sábado, março 16, 2013

Ciao!!!




Não se assustem, porque andei muito enjoada na vida pós-Mestrado. Sabe quando você procura uma história legal, meio sem saber o que é e nada te satisfaz? Voilà, c’est moi! Arrisquei nesta série da Sharon Kendrick, lançada em dezembro. E continuo insatisfeita.

Jogo Perigoso – Sharon Kendrick – Paixão 310 (O dinheiro não compra o amor 1/2)
(Playing the greek’s game – 2012 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Emma Geary e Zak Constantinides

Zak estava convicto de que a empregada no hotel recém-adquirido pela família era indigna de se relacionar com o irmão caçula dele e tinha que tomar as providências. Munidos de conclusões, relatórios e uma ideia fixa, partiu para o ataque. Ao não conseguir intimidar Emma, tomou outro rumo: afastá-la do irmão, levando-a para trabalhar no hotel de Nova Iorque, onde estaria o tempo todo sob o controle dele. Emma não podia se dar ao luxo de perder o emprego, mesmo que tivesse que engolir a seco todos os desaforos preconceituosos que o chefe não perdia uma chance de despejar nela. E aquela atração que havia entre eles não era algo legal, mas estava se tornando quase inevitável.

Comentários.

- Preciso de algo muito forte para rachar um cabeça dura. Thor, seu lindo, você me empresta o martelo? Ok, sem martelo. Escolhi os livros da Sharon Kendrick porque gosto da autora, mas não consegui gostar dos protagonistas masculinos deste duo.

- Ok, temos a premissa de “arrogante quebrando a cara, mas antes, faz a mocinha comer o pão que ele pessoalmente amassou”. Zak teve uma suspeita de que Emma estava se insinuando para o irmão caçula, como forma de se manter no cargo de arquiteta responsável pelo hotel em Londres. Cargo esse, aliás, que ele tem certeza de que ela conseguiu seduzindo Ciro D’Angelo, o dono anterior (e protagonista-tapado-toupeira do outro livro da série). Para agravar, o relatório do investigador que ele contratou mostrou que ela tinha uma vida noturna agitada, foi casada com um astro do rock que morreu de overdose. Definitivamente, diante de tantos fatos, era óbvio que Zak precisava intervir e rápido.

- Portanto, ele a convocou para uma reunião onde, com todas estas informações, tentou incentivá-la a se demitir. Ao lidar com a resistência dela, #partiu plano B: transferi-la de hotel. Se o irmão dele estava em Londres, ela irá para Nova Iorque, trabalhar sob o atento olhar e vigilância dele. Afinal de contas, Zak já estava vacinado contra essas mulheres interesseiras, mercenárias, vagabundas etc e tal. Aliás, ele faz questão de deixar todos estes pontos bem claros para ela o tempo todo.

- Nem preciso dizer que Emma não é nada disso que disseram, né? E que ele fez uma interpretação muito rigorosa, preconceituosa e machista de fatos que não tinha todas as informações necessárias para compreender. E que ela embarcou nesta chantagem porque queria manter o emprego e fazer um favor a Nat, o irmão caçula do topeira-tapado, que viu a implicância como uma forma de finalmente ter liberdade. Olha que legal #sóquenão: usada pelo amigo como boi de piranha para distrair o primogênito mandão. Tá bem de amizade e de chefe a nossa querida Emma. E para agravar, nem quando a verdade começa a demolir as convicções do chato, ele não dá o braço a torcer. Reforça acusações e haja paciência!!! Enfim, não foi uma experiência agradável de leitura, por culpa, obra e arte do protagonista – ah, claro, ele tem um trauma que pode fazer com que você amoleça e tenha pena. Pois é, eu não tive. Cada um com seu trauma, vá para o terapeuta ou se resolva, mas não dá direito de sair por aí maltratando os outros (há uma cena, mais na reta final, que me tirou totalmente do sério. Daquela em que o mínimo que você pensa é em não ter nenhuma piedade do mocinho). Pena que Emma não teve a sorte de encontrar gente melhor na vida dela...

- O livro faz parte de um duo chamado O dinheiro não compra amor (e nem educação), as duas já lançadas:
Jogo Perigoso – Paixão 310 - Zak Constantinides e Emma Geary
Beleza Impura – Paixão 312 - Lily Scott e Ciro D’Angelo

- Links: Goodreads; Modern Books; My candy reads a lot; texto da Sharon Kendrick para o I heart Presents  e o site oficial dela. Ainda não achei reviews em Português. E veja outros livros dela no LdM.

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Um romance adorável com o que eu tenho de admitir que adoro ver: um machista preconceituoso tendo de engolir um brejo inteiro de sapos e pastar um pouquinho à seco !!!

    ResponderExcluir