sábado, setembro 22, 2012

Ciao!


Sr. Grey?
Sr. Grey uma ova. Depois deste livro, com ou sem salto, você vai querer o Callum. E ele dispensa a desculpa de BDSM.

Saltos de Arrasar – Heidi Rice – Modern Sexy 60
(Cupcakes and killer heels – 2011 – Mills and Boon Modern Heat)
Personagens: Ruby Delisantro e Callum Westmore

Uma batida de carro, um flerte, tudo normal... No entanto, Callum ficou curioso com a mulher de personalidade vibrante e usou todo poder de persuasão para encontrá-la e convidá-la para sair. Sem compromisso. Uma conversa e dança em um barzinho... E depois, juntos, na cama dele, até o sol raiar. Aí, era para ser apenas uma noite (E QUE NOITE!), mas acabaram esticando para um programa inesperado. E o que deveria ter sido simples, se complica, confunde e como poderia dar certo se eles eram duas criaturas tão independentes e que se conhecem tão pouco...?

Comentários:

- Viu, gente, não é díficil ler história de gente de carne e osso. Ok, carne, osso e hormônios. Ruby estava descumprindo todas as regras de trânsito possíveis por uma boa causa (na opinião dela) e acabou envolvida em uma batida com uma Ferrari de onde saiu “um homem alto, forte, muito bonito, com cabelo escuro e curto, ombros largos e quadris estreitos. Seus olhos estavam escondidos atrás de um caro par de óculos escuros, mas o furinho no queixo e a barba por fazer esculpiam um rosto magnífico (...)” Oi? Er, eles conversam, se alfinetam, se provocam, flertam descaradamente e se despedem, sem um saber o nome do outro. Só que Callum (o bonitão) pega o contato da empresa que estava no carro dela, disposto a continuar na brincadeira.

- Pausa para um comentário: ponto para Ruby neste confronto onde houve charme, malícia, humor e atração com um desconhecido lindo. Porque eu estaria sentada no meio fio imaginando como pagar o leve estrago numa Ferrari (isso deve significar o quê? Uns três anos a pão e água?). Mas cá estou eu me prendendo em detalhes pouco importantes. O fato é que o supergato charmoso conseguiu ser tão persuasivo com a sócia na empresa que fabrica cupcakes (aliás, nunca comi, mas teve cenas que me deu uma foooome) e não precisou de esforço para localizar Ruby. Um homem daqueles batendo na porta e te convidando pra sair? Ruby não é burra. Aceitou e levou o moço pra dançar salsa. E a partir daí, a atração entre eles já estava colocando em risco o degelo nos polos e não é surpresa imaginar o que aconteceu em seguida...

- Foi A noite que não acabou. Ruby viu estrelas, cometas, Via Láctea, sol da meia noite, geada ao meio dia, aurora boreal tudojuntojá. GENTE. GENTE. GENTE. Achei que o livro pegaria fogo na minha mão. Um homem e uma mulher sem pretensão de compromisso eterno, apenas dar e receber prazer. Oi? Oi! OIE!!!

- Enfim, voltando ao que interessa, depois de um trembãodimaisdacontasô, era só recolher o que sobrou de corpo, cérebro, neurônios etc e voltar para a vida normal? Nananinanão! A partir daí começam as circunstâncias (ou destino, se preferir) que mantêm Callum e Ruby juntos por mais tempo que o previsto por ambos. E a partir daqui não falo mais nada. Por um motivo simples: este livro (que, por sinal, me lembrou muito os da Natalie Anderson, ao ponto de eu achar que a trama se passava na Austrália e é em Londres) é daqueles que vale a pena ler, acompanhar o “descascamento” dos personagens. Porque eles são muito mais, mas muito mais do que parecem. Não esperem desculpas esfarrapadas tiradas da cartola para que quem lê seja compelido a perdoar ou justificar as atitudes dos personagens (sim, já vi demais este filme em outros livros). Você recebeas informações que vão te ajudar a entender que pessoas são Ruby e Callum, por que motivo eles tomam ou é difícil tomar determinadas atitudes. Enfim, um daqueles que não abro mão de jeito nenhum – e não me importaria em ler outros assim.

- Este livro faz parte da microsérie Homens Indomados. O outro, já lançado e postado no Literatura de Mulherzinha, é o Amantes nos Negócios, da Kelly Hunter. E como disse antes, em comum, é a história de pessoas que precisam aprender a confiar de novo e encontram alguém que impulsionam a mudança.

- Linkitos: em Inglês, no Fantastic Fiction; no Goodreads; no Fiction DB; reviews no Harlequin Junkie, no Live Laugh Romance e nos sites das autoras Teresa Morgan e Louise Rose-Innes.

Bacci!!!

Beta
Reações:

8 comentários :

  1. Uau, esse deve ser bom mesmo! E pensar que cheguei a pegá-lo nas mãos qndo ele saiu nas bancas..... ='(

    ResponderExcluir
  2. UAU: que enredo !!! ^^ Tem muito açúcar para esta abelhinha ignorar !!! ^^ Aliás, por favor: o que é BDSM ??? Eu não falo esse idioma de frases abreviadas !!! ^^

    ResponderExcluir
  3. "Sr. Grey?
    Sr. Grey uma ova. Depois deste livro, com ou sem salto, você vai querer o Callum. E ele dispensa a desculpa de BDSM."

    Perfeito, Beta!!!!! O Callum põe o Sr. Grey, dominador trufa do pedaço no chinelo de dedos que não é Havaianas!!!! kkkkk

    Amei essa história, fica até difícil dizer se gostei mais do primeiro da microssérie ou deste. Mas uma coisa eu garanto, meninas, vocês não vão se arrepender!!!!

    Também achei muita similaridade com o estilo da Natalie Anderson. Mais um ponto positivo!

    E a Ruby? Faz com que a Anastacia mordedora de lábios e reviradora de olhos se torne tão, tão... sei lá, tão sem importância...

    Acho que estou irritada com os personagens do 50 tons porque acabei de ler o 2º volume e sinceramente... Beta, nem sei como você vai sair dessa! kkkkk

    Mas leiam Saltos de Arrasar, meninas! Arrasa mesmo!!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Sil

    Eu ia tentar te explicar o que era BDSM, mas aí a Barbara me salvou. Leia o post dela sobre os 50 Tons:
    http://indeath.com.br/2012/09/resenha-326-e-l-james-cinquenta-tons-de-cinza/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+InDeath+%28In+Death%29#axzz27J2WBQs0.

    E no mais, Saltos de Arrasar é muito melhor e vale a leitura!

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir
  5. Suellen

    Se achar de novo, pegue. Gostei do livro, me divertiu e emocionou na dose certa :)

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir
  6. Andrea

    Callum e Ruby são perfeitos! Amei este livro, ao contrário do 50 Tons. Eu recebi seu e-mail, vou tentar responder ainda hoje :)

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada, Beta: eu li aquela postagem de Barbara, compreendendo aquela sigla direitinho, que era muito mais significativa que tudo o que eu esperava (assustador !).

    ResponderExcluir