segunda-feira, fevereiro 17, 2014

Ciao!!!




Continuando a semana "Fascinação", uma história sobre casamento arranjado, mocinha que detesta mocinho... E um grande toque de infantilidade no ar.
Era difícil ser protagonista há algumas décadas, hein?

Vidas Amargas – Joanna Scott – Fascinação 56
(The Marriage Bargain – 1981 - Silhouette)
Personagens: Cindy Templeton e Burt Hamilton

Cindy se formou na universidade e voltaria para casa. Mal sabia que, para ter acesso à herança do pai e ao controle da empresa, teria que se casar com Burt Hamilton. O problema era que ela o odiava, por considerar que ele se apossou da empresa e passou a controlar a família dela. Sem solução, ela aceita o casamento e tenta lidar com as consequências de ter um marido do qual não gostava.

Comentários:

- Outro caso de mocinha que poderia ter a razão se a) soubesse de todos os detalhes antes de fazer julgamentos b) não agisse como uma adolescente mimada. Só ela acredita que Burt é um interesseiro que se aproveitou da morte do pai dela para controlar a empresa e se infiltrar na família. E os argumentos dela são mais frágeis que papel manteiga. Com uma protagonista assim, é meio caminho andado pra eu rosnar pro livro durante toda a leitura. Ainda mais quando o protagonista não ajuda. E Burt, ao invés de desfazer a confusão e deixar claro o que sentia, para, a partir disso, construir uma relação, faz justamente o contrário. A cada negativa intempestiva dela, ele reage tentando dominá-la.

- Aí, já viu, né? Dois teimosos duelando, com direito as armas de sempre: usar outras pessoas para fazer ciúmes, as grosserias de sempre e a confusão sobre “ele não me ama/eu não o amo/o que sinto por ele”. A protagonista que embarca no que a rival glamourosa diz e tem que lidar com um marido ciumento. Mais um caso de “oh, mas era amor à primeira vista!” só que contado de trás pra frente... Enfim, mais do mesmo. Pode ser que em outro dia eu gostasse mais. Desta vez, não gostei tanto assim. Serviu pra passar o tempo e provavelmente nem vou me lembrar dele no futuro próximo.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Hahahahahah, "nem vou me lembrar dele no futuro próximo". Adorei! Tem livros que nem fazem cócegas...
    bju.

    ResponderExcluir
  2. Homessa, por que toda heroína injusta com surtos adolescentes tem esposo ciumento e dominador e rival glamourosa e intrometida ? Pior: por que essa heroína costuma ser uma tonta, sem saber defender-se apesar de seu diploma universitário ???!!!

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkk como diria uma grande amiga... livrinho bem esquecível!!!

    bjos
    Mara

    ResponderExcluir
  4. Esse é o tipo de livro que me deixa doente. Poha o cara é casado com a mocinha, e no entanto, fica desfilando com a vagaba da ex-amante pra cima e pra baixo, de braços dados, aceitando inclusive beijinhos na boca, ah faça-me o favor né! E aí sempre se repete a mesma estória, a autora nas duas últimas páginas mostra um mocinho indignado com a ex-amante dizendo que a ela NUNCA significou nada, mas por que diabos humilhou a esposa e permitiu que a ex a humilhasse também? Sem contar que ele podia ficar se esfregando na ex, porém a esposa não poderia sequer conversar com um amigo!!!

    ResponderExcluir