sábado, outubro 31, 2015

Ciao!!!




Devagar e sempre. É assim que os livros da Irmandade da Adaga Negra estão aparecendo aqui no Literatura de Mulherzinha. Muitos livros, pouco tempo. C’est la vie. Mas como sou brasileira, não desisto nunca, e escorpiana, não desisto fácil. Depois de Amante Sombrio e de Amante Eterno finalmente é a vez da jornada de Z. no Literatura de Mulherzinha.

Amante Desperto – J. R. Ward - Universo dos Livros (IAN 3) 
(Lover Awakened - 2006)
Personagens: Bella e Zsadist

Zsadist estava à beira da falta total de controle (até para os padrões dele). Precisava localizar Bella, viva ou morta para colocar fim à angústia que o consumia. No entanto, resgatá-la do redutor que a mantinha cativa e se tornou obcecado por ela, não trouxe a paz que ele precisava. A cada demonstração de que Bella só confiava nele, Z. se via de volta aos piores pesadelos de sua longa vida que ele ainda não tinha conseguido superar. Bella quer esquecer o pesadelo e alguma coisa nela só queria Z. por perto. Ao mesmo tempo, Phury se vê interessado na mulher que confundia o irmão gêmeo. John Matthews tenta se adaptar à nova vida. E com os redutores por perto, não há trégua na ameaça. Qualquer descuido pode ser fatal.

Comentários:

- Sim, cá estou eu na velocidade tartaruga com narcolepsia lendo os livros da IAN. E vamos que vamos! Zsadist comeu o pão que sei lá quem amassou e deixou estragar. Roubado da família quando ainda era um bebê foi vendido como escravo e abusado de várias maneiras possíveis pela Ama. A falta dele pesou na vida do irmão gêmeo, Phury, que passou parte da vida adulta procurando. E mesmo depois de encontrá-lo e libertá-lo, ainda sentia dificuldades em estabelecer laços com o irmão. Afinal de contas, todo o repertório emocional de Z. tinha sido corrompido e estragado. Sair do padrão era complicado por exigir o confronto e a superação da dor. Só que os traumas eram muito fortes, até mesmo para o integrante arredio da Irmandade.

- E a preocupação com o destino de Bella o consumia. Enquanto ele não a encontrasse, não sossegaria. O problema foi que localizá-la e libertá-la o jogou em uma angústia diferente e pior. Bella só queria ficar perto dele, que se sentia a mais indigna das criaturas, ainda mais comparado com a origem aristocrática da família dela. Só que havia algo intenso, uma ligação que ele não conseguia explicar e compreender.

- Bella tinha vivido um pesadelo nas mãos do redutor, que se tornou obcecado a ponto de agir como se fosse casado com ela. Foram longos dias sonhando que Z. a encontraria e agora, não queria que ele se afastasse. Queria muito mais. Até do que ele se sentia pronto para dar. Algo nela dizia que ele era digno de confiança e a impelia a buscar por ele.

- É o confronto entre duas pessoas - fica claro para quem lê – que estão destinadas a se amar, contra todas as dificuldades vividas e presentes, contra os traumas intensos sofridos e ainda não superados, contra a diferença de classes, contra o que os outros achavam e até mesmo o que cada um pensava ser o melhor para o outro. Não será fácil, nem imediato. Haverá sacrifício. Haverá dor. Haverá confusão. Haverá medo. Mas haverá paixão. Haverá compaixão. Haverá apoio. Haverá amor. Vale a pena ler, caso você ainda não tenha feito isso.

- Por meio de Bella, Z. conseguirá analisar e até mesmo mudar os laços que o une ao próprio irmão e finalmente entender o que Phury passou e viveu com a sombra do rapto do gêmeo e do laço rompido e que nunca seria plenamente o que poderia ter sido. Ao mesmo tempo, acompanhamos os caminhos tortuosos a que as escolhas de Phury podem levá-lo. São pesados e podem não ter volta. E ainda Z. poderia finalmente compreender realmente o que é fazer parte da IAN. É um vínculo entre os guerreiros que vai além de servir o rei.

- Ainda temos novos capítulos da jornada de John Matthews, que finalmente encontrou algo concreto sobre si mesmo, apesar de ainda estranhar a ligação com os vampiros. Aqui temos mais informações sobre a real identidade dele e o processo de adaptação à rotina da sociedade dos vampiros e da irmandade. Adotado por Tohrment e Wellsie, ainda tinha que processar alguns traumas do passado, que o envergonhavam e sobre os quais era difícil contar, mas sentia afeto e sabia que seus novos pais o amparavam. No entanto, mudanças estão para atingi-lo e este mundo confiável pode desmoronar sem ele ter como impedir.

- Já deu para notar que a autora é do tipo impiedosa. Não passa a mão nem busca a saída mais fácil para os personagens ou para explicar as ações dele. E não há personagens intocáveis. Os irmãos não são invencíveis. Já houve perdas antes. Haverá outras pela frente. E há uma neste livro que me chateou porque era alguém que eu gostava. Dramaturgicamente, no entanto, entendo o que significam as consequências desta perda para desencadear outras tramas. Só espero que não seja um sacrifício vão. Mas isso irei descobrir no devido tempo, seguindo o meu ritmo com a IAN.

- Linkitos: Para quem quiser mais informações sobre a série, vale visitar o blog que a editora fez para a IAN. Outras possibilidades, todas em Inglês: Goodreads,  site da autora, a página específica do site dela sobre a IAN e o fórum de fãs. E em Português, Goodreads e outros posts sobre a série no LdM.

Bacci!!!

Beta 
Reações:

Um comentário :

  1. Ah, mas que crueldade atras de crueldade e que tormento atras de tormento !!! Eu pensava que uma vida de vampiro fosse mais sedutora e menos trabalhosa devido ao poder dessa criatura !!! Mas fiquei muito mais interessada em toda essa serie de Irmandade de Adaga Negra por conta desse volume, com personagens com desenvolvimentos complicados de personalidade, muito negativo para sua felicidade.

    ResponderExcluir