segunda-feira, abril 07, 2014

Ciao!!!


Eu comentei no post sobre livros da Coleção Vaga-Lume que, ao relembrar dele, tive uma sensação tão boa que deu vontade de reler. Demorei um pouco, mas corri atrás pra finalmente colocá-lo na minha coleção.

O primeiro amor e outros perigos – Marçal Aquino – Coleção Vaga-Lume
(1996 – Editora Ática)
Personagens: Vinícius, Bianca e Fernando

Vinícius, Bianca e Fernando são três amigos inseparáveis. No início do ano letivo, eles vivem duas novidades: o lançamento do jornal Agora, com as notícias que interessavam aos alunos do Colégio Paulo Ferreira e também que Bianca e Fernando assumiram o namoro. Isso partiu o coração de Vinícius, que sempre foi apaixonado por Bianca, mas era tímido demais para se declarar. Ainda sem saber como lidar com isso, os três são surpreendidos com a morte do prof. Eusébio, o padrinho do jornal Agora. E, ao preparar uma edição de homenagem, acabam se metendo em uma confusão totalmente inesperada...

Comentários:

- Temperando uma história sobre as descobertas, aventuras e desventuras do primeiro amor, Marçal Aquino escreveu uma trama de aventura e mistério, onde os três adolescentes contribuem para a solução, mesmo sem imaginar o problema...

- Até o meio, a gente acompanha o trio de amigos às voltas com o desdobramento da descoberta do primeiro amor. Bianca e Fernando assumiram o namoro e Vinícius bem que tenta, mas não consegue lidar com a felicidade deles e a própria infelicidade por ser tão tímido e incapaz de ter dito para a amiga que gostava dela. E nesta bolha para a qual se mudou sem previsão de sair, ele se torna um tanto incapaz de perceber o que se passa em volta dele. Para complicar, os três são praticamente grudados e envolvidos com o projeto comum - o jornal Agora, para o qual Fernando e Bianca fecham os textos e Vinícius se encarrega de vender os comerciais e tirar as fotos. (E hoje é dia do repórter, então, parabéns para todos que são ou que sonham seguir essa profissão).

- Do meio em diante, os amigos assumem a missão de homenagear o professor morto e, em nome do jornalismo estudantil, se envolvem em uma aventura que podem colocá-los em risco. E ainda tem um pouco dos bastidores da produção de um jornal estudantil, como a misteriosa coluna de fofocas do Sombra, despertando curiosidade e irritando alguns dos mencionados. E por favor, levem como licença literária o que eles fizeram de invadir uma casa. Jornalista decente não faz isso (sim, eu sei, tem muita gente indecente que faz isso alegando que é pelo direito jornalístico de trazer a verdade à tona. Aham). O que Vinícius, Bianca e Fernando fizeram no livro foi MUITO errado, apesar de ter se tornado um caminho torto para a solução de uma situação que eles nem imaginavam.

- O livro é gostoso e rápido de ler. Remete às agruras e felicidades do primeiro amor (seja ele bem sucedido ou não) e ao fato de que nem sempre o crescimento é um caminho tranquilo e sereno. Há quem tenha essa sorte e há quem não tenha – e no livro temos exemplos possíveis de encontrar atualmente por aí. Por ter essa sensibilidade em tratar um tema próximo ao público alvo da série é sempre uma opção recomendada.

- Sobre o autor, não encontrei site oficial, mas um perfil sobre ele no Facebook e esta pequena biografia neste site:

Marçal Aquino nasceu em 1958 na cidade de Amparo (SP). Jornalista, trabalhou como revisor, repórter e redator nos jornais “O Estado de S.Paulo” e “Jornal da Tarde”. Atualmente, trabalha como jornalista free-lancer. Escreve ficção adulta e juvenil, faz roteiros para o cinema, tendo atuado como consultor no IV Laboratório de Roteiros Sundance/RioFilme, a convite do Sundance Institute, dos E.U.A., em 2002.

Alguns dos trabalhos do autor:

Prosa:

O invasor.
Faroestes.
O amor e outros objetos pontiagudos (Prêmio Jabuti 2000).
As fomes de Setembro (Prêmio V Bienal Nestlé de Literatura – Conto (1991).
Miss Danúbio (Prêmio do Concurso de Contos do Paraná).
Cabeça a prêmio.
Famílias terrivelmente felizes.
Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios


Poesia:
Abismos – Modo de usar.
Por bares nunca antes naufragados.


Juvenis:
O mistério da cidade-fantasma.
O jogo do camaleão.
O primeiro amor e outros perigos.
A turma da rua Quinze.
Coleção Sete Faces.

Roteiros de cinema:
Os matadores.
Ação entre amigos.
O invasor.
Nina.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Oi Beta! Amo a Coleção Vagalume e estou até comprando aos poucos pra minha filha e claro vou relendo tbém!
    Me lembra tanto minha infância e adolescência que fico nostálgica.
    Bju
    Fabi

    ResponderExcluir
  2. ZEUS: eu creio que eu tenha lido três exemplares dessa coleção apenas. Eu era uma menina inocente demais para perceber que havia uma coleção brasileira tão vasta que eu poderia tentar acessar pela biblioteca (que não era tão acessível assim ...).

    ResponderExcluir
  3. alguém sabe qual é o tipo de narrador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em terceira pessoa, que acompanha os personagens apresentando os sentimentos e reações deles. Não tem narração em 1ª pessoa nesta trama.

      Excluir