sábado, julho 06, 2013

Ciao!!!





Sabe quando você pega um livro pensando que vai ter horas de um romance legal? Ok, não é o caso aqui. Escolhi por causa do nome do protagonista e fiquei um tempão atrás de uma forma gentil de dizer o que penso a respeito dele... Vamos ver se achei um caminho.

Imagens da Inocência – Jacqueline Baird – Jessica 2 Histórias 155 (Desafios do Amor)
(Picture of innocence - 2011 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Lucy Steadman e Lorenzo Zanelli

Para evitar a falência, Lucy precisava entrar em acordo com um dos sócios, Lorenzo. Justamente o homem que odiava a sua família. Ela tentou o acordo, recebeu uma proposta absurda e terminou humilhada. Conseguiu uma solução e levou um susto: Lorenzo estava de volta, com mais exigências e disposto a fazer toda a vida dela ir por água abaixo sem remorso se Lucy não fizesse o que ele quisesse.

Comentários:

- LORENZO ZANELLI É DOIDO. E isso não é legal. Sério. É caso de pedir medida de restrição de aproximar. Sei lá, talvez, Lucy devesse pedir que ele fosse transferido para outro planeta, em uma galáxia muito muito muito muito muito muito muito muito muito muito distante. Sim, vocês estão lendo isso escrito por mim: que tenho quedinha por italiano desde praticamente sempre, acho o nome Lorenzo um dos mais lindos (é muito sonoro, gostoso de se falar) e que ainda vou conhecer o país.

- Vamos lá: Lorenzo é lindo, rico e odeia os Steadman. O motivo: a crença de que Damien Steadman matou o irmão caçula dele, Antonio, durante uma escalada. No entanto, antes da tragédia, a família adquiriu ações da empresa dos Steadman – e justamente por isso, Lucy precisava do apoio dele para evitar que a fábrica fosse fechada e toda uma comunidade pagasse o pato. Não era nada que o prejudicaria, e o que ele fez? Recusou e a humilhou: “”Mulheres gorduchas, sem cérebro e mal vestidas não me agradam” – detalhe: após agarrá-la e beijá-la.

- Ao reencontrá-la, ele cisma que ela o está seguindo e arma um escândalo. Quebra a cara. Depois, em outro reencontro (sério, o destino não teve piedade de Lucy), ele descobre que ela é bonita e sedutora. Aí decide a chantagem de sempre – faz o que ela quer se ela fizer o que ele quer. Enfim, vou pular a parte óbvia e só dizer uma coisa: o repertório de frases nojentas me fez pensar em um treinamento de UFC para quebrar a cara dele (sim, sei que não é esta a finalidade da modalidade, mas eu queria um repertório variado de lutas, entendeu?).

- Enfim, mesmo não sendo empresária, Lucy arruma uma solução que não prejudica ninguém por causa da fábrica, adivinha quem reaparece, ao melhor estilo “entra na minha casa e manda na minha vida”? Aham. Cheio de ordens e exigências – porque a mãe dele cismou que quer conhecê-la (longa história, você vai ter que ler para entender os detalhes) – só que ela o recusa, porque ele não tem mais com o que chantageá-la. Enquanto isso, eu do lado de cá do livro (dentro de um ônibus): “Ahá, bem-feito pra você!”. Não demorou muito para que Lucy e eu (por tabela) cairmos clamorosamente do cavalinho. Lorenzo fez algo que eu nunca vi nesta altura da história e pronto: lá está Lucy à mercê dele rumo à Itália para ser namorada/amante apresentada à mãe e despachada em um piscar de olhos.

- A partir disso, recomendo que você leia. Sério. Tem que ler esse livro e entender mentes como a de Lorenzo para fugir deste tipo de enrascada na vida real. Esse povo que acha só porque tem dinheiro, status, sei lá o quê mais, que pode mandar e desmandar, tirar conclusões, humilhar, usar e abusar. Até que um motivo aparentemente menor (diante de tudo o que ele fez e do que aconteceu na vida de Lucy) o faz enxergar mais luz que a explosão big-bang e tentar se redimir. Sim, li até o final e gostei em alguns momentos da mocinha que tentou enfiar algum senso neste protagonista egocêntrico e arrogante. Terminei o livro rezando: “Jesus, me salva dos homens ridículos e patéticos como esse cara. Amém”. Lucy tem vaga no céu porque aturou este estorvo, salvou uma comunidade do desemprego e, ainda conseguiu, sabe-se Deus como ser feliz. Eu teria entrado com o pedido de restrição, como disse antes, não queria esse tapado no mesmo universo que eu. C’est fini.

Links: em Inglês no Goodreads; no Reading a little bit of everything e no Fantastic Fiction. Não achei posts sobre o livro em Português. E ainda outros livros da autora que já estão no LdM.

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Acabei de ler e sinceramente... eu nao acredito que ela ficou com ele.. Ele foi o italiano mais louco, psicopata, arrogante, insensivel que eu ja vi.
    Nossa..!! ela ja tem seu lugar no céu por umas 5 encarnações diferentes.

    kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Se esse romance fosse medieval ...

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha é uma inspiração. Ri muito.
    Ele é maluco e ele é muito fraquinha. Eu já teria dito não, e pronto. Mas, talvez eu perdesse um grande amor...

    ResponderExcluir