sábado, setembro 20, 2014

Ciao!!! 



O segundo livro da trilogia é sobre o irmão do meio. Aquele que tinha jurado nunca se render ao casamento.
Tem gente que pede, de joelhos, pra queimar a língua, né?

Conquista Fatal – Carole Mortimer – Paixão 383 (Os diabólicos D’Angelos 2/3)
(A prize beyond jewels – 2014 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Nina Palitov e Raphael “Rafe” D’Angelo

Rafe era o aparente playboy dos três irmãos D’Angelo e estava muito satisfeito com a condição de solteiro e sem vontade nenhuma de ter um compromisso... até o dia em que não só conheceu Nina Palitov, mas foi surpreendido por ela. A superprotegida filha de um milionário recluso era a responsável pela montagem da exposição das joias do acervo da família e Rafe tinha sido incumbido de deixá-la feliz. E todas as ideias que passaram pela mente dele deixariam ambos felizes e muito ocupados... Talvez por muito mais tempo que ele poderia prever...

 Comentários:

- A autora foi muito feliz ao escolher a mulher que iria quebrar as convicções de solteirice eterna de Rafe. Nina é uma personagem interessante, com uma história mais complexa que a toada “quero-não-quero” que tanto me estressou em Bryn. A família Palitov tem um segredo, que nem ela sabe totalmente, e paira sobre toda a vida dela, inclusive a relação com o pai, Dmitri, que a superprotegeu. Agora ela tinha a missão de cuidar da exposição das joias da família na galeria Archangel de Nova Iorque. E para isso lidar com o homem que tinha causado nela uma forte impressão à primeira vista e a quem ela tinha surpreendido.

- As pistas do caminho da trama de Rafe apareceram em uma conversa entre ele e Gabriel no primeiro livro, quando ele manifestou a intenção de não se apaixonar e o irmão disse que seria muito divertido vê-lo quebrar a cara. Boca santa a do Gabriel, porque não levou muito tempo. E foi ao conhecer uma garota totalmente diferente do padrão com o qual ele sabia lidar magistralmente. Nina era articulada, bonita, desafiadora, com um pai poderoso e cercada por guarda-costas. A partir disso, temos apenas Rafe perdendo a cabeça por uma mulher que não age como ele quer, deixando-o ao ponto de quebrar o próprio juramento ao entender que chegou a hora de amadurecer e de buscar uma felicidade um pouco mais concreta.

- Vai ser fácil? Não. Vai ser muito confuso. Pela primeira vez, um personagem acostumado a ter o controle, vai se ver livre dele, mesmo quando tenta recuperá-lo. A situação que faz a trama andar não depende dele, que não está acostumado – mal de família – a ficar na plateia vendo as coisas acontecerem. Mas essa é a jornada de Nina e Dmitri, ao mesmo tempo, a lição que Rafe precisa aprender. Gostei mais que o primeiro livro, porque apesar da trama não ser tão elaborada, não temos chove-não-molha e as coisas acontecem, graças a Deus. Nina e Rafe nasceram um para o outro, só precisam ajustar umas coisinhas sobre isso.

- O prólogo deste livro é muito bom, com a reunião dos três irmãos, sendo um muito nervoso, outro no modo provocador irreverente e o terceiro tentando apaziguar as coisas. E aquela cena eterna sobre ouvir a mãe te chamando pelo nome completo... Segura na mão de Deus e vai. Mesmo se for um D’Angelo.

Trilogia “Os diabólicos D’Angelos 1/3”
Negócio Arriscado – Paixão 381 – Bryn Jones e Gabriel D’Angelo
Conquista Fatal – Paixão 383 – Nina Palitov e Rafe D’Angelo
Plano Ousado – Paixão 385 – Eva Foster e Michael D’Angelo


Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Personagem masculino que prometera nunca apaixonar-se sendo espicaçado ? Sim !

    ResponderExcluir