sábado, outubro 01, 2016

Ciao!!!



Ah, essas séries lançadas fora de ordem. Só servem pra deixar a gente mais doida ainda.
Mas vamos ao que interessa: finalmente, a história do Harley!!!!

*** Leia o texto sobre Marido no Papel no Literatura de Mulherzinha ***.

Rebelde – Diana Palmer – Rainhas do Romance 17
(The Maverick – 2009 – Mills & Boon Short Romance)
Personagens: Alice Mayfield Jones e Harley Fowler

Harley era um dos empregados do Cy Parks, que se achava o mercenário até descobrir o que fazia um soldado da fortuna. Era o ombro amigo de várias garotas, que sempre terminavam casadas com outro. Até o dia que ele literalmente trombou com uma investigadora criminal, teve uma discussão completamente sem sentido com ela, o que rendeu o primeiro dos vários pedidos de casamento entre os dois. Só que ela estava em Jacobsville para investigar um caso que poderia envolver pessoas da cidade, entre elas, Harley.

Comentários:

- Harley está passeando como coadjuvante em vários livros da Titia Palmeirão que se passam em Jacobsville. Infelizmente não conseguirei citar agora com toda riqueza de detalhes porque a minha coleção está inacessível no momento, mas o livro se encarrega de mencionar algumas destas aparições. Ele surgiu como o vaqueiro falastrão, que se achava valente até o dia em que realmente foi colocado à prova e viu que não era como nos filmes e seriados. Outra característica que o “perseguia” desde que chegou à cidade era ser o apoio moral das jovens desprezadas pelos seus ogros-amados, embora, no fim das contas, não era com ele que a garota ficava (né, Janie, Libby e afins?).

- Aí na porta da loja de ferragens, o administrador da fazenda dos Parks topou com uma mulher espevitada, de raciocínio rápido e que o deixou desconcertado. O primeiro capítulo de Rebelde com a conversa de doido com maluco entre Harley e Alice, que ganha a participação especial (e divertida) de (meu amado) Cash Grier. E é esse o clima da relação dos dois – uma calorosa, maluca e engraçada provocação constante. Surge algo mais que amizade entre os dois de forma natural, entre pedidos de casamento recusados ou porque ela tinha um corpo para examinar ou ele, gado para conduzir.

"– O que eu disse, sobre não comprá-lo, se estivesse à venda em uma loja de noivos... não era verdade. Há um belo anel na joalheria de Jacobsville – murmurou com ar sonhador. – Um anel de casamento masculino. – Ela olhou para cima através de seus cílios. – Eu poderia comprá-lo para você.
Ele comprimiu os lábios.
– Poderia?
– Sim. Notei que há um pastor naquela Igreja Metodista. Você é Metodista?
– Na verdade, não.
– Nem eu. Bem, há uma juíza de paz no tribunal. Ela realiza casamentos.
Harley apenas ouvia, com os olhos arregalados.
– Se você gostar do anel e se couber no seu dedo, poderíamos falar com a juíza de paz. Eles também expedem licenças.
Ele contraiu os lábios novamente.
– Pode parar – disse após um minuto. – Eu a conheci ontem.
– Eu sei. – Ela piscou. – O que isso tem a ver com se casar?
– Não a conheço direito".

- No entanto, o motivo que trouxe Alice para Jacobsville não foi arrumar um marido vaqueiro, mas um corpo desfigurado encontrado às margens do rio. Ela sabia que qualquer detalhe faria a diferença para solucionar o mistério e talvez conseguir justiça. E não é que ela ganha um parceiro na investigação? Justamente Harley, que possui contatos inesperados e que podem trazer mais riscos à jornada dos dois.

- Não fiquem frustrados, porque Rebelde abre uma investigação que continua em Perigoso (pois é, eu li o final antes do início). O mais divertido aqui é entender o que liga um livro ao outro. E como Harley deixou de ser a segunda opção e como Alice encontrou alguém que a respeitava, entendia e com quem era extremamente compatível. Além disso, é divertido ver como um bando de homens – entre fazendeiros, ex-mercenários e policiais – conseguem ser piores que a mais fofoqueira das candinhas fofocas!

- Graças a Deus nenhum vestido de noiva de mangas bufantes foi citado neste processo \o/

- Em compensação, temos Indiana Jones, Star Trek, desenhos animados e ainda Cy Parks, Eb Scott e Micah Steele; J.D. Langley; os irmãos Biscoito Léo e Callaghan, além de Tira e o “hóspede”; os irmãos BallengerMarc Brannon; Garon Grier; Boone Sinclair e Keely Welsh; o casal-porre Rodrigo e Glory; Colby Lane; Blake Camp; Jason e Gracie Pendleton; Winnie e Kilraven, Jon Blackhawk; meu amado Cash Grier.

- E agora que finalmente tiraram Harley da toca, que tal acabarem com a angústia que nos consome e publicar logo a história do Rick Márquez, hein, Harlequin? Depois pode ser a do Carson Hayes. 
De preferência, rápido, porque a gente já esperou demais! Obrigada!

E como sempre, confiram o trabalho da Suelen no Romantic Girl que ajuda muito na botar ordem na cronologia da titia Palmeirão!


Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Beta, você esqueceu-se de Staton Rourke, que aparece nos Mercenários e em outra aventuras, sei que foi publicado em inglês com o título Untamed, mas até agora a Harlequin do Brasil não editou para nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já editou sim, com o título "Valente".

      Excluir
  2. kkkkkkkkk ri muito com casal porre, kkkkkk Ai, meu Rodrigão....
    Harley e Alice formam um dos meus casai favoritos da titia Palmeirão. Esse livro é mesmo show. E siiiim, pelo amor de Deus, publiquem Rick Marquez pra gente, Harlequin! E Carson tb, pois é um dos meus livros favoritos da série. ♥
    E obrigada pelo carinho e confiança com meu blog!!!!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  3. Ora, eis um casal que eu não conheço, citado juntamente com um pessoal que eu não conheço, pois eu não consigo resolver meu impasse com sua autora, apesar de eu gostar muito de cada e qualquer e toda descrição de Jacobsville que eu encontrei em suas postagens sobre ela em seu blogg. Portanto eu não conheci Cash Grier e Irmãos Biscoito mesmo, embora até tenha procurado pelos segundos um pouquinho de verdade. Anotando ...

    ResponderExcluir