domingo, março 31, 2013

Ciao!!!





Pois é, falei minhas expectativas sobre este livro no post-chilique sobre os Lançamentos de Novembroda Harlequin Brasil. Com um resumo daqueles, tinha que ler assim que pusesse as mãos nele, né? E detalhe: sob pressão! Adivinha: #madrehooligan leu o resumo, viu que tinha aqui em casa e, ao invés de ler os livros da pilha DELA, ficou me atazanando! “E aí, liberou o mecânico?”. Pois é, com esse post, ele está liberado...

Fetiche de Mulher – Robyn Grady - Modern Sexy 64
(Every girl’s secret fantasy – 2012 – Mills & Boon Modern Heat)
Personagens: Pace Brodrick e Phoebe Moore

Pace era mecânico, da concessionária que cederia um carro para Phoebe, apresentadora de televisão de Sydney, usar nos próximos dias. Na verdade, ele já estava de olho nela há mais tempo e decidiu investir. Phoebe estava vivendo uma maré horrenda: azar no jogo e no amor. Na verdade, tinha acabado de decidir que procuraria o Homem Certo... E o mecânico bonitão da loja, cujo slogan era “A emoção da sua vida” estava ali, interessado e disponível. E, por que não aceitar algo sem compromisso?

Comentários:

- Sabe quando eu reclamo a torto e direito que queria ler livro de gente como a gente? Com problemas de gente de verdade? Pois é, este é um que atende ao meu pedido por boas histórias com personagens que a gente compreende e torce por eles.

- Phoebe é apresentadora de televisão e não anda muito bem, primeiro porque teve um caso com o chefe... Não deu muito certo e o safado se encarregava de tornar cada momento dela no trabalho miserável. O rompimento não tinha sido agradável e ela estava cheia de desconfianças sobre si mesma enquanto mulher – na verdade, seria apenas a etapa mais recente de uma crise que a acompanha desde sempre: a de ser a pessoa que não é a prioridade de ninguém. Por isso, no início, ela resistia ao charme e à cantada do mecânico, no entanto, como as circunstâncias os mantêm próximos, ela passa de curiosa à sedutora. Afinal de contas, se a fantasia de toda garota estava ali, disponível, por que não aceitar?

- Pace é lindo, gostoso, engraçado, sexy e determinado a ter uma noite de sedução com a mulher que ele achava linda e irresistível. Ao perceber o que havia além das aparências, ficou ainda mais interessado. A promessa de relacionamento sem compromisso é o pontapé inicial, mas logo, logo, eles vão perceber que estão demais interessados um no outro para não querer algo mais. Só que Pace também é mais do que aparenta: ele tem problemas, preocupações que podem exigir decisões e mudança de rumo de vida, só tem que saber em que estágio de interesse e relação ele e Phoebe estarão para entender se – e como – ela se encaixaria. 

- Um livro onde tem sedução, cenas hot e muito sexies, tem personagens que não são rasos e com problemas, erros e acertos que pessoas reais podem ter, diálogos divertidos, uma mulher que precisa se libertar de tudo que a restringe e um homem que precisa definir o rumo.

- Eu estou dizendo que você e eu temos muito em comum. Algo muito humano. Todos duvidam de si mesmos às vezes. Ninguém gosta de revelar isso. Eu sou eu mesmo com você. (p.179-181)

Moral da história: pegue e leia. Grandes chances de você não se arrepender. O meu vai pro armário, assim que #madrehooligan me devolver ;)


Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :