sábado, julho 20, 2013

Ciao!!!




Sabe quando você tem um livro muito bom, com um protagonista muito legal, mas uma mocinha que te dá vontade de entrar no livro e gritar com ela? Então, foi a minha reação lendo essa história.

Tenda da sedução – Sarah Morgan – Paixão 324 (A vida privada de playboys famosos 2/2)
(Woman in a sheik’s world – 2012 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Avery Scott e príncipe Malik de Zubran

Como organizadora famosa de eventos baladados, Avery era capaz de lidar com qualquer situação, inclusive planejar a recepção do casamento do príncipe Malik, de Zubran – ex-amante dela – com uma princesa virgem. E embora ela não quisesse falar com ele além do ecessário, foi surpreendida com a notícia bombástica de que a noiva tinha fugido do casamento! E agora, Avery se ofereceu para ajudar a encontrá-la em uma busca pelo deserto ao lado do homem que era a sua maior fraqueza...

Comentários:

- Bem, todos sabem que eu não tenho fraqueza por sheiks. A combinação de sol e areia me causa alergia (mesmo motivo que veta ida à praia da minha vida – a menos que eu esteja disposta a lidar com as consequências de me tornar uma lixa humana e ter que tomar remédio). Estou longe de ter glamour e a diplomacia que o cargo existe. Por isso, consegui entender uma parte do raciocínio da Avery. Só uma parte, porque, geralmente, eu sei a partir de que ponto não posso ficar dando murro em ponta de faca. E, de um trecho do livro em diante, é exatamente isso que Avery faz: esmurra a ponta afiada da faca com tanta dedicação que se fosse esporte olímpico, o pódio teria que ser dela.

- Mas estou me adiantando. Você só vai chegar a esta conclusão em uma cena no meio do livro. Até lá, temos adiamento de DR, porque Malik tem vontade de entender o que se passa na cabeça de Avery. Ela não é como nenhuma garota que ele conheceu antes e isso o encantou quando eles estavam juntos e ainda o encantava agora. Só que sérios problemas de comunicação atrapalham muito a história deste casal. Houve momentos que apenas leitura de pensamento resolvia. E como Malik não é um X-Men com estes poderes, teve que usar métodos mais normais e tradicionais para colocar tudo em pratos limpos.

- Nunca vi um sheik com tanta vontade de casar como Malik. Aliás, acho que nunca vi um sheik demonstrar tanto sentimento sem fingimento como Malik (porque, em outros livros, a confissão é sempre arrancada no fim, debaixo de um casamento por obrigação ou de um desejo que descontrola a ambos). E isso só aumentou a minha irritação com a Avery. Não sei o que eu queria fazer: entrar no livro, pegar a Avery e jogar em outro livro com um sheik-ogro ou catar meu kabong pra dar mais kabongadas nela que o Bambam com tacape novo para ver se ela se mancava. Como eu disse, você entende os motivos dela, mas a insistência é tanta que, se você for como eu, perde a paciência e a vontade de compreender.

- Outro comentário: itens fundamentais para levar para o deserto (caso você vá por livre espontânea vontade ou pressão): protetor solar, kit antialérgico (se você for como eu e tiver problema com areia, poeira e afins), lanterna ultravioleta (não sei como NUNCA pensei nisso antes, porque eu já sabia do detalhe sobre fosforescência que é contado neste livro) e o antídoto (ah tá que alguém me leva para o deserto sem uma maleta, freezer, sei lá o que com todos os antídotos disponíveis para tudo! Prevenir, neste caso, salva vidas – a menos que você tenha muito a simpatia da autora).

- Apesar da heroína traumatizada-mula-irritante, vale a pena ler este livro. Pelo menos, se toparem com um sheik como Malik vão entender o que se passa na mente dele mais rápido e evitar muito drama.

Faz parte de uma dupla de histórias: A vida privada de playboys famosos
Noite sem fim – Paixão 322 – Emma Gray e Lucas Jackson
Tenda da sedução – Paixão 324 – Avery Scott e príncipe Malik de Zubran

E ainda cita os personagens do dueto Ferrara:
Regra de Família – Laurel e Cristiano Ferrara – Paixão 289
Duelo de Corações – Fia e Santino Ferrara – Paixão 307


Bacci!!!

Beta 
Reações:

2 comentários :

  1. Malik: gostei de nome e de príncipe !

    ResponderExcluir
  2. Só tenho uma coisa a dizer: com um Mal daqueles, quem ia querer um Bem? kkkkk

    Essa mocinha era uma tonta,aproveita o bofe e para de fazer confusão, minha filha! kkkkk

    Excelente livro.

    Beijos!

    ResponderExcluir