quarta-feira, março 13, 2013

Ciao!!!




Quer um exemplo de como minha memória ficou comprometida pela dedicação excessiva-neurótica ao Mestrado? Eu não me lembro de quando comprei esse livro! Sério. Sei que foi antes de novembro, porque ele já estava aqui em casa no meu aniversário. O fato é que só consegui lê-lo agora (aliás, em um dia onde ele me acalmou bastante: a pendrive onde minha vida acadêmica, profissional e blogueira estava salva deu um piti e queria formatar. Tive que correr atrás de socorro pra lá de especializado (valeu, Ramon) pra não perder os arquivos. No fim das contas, deu tudo certo, mas foi um baita sufoco. Para me redimir, ele é o escolhido de março para a Maratona Feliz Desaniversário.

Prazeres da Noite – Sherrilyn Kenyon – Editora Novo Século
(Night pleasures - 2002)
Personagens: Amanda Devereaux e Kyrian de Trácia

Parecia um castigo – justo ela, a única da família que não acreditava em poderes e criaturas sobrenaturais estava algemada a um homem que era além da capacidade de explicação dela. Kyrian estava caçando um demônio que se divertia eliminando seus caçadores. E agora, Amanda estava encrencada. Muito encrencada. Descobrindo tudo que ela se recusava em acreditar. E atraída por um homem sem alma e sem coração, em um jogo de gato e rato onde tudo estava contra eles, que teriam que transformar o impossível em realidade para escapar e talvez algo mais que isso para ficarem juntos.

Comentários:

- Não faça o que eu fiz. Não leia este livro com outras coisas em mente. Sério. Ele não merece. É o típico livro que merece tempo, carinho, mimos e leitura sem interrupção. Não lembro quem comentou comigo que, se eu achei triste a história de Julian, de Amante da Fantasia (que é citado neste livro), acharia a do Kyrian 10 vezes pior. E foi mesmo. Ele foi vítima de uma traição que nenhuma pessoa merece. É para destruir o espírito, a confiança, o amor e qualquer outro bom sentimento que possa vir a nutrir por outros seres humanos. É o caminho de ida de Kyrian para o mundo dos renegados Caçadores Negros, a serviço da deusa Ártemis e livrando o mundo dos demônios que ameaçam a humanidade.  

- O destino dele cruza com o da contadora Amanda Deveraux. Que tem uma vida normal e chata. O máximo de romance que encontra são nas páginas dos nossos romancinhos (é citado um livro da Kinley MacGregor - e a Tonks explica por quê no post dela sobre o livro, que indico mais abaixo). Porque ela não acredita em mágica, em criaturas sobrenaturais e todos os etc. que fazem parte da rotina da sua família, incluindo a irmã gêmea, Tabby, que faz parte de um grupo de caça-vampiros. Justamente a família exótica que espantou o namorado igualmente normal e sensato, Cliff. E neste estado de rompimento de relação, Amanda foi confundida com Tabby, sequestrada por um demônio e algemada a um Caçador Negro. Pra quem não acredita, uma maravilha #sóquenão.

- E não vou dar mais detalhes. Vocês têm que ler, vale a pena. A autora tem uma narrativa que me atrai, com muitos diálogos, com humor, com sensualidade sem ser vulgar. As provocações entre Kyrian e Desiderius são impagáveis. Ao contrário do livro que introduz a série, este explica muito bem a rotina dos Caçadores Negros, de que forma eles atuam sem ser percebidos pela maioria dos humanos, a rede de contatos que estabelecem para ter apoio nas missões e saírem de encrencas – adorei a história do site, e quero ver Nick mais vezes (pressinto que ele vai aparecer nas próximas histórias). Aliás, já temos uma pista escancarada de quem é o próximo protagonista desta série gigante. E eu gostaria de reencontrar a família da Amanda - tudo figura!!! Guardadas as devidas proporções, me lembrou da dinâmica da Série dos Senhores do Mundo Subterrâneo (aquela, que eu ainda espero ler TODOS OS LIVROS IMPRESSOS): ambas lidam com temas que eu não sou fã (todos sabem que não morro de amores por tramas sobrenaturais) mas o fazem de uma forma que eu não consigo largar até chegar na última página. Ou seja, sim, lá vou eu de novo...

- E se Amanda pode ser o caminho para a redenção de Kyrian, ele pode ser o caminho para que ela finalmente se aceite como é, sem restrições impostas por um autopreconceito enorme. Só que isso passa por ela se libertar de si mesma e ele confiar em alguém, mesmo sabendo que teria que superar o trauma – horroroso – do passado.

- Links sobre o livro: Romances in Pink (que tem uma correção sobre uma tradução que atribui uma característica que o herói não tem), Sobre LivrosUm Livro no Chá das Cinco, Menina da Bahia, Dark Hunters Brasil, site oficial da autora (vale a pena visitar), no Goodreads e The Romance Reader

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. "Prazeres de Noite" será uma de minhas opções seguintes de leitura assim que eu terminar um romance que parecia prometer tanto mas deveria ser queimado inteiro !

    ResponderExcluir