segunda-feira, outubro 21, 2013

Ciao!!!



Continuando a série de posts relativas ao Mês do Romance, a história de hoje vem da Coleção Primeiros Sucessos. Pense em um homem pagando todos os pecados. Eis a sina do protagonista deste livro da Lori Foster.

Mergulho para o amor – Lori Foster – Coleção Primeiros Sucessos 35
(In too deep – 2000 – Harlequin Temptation)
Personagens: Charlie Jones e Harry Lonnigan

Harry estava envolvido em um trabalho a pedido de um amigo quando teve a investigação comprometida por uma garota disfarçada (muito mal, porque ele a reconheceu) de homem. Por interferirem em um crime, os dois são sequestrados e precisam se unir para fugir dos bandidos. Neste meio tempo, Harry precisa lidar com uma grande atração que começa a sentir por sua parceira imposta, mas descobre um motivo que o impede de explorar a atração entre eles. E é justamente quando ela se esforça para que ele reconsidere a opinião...

Comentários:

- É Lori Foster, diversão garantida como sempre. Assim como em Paixão Cega (uma das histórias de Anjos Apaixonados), Ultrajante, Quente e Sensual, temos novamente o perfil de homem que sofre com uma mulher incontrolável. E Harry tinha tantas preocupações, não precisava de mais uma – e foi justamente o que ele conseguiu.

- A pedido de um amigo, Harry estava investigando um esquema de extorsão de comerciantes e acompanhando a ação de dois bandidos. O problema é que um “garoto” interrompeu o trabalho dele, os ladrões descobriram que era uma mulher e no meio de uma confusão muito grande (onde ele esteve em risco várias vezes), os dois terminaram levados como reféns e tendo que agir em conjunto (embora discordassem sobre alguns métodos) para escaparem vivos da encrenca.

- Não posso contar muito além disso, seria estragar demais o prazer desta leitura. Só devo alertar que sou totalmente solidária ao Harry. Aliás, “Pobre Harry!” e a variável “Coitado do Harry!” foram exclamadas por mim várias vezes. O moço está lá, na dele, tentando fazer um trabalho arriscado a pedido de um amigo, e vem uma criatura completamente impulsiva tumultuar tudo, colocar ambos em risco. E o moço firme e forte, tentando recorrer a toda honra do mundo e a criatura fazendo de tudo para que ele caia em tentação, aliás, despenque e nade na tentação. Quem é que não vai ser solidário a um pobre, lindo, gostoso investigador particular assediado desta maneira e nesta situação dramática?

- Gostei do estilo de Charlie, não é a garota feminina, mas não deixa de ser uma garota. Não é patinho feio em busca de príncipe encantado nem de extreme makeover em busca do “eu cor de rosa” perdido. É uma irmã superprotetora, ambas ainda lidando com a traumática separação dos pais e que quer garantir o futuro da irmã caçula. Ok, às vezes, ela erra na dose da persona “independente” (cansa), mas cá entre nós, na situação dela, passando por aventuras com uma companhia gigante e gostosa (ela é do tipo durona mignon *momento em que Barbara chora de emoção em Belém*), com a adrenalina chegando em universos nunca dantes descobertos pela inteligência humana, fala muito sério que você não gostaria de fazer nado sincronizado na tentação?

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Uma companhia gigante e gostosa ?! "Ah, bem, eu, AIÊ !!!" |/_ (desmaiando)

    ResponderExcluir