sábado, fevereiro 08, 2014

Ciao!!!


Capa original


Aquele momento em que eu tinha certeza de que tinha lido essa história. Aí não achei post no Literatura de Mulherzinha. Ok, depois de tantos livros, normal um momento “mas eu podia jurar que já estava aqui...”. Agora fim de drama: finalmente post no ar!

Rendição ao Desejo – Diana Palmer – Coleção Primeiros Sucessos 40
(Ethan – 1990 – Silhouette Romance)
Personagens: Arabella Craig e Ethan Hardeman

Arabella sofreu um acidente, estava sem condições de continuar a rotina de concertos e, para se recuperar, foi para a fazenda de Ethan Hardeman. O homem que ela sempre amou, mas a trocou por outra. Agora, ele ofereceu a ela o espaço para se recuperar e, em troca, queria que Arabella o ajudasse a espantar a ex-esposa. Só que isso poderia permitir que ela revivesse o amor por ele, só para ser desprezada de novo...

Comentários:

- Sabe aquele dia em que você está estressada, irada, com TPM e precisa de alguém pra descontar? Então, pegue esse livro e pense em despejar tudo em Ethan cada vez que ele apronta. E pode confiar – pela quantidade de pisadas na bola da criatura, ao final do livro, a leitora estará praticamente tibetana. Afinal de contas, estamos em Jacobsville, a cidade dos homens com a capacidade de raciocínio amoroso mais tapada e irritante da face da terra!

- O problema de Ethan é que ele quer Arabella, mas não sabe o que fazer com isso. E ainda menospreza os sentimentos da garota por ele. Reclama de ela ser submissa às vontades do pai enquanto – querendo ou não – contribui para fazê-la sofrer. Para minha irritação, ele tinha rompantes de reconhecimento de que estava fazendo bobagens e, em seguida, adivinha? Lá estava Ethan aumentando a lista das mancadas nível “alguém dê um sacode nessa praga protagonista pelamordeDeus?!”. Com problemas de autoestima (Coreen, a mãe da praga, bem que tentou colocar bom senso na cabeça oca – o máximo que conseguiu foi espalhar farinha com chocolate pela casa... Pobre coitada!), o infeliz ainda agravava a baixa autoestima de Arabella. Afinal de contas, ela era explorada pelo pai – ele só queria o dinheiro que ela conseguia com o talento único para interpretar no piano – e Ethan disse, anos antes, que ela era apenas uma curiosidade. Agora, sem poder tocar, Ethan a usava como uma espanta ex-esposa. Ou seja, como Arabella poderia acreditar que era algo além de “segundo plano” nesta vida? Enfim, ela merece um lugar de honra entre as “protagonistas santas que abalaram o mundo”. O mais assustador é quando eu lembro que, sim, ela poderia ter topado com coisa pior...

* Como, por exemplo, é narrado na história de presente (de grego) deste livro: Avassalador. Sim, isso rendeu surto nível máximo no Encontro das Queridas na Bienal do Livro 2013. Se você ainda não leu o meu post irado sobre esta história, clique aqui.

- Links: A Suelen fez, como sempre, primoroso trabalho de garimpo e linha do tempo – vale ver no Romantic Girl, Goodreads, site da autora, outros livros da Diana Palmer no Literatura de Mulherzinha.

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Beta, esse livro tem um lugar "especial" nas minhas listas, como você deve lembrar: elenquei Ethan como um dos piores "mocinhos" da autora, o pai de Arabella como um dos seus coadjuvantes mais sacanas (a desculpa dele de que explorou e tiranizou a filha - incluindo-se aí afastá-la do namorado sacana - só porque queria se redimir de ter provocado o acidente que matou a esposa ao dirigir embriagado é ridícula) e Miriam, a ex-esposa periguete que tem uma redenção desnecessária, como uma das suas piores vilãs. E com certeza teria elencado Arabella como uma das piores mocinhas da autora - como ela era songamonga, o cara apronta o diabo com ela (até beijo "de despedida" na ex ela presenciou) e é só ele falar que ela volta! Definitivamente, não gosto desse livro e ficaria com raiva se o recebesse de presente.
    Quanto ao "pacote reedição", achei justo: para quem gosta, ficaram duas bestas pelo preço de uma, pior era se tivesse relançado "Avassalador" junto com algum dos bons livros dela. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eta outro herói amoral, cretino, egocêntrico; ele se acha o Dono da Verdade!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Vocês têm certeza mesmo de que querem que eu leia obras assinadas por Diana Palmer, bárbara ostrogoda visigoda em plantão eterno nessas escaramuças, que cria muitos heróis ogros para com muitas mocinhas submissas sem perspectivas ???!!!

    ResponderExcluir