quarta-feira, dezembro 23, 2015

Ciao!!!


Na segunda-feira, a autora Carina Rissi usou as redes sociais para divulgar um agradecimento em forma de presente de Natal para os leitores. Um conto gratuito que conta como foi a famosa entrevista de emprego de Luna para trabalhar na Fatos&Furos onde ocorrem todas as confusões vistas em No Mundo da Luna.

E o que a gente faz com presente de Natal literário? Agradece e compartilha!

No mundo da Luna: a entrevista – Carina Rissi – Verus
(E-book – 2015)
Personagens: Luna Lovari Braga é entrevistada por Dante Montini

Pode um instante mudar uma vida? Luna acreditava que a entrevista de emprego na Fatos&Furos seria esse divisor para ela. Formada em jornalismo, deixaria de escrever para o jornal de bairro, conseguiria entrar no mercado em uma revista conceituada e aprendendo com uma equipe com nomes experientes e respeitados, como Murilo Vasquez e Dante Montini. Só que, quando o nervosismo entra em cena, as coisas saem muito do roteiro que ela tinha imaginado. Será que, mesmo assim, daria certo?

Comentários:

- A autora explicou que a cena constava na ideia original do livro, mas que foi cortada na busca pelo melhor desenvolvimento da história. Mesmo sem ser detalhada, se você já leu No Mundo da Luna, sabe como “a entrevista” se revelou muito importante no relacionamento entre tapas-e-beijos que Luna e Dante desenvolvem na trama.

- Narrado em 1ª pessoa, o conto traz a expectativa de Luna, o desenrolar da entrevista e o desfecho do que aconteceu. A trama começa com a gente entendendo porque conseguir o emprego era tão importante para ela: significaria finalmente colocar em prática a vocação para qual estudou e ter mais segurança financeira (nem que seja para finalmente abastecer o carro). Mostra a preparação dela e até as decisões que tomou na escolha do figurino para chegar confiante, sem parecer desesperada ou arrogante à entrevista.

- Sobre a entrevista, bem, sabe quando você mentaliza um cenário bem sucedido e, do nada, tudo começa a desandar com convicção? Todo mundo já teve um momento “salve-se quem puder”, onde as emendas só servem para complicar ainda mais uma situação já naturalmente tensa e delicada. Você quer impressionar de forma positiva, não dando uma demonstração consistente de ser um desastre ambulante. Ainda mais diante de um homem que admirou o trabalho por muito tempo e que a surpreendeu pessoalmente. Enfim, abra espaço para a solidariedade no seu coração: ninguém quer ver o pior pesadelo em uma entrevista de emprego virando realidade, né?

- Claro que não vou contar o desfecho. Digamos que ela tem duas grandes surpresas e algumas das coisas que ela esperava não vão acontecer exatamente como ela gostaria. Aí se ficou curioso, só lendo No Mundo da Luna para saber todos os detalhes. Enquanto isso, recebemos algumas informações que oferecem pistas sobre a personagem que serão detalhadas (e dissecadas) com a leitura do livro, reencontramos a melhor amiga Sabrina, curtimos participações especiais vindas deste livro. E, sim, você pode admitir que ficou com alguma invejinha na cena de abertura do conto (mas não da forma como ela termina, né? Opa, olha eu quase falando demais...). Amei o presente, desfrutei de uma leitura leve em semana de plantão natalino. Então, obrigada Carina e muito sucesso em 2016.


Bacci!!!


Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Ah, judiação, possibilíssimo compreender pelo que ela precisou passar ! Eu nunca gostei de ter de fazer uma entrevista de emprego para um cargo que eu cobiçasse. Ficar imaginando o que seriam respostas certas ou respostas erradas, sendo entrevistada por alguém confiável ou suspeito ... UGH !

    ResponderExcluir