domingo, setembro 01, 2013

Ciao!!!


Fantastic Fiction foto da capa gringa

Este livro faz parte de um Jessica 2 Histórias, edição 170, chamada (não à toa) de Doces Vinganças. Em comum, com Vingança no Altar, de Abby Green, o protagonista italiano. E só.

Encanto na Toscana – Christina Hollis – Jessica 2 Histórias 170 (Doces Vinganças)
(The Tuscan tycoon’s pregnant housekeeper – 2009 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Michelle Spice e Alessandro Castiglione

Alessandro estava estressado e precisava descansar. Para isso se refugiou quase sozinho em Jolie Fleur, na França. O quase é que ele teria a governanta Michelle Spice à disposição. No local, ele redescobre a paixão pela arte e perde o controle, levando além do limite o interesse pela empregada. Seduzida pelo charme, Michelle se esquece das dregras morais que sempre foi incentivada a seguir... No entanto, ao ter que lidar com as consequências, vai lidar com o lado implacável do milionário italiano...

Comentários:

- Gente, é um livro lento. Pelo menos, é a sensação que tive dele. Não que as coisas não aconteçam, até acontecem, mas sabe quando você ouve uma música que está fora de rotação? Foi a sensação que tive com esta história.

- Michelle é a pobre coitada da vez. Primeiro, era o tapetinho do mármore do inferno da mãe, com quem trabalhava em uma empresa de limpeza (mas na verdade, só em tese. Porque, quem fazia o serviço pesado era ela. A mãe só dava ordens). A mãe dominadora e repressora é o grande fantasma da vida dela. Agora que ela morreu, Michelle finalmente conseguiria dar os primeiros passos por conta própria... Mas, aí, topou com outra criatura dominadora.

- Alessandro era durão e implacável. Havia demitido os próprios parentes da empresa da família. Tinha enriquecidos em depender da família e não era muito afeito a laços afetivos. Como são obrigados a conviver, vai mostrando uma personalidade mais razoável e um incrível talento para as artes... E ao descobrir que Michelle também tinha talento artístico, resolveu que ela posaria para ele... Daí pra frente, nem preciso dizer, né? Eles se envolvem, de forma até surpreendente e, de certa maneira, descontrolada... Até que chega a hora de Alessandro retornar à vida dele. E quando o óbvio acontece – sim, ela fica grávida (não estou dando spoiler, porque isso está no resumo oficial) – decide procurá-lo para contar.

- E aí começa os momentos “haja paciência!”: teve momentos em que chequei se não era um livro da Lynne Graham, mas não era. Alessandro deita e rola naquilo que já vimos antes: a acusação de gravidez proposital (alguém não contou a ele que são necessários DOIS para isso, afinal de contas, está difícil fazer crianças acreditarem em cegonhas. E quanto ao referido momento da encomenda, ele teve uma participação muito ativa...), o “você está interessada no meu dinheiro/nome” e claro no casamento à moda do mandão... Para cada suspeita de fumaça branca - habemus ser humano, há um instante seguinte de “ops, voltamos à programação normal”. Talvez eu estivesse em dia de mau humor ou com preocupação demais na cabeça (meu normal, ultimamente), mas foram tantas oscilações que me fizeram achar que o livro era lento, sem um ritmo que flui. Ele vai, atravancando, mas vai.

- Linkitos: posts sobre o livro no Goodreads e site oficial da autora.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. gostei da capa mas então nem vou ler rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Olá, vim fazer um convite.
    Esse fim de semana, estarei no Show da Beyoncé, gravando tudo, e estarei liberando um sorteio, então esquece de se inscrever no blog e no canal do youtube para não perde o sorteio nem o vlog do Show da Beyoncé com outros eventos. Você não pode ficar fora dessa.


    BLOG | YOUTUBE | FAN PAGE

    ResponderExcluir
  3. Oh, outro machão para domar, tchê !!!

    ResponderExcluir
  4. Mais diferente do que o "Vingança no altar" não poderia ser. O livro é lento. Quando você pensa que vai acontecer algo realmente interessante ou que pelo menos cause uma emoção a mais... frustração! Senti como se faltasse algo no final, pareceu tão incompleto que não acreditei no "Fim" e comecei a pesquisar na internet se não havia uma 2ª parte. Decepcionada porque é um tema que dá para ser bem trabalhado,a autora tinha a faca e o queijo na mão. Que pena, agora estou com receio de ler outra livro dessa autora.

    ResponderExcluir