sábado, agosto 31, 2013

Ciao!!!




Ah, esses protagonistas que acham que sabem tudo e com mania de controle… Tem umas criaturas que merecem ser enquadrados pelo Bope.

Virada do destino – Kim Lawrence – Jessica 2 histórias 136 (Teias da Paixão)
(Under the spaniard’s lock and key – 2010 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Madgalena “Maggie” Ward e Rafael Castenades

Maggie estava chateada pela forma como o noivado terminou e partiu em uma viagem para a Espanha para desestressar, desanuviar a cabeça. O problema é que ela foi reconhecida como a filha abandonada de uma mulher da sociedade, que, estava se casando com o primo de Rafael Castenades. O ricaço concluiu que ela estava disposta a um escândalo e, para preservar a família, ele tomou as medidas necessárias…

Comentários:

- Ah, conclusões precipitadas realmente causam problemas. Aqui, Rafael concluiu que a garota voltou para pedir dinheiro, causar escândalo e colocar o precioso nome da família nas páginas da imprensa sensacionalista. Ainda bem que, para a sorte de todos, ele a tinha encontrado antes e poderia impeder de fazer tudo isso.

- O problema é que Maggie não tinha o menor interesse em conhecer a mãe biológica. Era feliz com a família inglesa que a adotou e só estava momentaneamente chateada porque saiu de um noivado onde o noivo, que tinha pretenses políticas, havia feito o possível para anulá-la e moldá-la ao gosto dele. Agora ela queria liberdade, queria experimentar algo além de “aparências”. E já que estava de ferias porque não tentar um romance. Por muito acaso (mal ela saberia que seria um azar danado), ela encontrou um homem lindo, misterioso e mandão, que se intrometeu em sua viagem, parecendo muito disposto a seduzi-la.

- Maggie é muito decidida, foi bem criada, tem uma boa formação e como enfermeira, está o tempo inteiro lidando com a fragilidade do ser humano. Ela faz o livro valer a pena. Dá raiva saber os verdadeiros motivos que fizeram Rafael se aproximar dela. E me irrita a forma como ele sai tirando conclusões, reagindo a isso e, praticamente, a arrastando no embalo. Gostei de ver que ela consegue situá-lo, mesmo quando ele abusa da paciência de um santo (há um episódio no fim do livro que me deu vontade de entrar lá e gritar com ele). Nada melhor para um homem-mula do que encontrar uma mulher-adestradora de mulas. Foi esse caso. Com muita química e potencial de, consertando a mulice do moço, moço e moça possam ser felizes.

Links: Goodreads;  Fantastic Fiction do livro e da autora e outros livros da autora no LdM.

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :