quinta-feira, janeiro 05, 2017

Ciao!!!




Aham, claro que a vida não se resolve assim...

A autora faz uma série de sugestões interessantes. Você não precisa embarcar em todas elas, mas tem algumas coisas que fazem muito sentido.

Texto escrito originalmente para o Codinome Leitora e gentilmente a Elis deixou que fosse publicado também no Literatura de Mulherzinha.

A arte da magia para arrumar e proteger a sua casa – Tess Whitehurst – Grupo Pensamento
(Magical Housekeeping - 2010)

Atire a primeira pedra quem nunca enfrentou uma bagunça em casa. Quem não tem uma gaveta, cantinho, armário onde guarda todas as tranqueiras do mundo. Afinal de contas, nunca sabemos quando vamos precisar exatamente daquilo e ninguém quer pensar “poxa, sabia que não deveria ter jogado fora...”.

Aí vem a autora e diz o óbvio (que, de tão óbvio, adivinha?, a ficha não cai sozinha!):

De repente, aparentemente do nada, a professora enfatizou a importância de arrumar a bagunça: “Coisas velhas e estagnadas em casa significam que há coisas velhas e estagnadas na mente, no corpo e nas emoções. É peso morto”, disse ela. “E isso complica a vida e os relacionamentos”.



De acordo com Tess Whitehurst, essa fala durante uma aula sobre amuletos rendeu a ela a epifania óbvia de que a bagunça que criamos ao nosso redor nada mais é que a manifestação física da bagunça emocional em que estamos, seja por qualquer razão. E quanto mais a gente se apega a elas ou a coisas que deixaram de fazer sentido ou trazem lembranças não tão positivas, mais a gente se complica e se sufoca.

Parei pra pensar isso na minha vida e, gente, não é que ela tem razão? Eu sou a rainha das caixinhas, das pastinhas  e dos saquinhos. De coisas a que atribuo algum valor ou das quais não quero me desfazer. Recentemente, comecei a encaixotar algumas delas, pensando em um futuro que paira, mas ainda não chegou. E me deparei com lembranças que pareciam saídas de uma cápsula do tempo. Coisas do tempo de escola, de faculdade, que perderam a necessidade. Memorabilia de pessoas que já cumpriram o papel que deveriam ter na minha jornada e já se despediram. Joguei muita, mas muita mesmo, coisa fora. E ainda estou longe de acabar.

Fico brincando que o “momento Feng Shui” ainda só não atingiu os livros porque, antes de eu dar/doar/vender/desfazer de qualquer livro, #MadreHooligan precisa ler. Seria mais rápido se ela não passasse tanto pela minha pilha e priorizasse os que a aguardam, mas fazer o quê? Cada um tem seu tempo...

Além disso, a autora ensina técnicas e rituais para quem quer energizar e recarregar a casa com boas vibrações. Você não precisa acreditar – tem coisas lá que até eu achei exageradas para quem não tem experiência em determinadas crenças – mas há de se convir que alguns detalhes ajudam a pessoa a se sentir bem e confortável. Transformam casas e apartamentos em lares. Uma área onde você entra em contato com a sua fé, sem a obrigação de ter altar para santos, santas ou divindades de devoção. Um cantinho de relaxar. Um animal de estimação. Um jardim, se possível. 

Creio que, nas entrelinhas de tantas sugestões que ela ensina, fica a lição de que cada um é responsável por descobrir os caminhos da própria, por falta de outra palavra, magia e praticar para encontrar conforto, equilíbrio e serenidade.

Mas fiquem tranquilos, uma gavetinha da bagunça é permitida, porque ninguém é 100% perfeito. Só não é se esquecer de fazer uma limpeza de vez em quando, porque ninguém merece que isso gere um adicional por tempo de casa que ninguém quer, né? ;)

- Links: Goodreads livro e autora; site da autora; site da editora.

Bacci!!!

Beta
Reações:

15 comentários :

  1. Cara, to realmente precisando de um livro assim pra me ajudar a organizar a vida kkk ta um bagunça. Amei demais a ideia!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Beta
    Acho essa leitura muito válida então. Todos nós temos nossa baguncinha particular, não? rs
    Tenho pouco espaço em casa, então se não me organizar não tem jeito rs
    Tenho certeza que muitas coisas que a autora diz realmente fazem sentido. Gostei bastante da dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Desconhecia a obra, mas achei bem interessante os levantamentos que faz acerca das coisas que acumulamos no decorrer dos anos e que são desnecessárias.
    Eu gosto de guardar algumas coisas e sempre estou tentando me livrar da bagunça que faço. Dessa forma, a cada organização que faço em casa, sacolas de lixo são necessárias rsrs

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Beta!
    Nossa, eu tenho várias gavetas da bagunça. Sem contar as caixas rsrs Eu não tenho organização nenhuma, só com algumas coisas. Alumas vezes que eu consigo arrumar algo rs
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Oioi
    Ah, mas como eu gostaria que tudo se resolvesse só com essa varinha mágica hahaha.
    E gente, tô me sentindo de outro planeta agora, não sou uma pessoa que guarda coisas, pelo contrário, se não encontro utilidade no momento logo me desfaço.
    Mas gostei da proposta desse livro, e se encaixa perfeitamente pra algumas pessoas que conheço que não se desfazem de nada...ao contrário de mim(tô começando a achar que um problema).
    Obrigada pela dica, adorei conhecer esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Eu não tenho exatamente gavetas de bagunças, mas tenho algumas caixas onde guardo algumas coisas. Ainda não estou pronta para me livrar delas, então, por enquanto, vão continuar por aqui...haha' Mas eu vivo limpando as estantes e, aproveitando, dou uma geral no restante, jogando algumas coisas fora :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  7. Olá, já percebi que você diversifica muito suas leituras. É sempre bom mudar e arrumar nossa casa, ajuda na entrada de boa energia, eu sempre tiro um tempo para arrumar a casa e minha bagunça.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Bem interessante o livro e realmente nos faz refletir e pensa sobre toda essa lógica da arrumação. Adorei a dica.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  9. Antes de inciar esse ano fiz uma baita limpeza, joguei muita coisa fora que estava aqui no meu quarto me sufocando, mas ainda não joguei tudo. Tenho vários cadernos que também quero jogar no lixo, pois não enxergo mais a necessidade de ter, mas por algum motivo ainda não me sinto preparada... Gostei da ideia do livro e fiquei curiosa e tenho que dizer que gostei mais da capa estrangeira.
    Obrigada pela dica! Eu adorei! ;)

    ResponderExcluir
  10. Olha, eu detesto livro de auto ajuda , vou te contar mas eu me identifiquei demais com esse ai, eu sou a rainha das gavetas e caixas guardando tranqueiras antigas, minha mãe chama até meu quarto de lixão, eu guardo coisas minhas de quando eu era bebê que não servem para nada, mas eu sempre fico nessa, vai que um dia eu preciso, haha

    ResponderExcluir
  11. Nossa... confesso que esse livro não é muito o meu estilo, mas eu gostei bastante e sabe que eu preciso de um livro desses haha minha casa ta uma zona, tipo, acabei de me mudar, imagine!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Definitivamente, esse livro não é pra mim! Hahaha. Antigamente, eu era bem acumuladora mesmo, mas hoje sou bem desapegada, tudo o que não uso ou que não me serve mais é retirado, principalmente por eu não ter um espaço tão grande disponível.
    Mas, acho que para quem tem problemas com bagunças e acúmulos será uma boa pedida.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Sempre fui do tipo de pessoa que sempre guarda bagunça, papeis, coisas, enfim, desnecessárias. Recentemente, eu me mudei e percebi que guardava muita coisa que eu nunca mais iria precisar e me desfiz de tudo. Foi um alivio imenso, sem contar que me senti mais leve. Agora, sempre que posso, faço aquela limpeza geral. Fiquei curiosa com o livro por trazer dicas e técnicas interessantes.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?
    Só digo uma coisa, preciso ser mais organizada em 2017, não sou o tipo de pessoa maniaca por organização, mas precisamos dela de vez em quando.
    Amei o post, parabéns pelo blog maravilhoso.

    ResponderExcluir
  15. Eu achei a proposta do livro bem interessante, estou com ele aqui em casa e dei uma olhadinha rápida, parece ajudar bastante mesmo.

    ResponderExcluir