domingo, novembro 11, 2012

Ciao!!!



Finalmente, depois de anunciado, chega a hora do terceiro livro da trilogia, que foi escolhido como meu livro para a Maratona de Banca. Este mês será dedicado a uma homenagem à Penny Jordan, autora prematuramente falecida há quase um ano. Os outros dois livros Troca desleal e Amor sob Medida já estão no Literatura de Mulherzinha.

Vamos ao que interessa...

Estranho Sedutor – Penny Jordan – Paixão 205 (Três Irmãs 3/3)
(Marriage: to claim his twins – 2010 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Ruby Wareham e Alexander Konstantinakos

Parecia um fantasma do passado: Alexander descobriu que tinha filhos! E com a última mulher indicada para o cargo de mãe. Parecia óbvio o que ele tinha que fazer. Ruby não acreditou quando ele surgiu na porta dela, fazendo todo tipo de acusação e dizendo que levaria os gêmeos embora. Ela impôs a condição do casamento, ele aceitou, disposto a não dar vida fácil à mercenária e salvar as crianças de ter uma mãe irresponsável, mesmo quando ele – e apenas ele – pensava isso.

Comentários:

- Vocês se lembram do que eu comentei no post de Amor sob Medida? “Meu sexto sentido mandou um recado meio ameaça-meio assustador: não reclame porque este será o melhor livro da série”. Sim, sexto sentido de escorpiano raramente falha. Depois de ler Estranho Sedutor, dou a Amor sob Medida o título de melhor livro da série disparado. Pelo menos em Amor sob Medida, ainda achei duas coisas legais sobre o livro. Aqui não achei nada legal.

- Seis anos antes, Alexander e Ruby fizeram sexo pelos motivos totalmente errados. Ela, ainda confusa pela perda dos pais, se envolveu com más companhias, acabou em um bar onde as marias-chuteiras caçam jogadores de futebol em Manchester, sofrendo as consequências de ter bebido sem ter costume. Acabou se envolvendo com ele, que estava irritado com as tramoias do avô que queria arrumar a todo custo um casamento por negócio. Aí ele com raiva, foi para o bar, se sentiu atraído por uma garota (de quem havia escutado uma conversa sobre pegar cara rico no bar), levou-a para a cama e a tratou sem a menor consideração porque pensou que ela estava acostumada a isso.

- Durante quase seis anos, ignorou o fato sob a desculpa que uma noite com uma vadia não merecia muito e seu pensamento. Até o dia em que a irmã chegou em casa com a foto dos meninos que tinha visto no aeroporto de Manchester. Elena tinha certeza de que eles eram filhos do irmão caçula, Nikos. Mas ao ver a foto, Alexander não teve dúvidas. Contratou uma investigação e foi atrás do que era seu.

- Ruby pagou caro pelo momento de rebeldia da adolescência: o dinheiro era contado, não havia supérfluos e se desdobrava para cuidar dos filhos, tinha o apoio das irmãs, mas a situação estava difícil e elas estavam a ponto de perder a casa. Sua vida foi invadida por Alexander que chegou fazendo acusações, despejando desprezo pela pobreza e dizendo que tomaria as crianças dela. Ao ser confrontado com o fato de que só casando teria acesso aos filhos, aceitou o desafio disposto a proteger as crianças da promiscuidade da mãe mercenária. Ruby engole o orgulho e aceita pensando no melhor para os filhos, mas tem uma hora que ela explode (ok, lá pro fim do livro, achei que ela o mandaria pro inferno, mas não durou o que ele merecia).

- Alexander Konstantinakos é um grego a la Lynne Graham que tomou anabolizante. Só isso explica como um personagem pode ser tão nojento, prepontente, desprezível, arrogante e egoísta. E sabe o que mais me irritou? Foi que ele tinha um relatório CORRETO sobre a vida de Ruby, que relatava que ela vivia para os filhos, sem relacionamentos e se desdobrando com a ajuda das irmãs para cuidar da casa após a morte dos pais. E mesmo assim, com um RELATÓRIO CORRETO (deve ser o primeiro do tipo que leio nestes livros, porque, geralmente, sempre falta a informação que leva à inocência do personagem) e com vários outros personagens dizendo sobre como Ruby era uma mãe amorosa e dedicada, ele insistiu em puni-la por uma noite de descontrole e por todos os crimes que imputava às mulheres (exceto a irmã e a babá Anna): vadias, loucas por sexo e mercenárias que se vendiam pela oferta maior. Preconeituoso nojento. Esse é o mocinho. E ele vai nesta toada até o final, quando toma uma atitude que é o fim dos fins de linha. Desculpe, não dá pra torcer por um cara assim. Exceto se a torcida envolver algum castigo doloroso e muito cruel. Esse é um caso de homem, como disse Rita Lee, que “Deus me livre e guarde de você”.

- E de novo, algo que me incomodou no segundo livro se repete aqui. Ruby e as crianças estavam no aeroporto se despedindo de Charlotte, que viajava para a Itália (onde acontecem os eventos do livro 2). Três irmãs tão unidas que não se comunicam em viagens! Se tivessem feito, Ruby saberia que, a essa altura, já tinha um cunhado grego rico (que se casou com a Lizzie) que poderia protegê-la do grego nojento que, por azar do destino, era o pai dos filhos dela. Pelo menos, acredito que ele pagaria os advogados e compraria a briga (tudo bem que Ilios também foi um poço de ignorância no livro 1, mas vamos admitir que ele já encontrou a luz redentora do amor e virou uma pessoa legal). Em nenhum momento, Ruby avisa às irmãs que o pai dos gêmeos voltou e muito menos que eles se casaram! PelamordeDeus, isso está pior que Romeu e Julieta, que morreram porque não havia serviço de entrega expressa dos correios na Verona de Shakespeare. As três só se reencontram no epílogo-fofura-da-felicidade-suprema, que termina com uma frase de Alexander que me fez resmungar o seguinte: “Ah, tá, quem não te conhece que te compre...”

- Enfim, só leia a série se você for muuuuuuuuuuito fã (ou não for como eu). Se não for, pode procurar outra coisa da autora.

* Trilogia Três Irmãs

The Wealthy Greek’s contract wifeTroca desleal  – Harlequin Paixão 201 (Três Irmãs 1/3)
The italian duke’s virgin mistressAmor sobre medida – Harlequin Paixão 203 (Três Irmãs 2/3)
Marriage: to claim his twinsEstranho Sedutor – Harlequin Paixão 205 (Três Irmãs 3/3)

- Links: site oficial da autora , no Fantastic Fiction onde tem uma página pro livro. Tem informações em Inglês no site da Mills & Boon, no Fiction DB, no Goodreads. Também falaram sobre o livro a Simplesmente Romântica, a Apaixonada por Romances, Leituras e Devaneios. E ainda, os outros livros da Penny Jordan que já estão no LdM!

Bacci!!!

Beta
Reações:

6 comentários :

  1. Bem, como todo o respeito a Penny Jordan, sua obra não me agrada, com raríssimas exceções.

    Sempre tem um casal sem noção, uma situação sem sentido, um final sem gosto de redenção...

    Este foi sem sombra de dúvidas o pior dos 3 da série. E essa coisa das irmãs não se comunicarem, nem criancinha de jardim da infância acredita que é possível casar, mudar de país, ser ameaçado e ninguém de uma família prá lá de unida sabe do que se passou... Não dá prá engolir.

    O mocinho, ou melhor, como diz a Suelen, "maucinho" é das criaturas mais imbecis e idiotas já vistas e a mocinha, ou melhor "idiocinha", sem comentários.

    Como disse a Beta, vale prá quem gosta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Beta!


    Eu me diverti bastante com a sua resenha. Principalmente quando você mencionou a música da Rita Lee, Romeu e Julieta e seu comentário sobre a frase final do Alexander.rsrsrs... Apesar de tudo, quero ler essa série, pois sou muito fã da minha querida Penny Jordan, mesmo já tendo desejado matar alguns dos seus mocinhos.


    Não me agradou saber que ele se chama Alexander. É uma ofensa aos mocinhos maravilhosos que possuem o mesmo nome!rsrsrs...


    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ah, mas não sou fã mesmo! Alias, li duas bombas dela esse mês que deixam esse seu livrinho até passável!

    ResponderExcluir
  4. Nuuussss, com a minha relação de amor e ódio com os livros da titia Penny, vou é passar beeem longe desse livro, afff..... #TôFora

    ResponderExcluir
  5. Penny Jordan deve ser amiga-irmã de Diana Palmer. Portanto melhor não ficar às voltas com esses livros estressantes. Prefiro Deborah Simmons e Hannah Howell e Margareth Moore. Aliás Nicholas De Burgh está previsto para FEVEREIRO na terra de Deborah Simmons e tem uma capa linda !!!

    ResponderExcluir
  6. Vc acredita que com essa sua explosão de raiva fiquei com vontade de ler o tal livro??
    Rio muito com suas colocações! Adorei
    Bjus Fabi

    ResponderExcluir