secret heir – 2016 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Arden Wills e sheik Idris Baddour

O sheik Idris Baddour, o governante supremo de Zahrat, estava prestes a conseguir um acordo que garantiria paz política com governantes aliados e um casamento que lhe daria a sheika adequada. No entanto, em uma viagem à Londres, foi apresentada a uma “pessoa especial” para o primo e se assustou ao reconhecer a jovem com quem tivera um romance de verão anos antes. Arden nunca soube quem ele era de verdade, o que atrapalhou a localizá-lo quando precisou. Agora ele estava de volta, era um sheik e o sossego dela e do filho tinha acabado de vê – e isso era apenas uma das consequências.

Comentários:

- Vamos à trama: casal se conhece e se apaixona em uma viagem de verão. No entanto, ele vai embora e os dois perdem contato. Quando ela descobre que está grávida (não é spoiler, a série se chama Herdeiros Secretos e a informação consta na sinopse oficial, né?) não consegue reencontrá-lo e toca a vida. Se torna a dedicada mãe solteira de um menino lindo e expressivo de 3 anos.

- Até que em uma festa oficial do governo de Zahrat na embaixada na Inglaterra, ela reencontra o homem com quem se relacionou e descobre que ele era um sheik. A partir daí, adeus sossego de Arden. Porque Idris resolve procurá-la e como eles estão na Inglaterra, onde existe um paparazzo em cada esquina pornto para flagrar pessoas ilustres em situações comprometedoras. Quer prato mais cheio e suculento que descobrir que o príncipe que estava perto de se casar com uma princesa tem uma amante inglesa e um filho ilegítimo? (Porque APURAÇÃO é algo que nem chega ser cogitado nestes casos na ficção e em algumas vezes na realidade também, infelizmente)

- Enfim, vocês podem imaginar o que acontece em seguida. Quem lê sempre este tipo de trama, mata a charada rapidinho. Onde está a diferença? Em um diálogo quando o sheik dá o tradicional piti “você escondeu meu filho de mim!” e é confrontado de forma segura pela protagonista. Afinal de contas, como ela o avisaria se ele disse um apelido como se fosse o nome dele e quase nenhuma informação pessoal? Telepatia? Amei o diálogo que desmontou a arrogância do principie e fez com se desse conta de que as escolhas que ele assumiu na época (por um motivo que escapou ao controle dele) contribuíram bastante para isso. Então se ele não poderia ser culpado, ela muito menos.

- E tenho que fazer umas considerações sobre Arden. Ok, eu compreendo que deixar tudo que lhe é seguro e confiável, embarcar em um casamento pelo bem do filho, da honra e bla bla bla não deve ser a coisa mais deliciosa da face da terra. No entanto, se a vida te deu limões – e você optou (pelo bem alheio) por eles – faça a melhor limonada possível. Ela não enfrenta uma enorme ameaça como já vimos em outros livros – sogra do mal, rival dos infernos, ser usada por interesses políticos. A pior inimiga de Arden é ela mesma. A a insegurança a impede de enxergar que ela está traçando um bom caminho. Só que gato escaldado tem muito medo de água fria e, mesmo a gente entendendo que isso é algo que ocorre com pessoas reais, pode soar um pouco irritante.

- É uma leitura agradável que se salva do mais do mesmo ao impedir o sheik de ser um ogro irritante. E aproxima a protagonista das pessoas reais que estariam inseguras na mesma situação – só teria diminuído um pouquinho a “autocegueira” dela pra não correr o risco de que alguém pudesse achá-la chata.

- Como indicado, foram lançados cinco livros no Brasil. Lá fora são sete livros.

Série Herdeiros Secretos
1. Coração Intocado  - Maya Blake
2. União Avassaladora  - Amanda Cinelli
3. Segredo Precioso - Kate Hewitt
4. Amor Único - Annie West
5. Amor Profundo – Maggie Cox (será lançado em abril)


Bacci!!!


Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário