sábado, janeiro 28, 2017

Ciao!



Geralmente, os livros da Susan Stephens ganham a minha atenção. No entanto, tive problemas de empatia os personagens desta trama. Sérios problemas de empatia.

Diamante Imperfeito – Susan Stephens – Paixão 388 (Os Diamantes de Skavanga 2)
(The flaw in his diamond – )
Personagens: Eva Skavanga e conde Roman Quisvada

Eva era a segunda filha da família Skavanga. A ativista pela proteção do ambiente ártico queria informações sobre como era feita a exploração da mina da família. No entanto, um dos responsáveis pelo consórcio administrador se recusava a falar com ela. Então, Eva adotou uma estratégia drástica: foi para a ilha do conde Roman Quisvadae invadiru a casa dele. Agora como hóspede “por livre e espontânea vontade/pressão”, ela teria que lidar com alguns imprevistos em seu ousado plano pelo bem de Skavanga.

Comentários:

- Primeiro ponto que me irritou: peguei a série andando. Escolhi o livro aleatoriamente e não me dei conta de que era uma série. E senti falta de saber se Eva já era assim no primeiro livro ou se sofreu aquela “possessão espiritual” que atingia alguns personagens da Diana Palmer, por exemplo: coadjuvantes apaixonantes e protagonistas irritantes.

- Segundo ponto: a cena de abertura mostra o confronto que detalha as personalidades das irmãs. A mais velha, Britt, defende o consórcio que assumiu a exploração da mina de diamantes e, por tabela, salvou a cidade que leva o nome da família, Skavanga (que, pela minha genial dedução geográfica, fica no Norte da Europa, um cenário incomum na maioria dos romances). A segunda irmã, Eva, é a especialista no ambiente local e que detesta a exploração da mina, organizando piquetes e manifestações contra o consórcio. A terceira irmã, Leila, tenta ser a pacificadora entre as duas mais velhas. E o único irmão, Tyr, desapareceu no mundo e não mandou notícias. Só que Eva me soou agressiva e repleta de verdades em excesso, se recusando a ouvir os argumentos e a ponderar com as irmãs, porque não havia concordância com o ponto de vista dela.

- Terceiro ponto: o conde Roman Quisvada é de uma arrogância irritante. Ok, ter a casa e a privacidade invadida é desgradável. No entanto, a forma como trata Eva me fez antipatizar fervorosamente com ele. afinal de contas, o conde poderia muito bem ter ouvido o que Eva tinha a dizer – já que ela estava determinada e não iria desistir; negociado e a despachado de volta pra terra natal. No entanto, Roman a encara como um objeto sexual e só faltou falar com todas as letras que ela sossegaria se tivesse um homem.

- Aí temos o habitual “forçados a conviver, são obrigados a enfrentar os pré-julgamento que fizeram um do outro e a reavaliar conceitos”. Eva que sempre sentiu que devia ter a postura combativa, tomboy e de confronto com os homens (o relatório que Roman recebe dela informa que não há registros de relacionamentos). Até o meio do livro, só vi duas criaturas se embrenhando em confusão e numa disputa por ver quem manda e quem consegue o que quer.

- Só na reta final, a autora desarma ambos e revela seus verdadeiros sentimentos. Muito do comportamento anterior de ambos passa a fazer sentido. Só que no meu caso, já foi tarde. Só queria que o livro acabasse. No entanto, pretendo ler os outros da série. Talvez o livro tenha dado a falta de sorte de me pegar na semana do “sai da frente, humor ausente e totalmente antissocial”. Ao contrário dos personagens, que adoraram julgar primeiro e analisar depois, eu pretendo ver o que mais as Diamantes de Skavanga tem para contar.

Os Diamantes de Skavanga

Diamante do Deserto - Diamond in the desert - Britt Skavanga e sheik Sharif al Kareshi – Jessica 2 Histórias 210 (Homens de Poder)
Diamante Imperfeito - The flaw in his diamond - Eva Skavanga e conde Roman Quisvada - Paixão 388
Diamante Puro? - The purest of diamonds - Leila Skavanga e Raffa Leon – Paixão 409
Diamante Proibido - His Forbidden Diamond - Princesa Jasmina (Jazz) de Kareshi e Tyr Skavanga – Paixão 412
* A página da autora ainda inclui na lista da série a novella An Accidental Heir, protagonizada pela princesa Astrid of Hammersvik e príncipe Karl Thorberg (também faz parte da série Royal Baby Collection). Pelo que entendi se passa em um reino vizinho à cidade de Skavanga.


Bacci!!!


Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário