domingo, julho 10, 2016

Ciao!!!



Fui a única pessoa a ler este livro e imaginar o seriado ou o filme no Disney Channel?
Porque, cá entre nós, se eles não pensaram nisso, deveriam. Eu assistiria!

Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello – Chris Grabenstein – Bertrand Brasil
(Escape from Mr. Lemoncello’s library - 2013)
Personagens: Kyle Keeley, amigos, desafetos e sr. Luigi Lemoncello

Kyle era o irmão caçula que não era notado em meio ao irmão destaque nos esportes e ao irmão gênio. Até que o hábito familiar de disputar jogos de tabuleiro o impediu de desistir de ser um dos 12 primeiros escolhidos para entrar na nova biblioteca municipal de Alexandriaville. O prédio tinha sido construído pelo gênio dos jogos de tabuleiro e videogames Luigi Lemoncello, inconformado da cidade natal ter ficado tantos anos sem o local que tanto o inspirou. Mas agora, os adolescentes tinham um desafio: desvendar as pistas e conseguir sair da biblioteca para receber um prêmio do Sr. Lemoncello.

Comentários:

- É um livro bem visual, por isso, estou estranhando até agora não ter notícias de adaptações para cinema e afins. Da forma como o autor descreveu os jogos, eu conseguia imaginar tudo (até deu vontade de brincar com alguns dos jogos de tabuleiro que ele cita). A premissa é muito boa. A cidade do interior tinha perdido a biblioteca municipal original, que foi reconstruída e modernizada por um benfeitor, que depois todos descobriram que foi Luigi Lemoncello, fabricante de jogos que mobilizavam crianças, adolescentes e famílias nas horas de lazer ou no videogame. O milionário excêntrico e de raciocínio imprevisível nasceu na cidade e considerava a biblioteca um espaço importante na história dele e queria que outras crianças e adolescentes tivessem a mesma oportunidade. Por isso, doze adolescentes alunos da escola local foram escolhidos após um concurso de redação para serem os primeiros a entrarem na nova biblioteca e viverem uma experiência inesquecível.

- Então, entre eles, temos Kyle, o caçula da família que queria ser destaque em algo pelo menos uma vez na vida, já que os irmãos mais velhos eram geniais à sua maneira e ele era comum... Ele se desespera ao pensar que uma distração quase o fez perder a chance de participar do concurso de redação e entregou algo às pressas e depois algo mais elaborado, porque precisava tentar de alguma forma. Apesar de que já estava feliz com a escolha dos melhores amigos, Miguel e Akimi, que capricharam nos textos. Por isso, ele se surpreendeu ao ouvir o nome dele como o último a ser chamado.

- Então acompanhamos como cada um se comporta diante dos desafios que surgem durante a visita à biblioteca. Temos 12 adolescentes, cada um com objetivos e comportamentos diferentes. Para alguns, a biblioteca é a vida ou fonte de apoio e companhia porque reúne opções de leitura; para alguns estar entre os primeiros a entrar era apenas algo entre outras tarefas e tem aqueles que só querem ser os melhores em tudo (e estão dispostos a tudo para isso). Ou seja, nada muito diferente do que encontramos por aí na escola, no local de trabalho, na igreja. Alguém uma vez (que agora não vou me lembrar de quem foi) disse que grandes chances de haver confusão onde há muitas pessoas com algo (mesmo subjetivo) em disputa. Em muitos momentos, o livro me remeteu ao filme A fantástica fábrica de chocolate, porque ao longo dos desafios propostos durante a permanência na biblioteca, cada um do grupo vai revelar o seu melhor e o seu pior.

- E por isso, o aparente “livro para adolescente” repleto de referências e que não desperdiça pistas à toa, causa os questionamentos em quem lê: afinal de contas, na situação deles, quem você seria? Do que você seria capaz de fazer para ganhar? E quais são os valores que te conduzem? As respostas são as lições que você pode aprender ou relembrar durante a jornada com este livro.

- Foi uma delícia de ler, divertido, botou minha imaginação para trabalhar e me fez ter vontade de chamar os amigos pra uma rodada de Banco Imobiliário ou Imagem e Ação aqui em casa, movida a pipoca e refrigerante. Até onde sei ainda não encontramos os jogos do Sr. Lemoncello à venda, né? Porque bem que fiquei interessada em reunir o povo pra uma partida de Bibliomania Desconcertantemente Desorientadora.

Série Escape from Mr. Lemoncello’s library
1 – Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello  Escape from Mr. Lemoncello’s library 
2 – Não lançado em Português – Mr. Lemoncello’s library Olympics 


Bacci!!!


Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário