quinta-feira, abril 11, 2013


Ciao!!!





Semana de Autoras Xodó e é claro que a Natalie Anderson faz parte. Sempre que encontro um livro dela, passo na frente. E não é que achei um aqui, das “antigas”, que ainda não tinha lido?
Ainda bem que o Abril Imperdível me ajuda a corrigir isso…

Amar, honrar e trair – Natalie Anderson – Modern Sexy 42
(To love, honor and disobey – 2010 – Mills & Boon Modern Heat)
Personagens: Ana e Sebastian Rentoul

Ana queria o divórcio do casamento-relâmpago para fechar de vez esta parte da sua vida e seguir em frente. No entanto, Sebastian queria ver como ela estava antes de se decidir e por isso, foi reencontrá-la, de surpresa, durante uma excursão na África. E era muito difícil resistir: porque ele era muito lindo, muito sexy, mas não tinha a menor noção do que ela realmente queria. Sem isso, eles não teriam futuro mesmo, porque só uma química não sustenta uma relação.

Comentários:

- Pessoas mais do que são em uma situação limite: o fim de um casamento. O fim de um casamento que aconteceu após um encontro, uma química intempestiva entre Ana e Sebastian. Ela pensou que tinha encontrado, de uma forma um tanto surpreendente, um grande amor e a chance de montar a família que não teve. Mas uma resposta sincera dele à uma pergunta dela acabou com tudo. Agora ela só queria o ponto final para poder seguir com a vida. Só não contava – até porque não conhecia – que Sebastian não gostou de ter sido abandonado e queria ter certeza de que o casamento acabou.

- Durante 1 ano, Sebastian não soube do paradeiro dela. Esperava que ela estivesse sofrendo (e ele pensa isso), mas ela estava linda, bronezada e confiante. Achava que poderiam continuar o que estiveram, mas ela estava reticente, na defensiva mesmo contra ele. E na viagem mais que testarem a capacidade de resistir à atração que havia entre eles, serve para que, finalmente, um conheça o outro. Aprenda detalhes da personalidade que não perceberam antes e possam entender o que motivou o casamento-relâmpago e a lidar com algumas consequências disso.

- À medida que a leitura avança vamos descobrindo elementos que tornam os personagens muito complexos. Sebastian deixa de ser um cretino insensível e vira alguém com um trauma (que várias pessoas podem ter enfrentado) e que, mesmo depois de adulto, ele não sabe lidar. E como Ana tem um trauma semelhante, toda hora influencia nas decisões que tomam. E resolver isso não vai ser fácil, em um passe de mágica. O livro conta essa história, de tensão, de tristeza, de trauma e de vontade de ser feliz.


Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Pois então ele esperava que ela estivesse às portas de sua morte ???!!! Ficando admirado por ela estar bronzeada, confiante, linda ???!!! Ele é pior que Jacob !

    ResponderExcluir