sábado, setembro 15, 2012

Ciao!!!




Para comemorar a edição 300 da série Paixão, da Harlequin, este fim de semana teremos uma microssérie Paixão. A boa notícia é que os dois livros já foram publicados. Adoro! Facilita a vida e evita o sofrimento da espera pela próxima parte. Isso já é um ponto a favor do duo Escândalo na Realeza. Outro é a autora: Jane Porter escreve muito bem histórias de príncipes e princesas. Não preciso de mais motivos, né?

Indigna para um rei? – Jane Porter – Paixão 292 (Escândalo na Realeza 1/2)
(Not fit for a king? – 2011 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Hannah Smith e Zale Patek, rei de Raguvia

Hannah atendeu a um pedido inusitado: trocar de lugar com a princesa Emmeline D’Arcy por algumas horas, para que ela pudesse resolver um problema. As duas eram incrivelmente parecidas. O problema foi que elas não conseguiram destrocar os lugares e Hannah embarcou para Raguvia, para se apresentar ao noivo. Zale sabia que a prometida estava se comportando de forma inadequada e não queria o casamento arranjado. Ele também não estava disposto a aceitar uma futura esposa imoral, mas as mudanças na personalidade de Emmeline e a súbita atração entre os dois o intrigaram a ponto de mantê-la por perto, até decidir se haveria ou não casamento.

Comentários:
- Ok, não precisa ser gênio pra ver – ainda no prólogo – que o plano da princesa Emmeline vai dar errado. A gente ainda não sabe o que está por trás do pedido desesperado, mas Hannah se compadece de sua sósia e troca de lugar com ela. Afinal de contas, que garota nunca sonhou em ter um dia de princesa?

- No entanto, ser essa princesa era um baita problema. Hannah não conhecia detalhes sobre a vida da princesa, então se enrola em alguns momentos. E ainda paga o pato pelo comportamento impróprio da Emmeline, acusada pela imprensa de fofoca e pelo noivo de ter mantido um relacionamento com um jogador de polo e de ter ido a Palm Beach para reencontrá-lo. Por causa disso, Zale a coloca sob suspeita o tempo inteiro. Mesmo não entendendo como uma pessoa pode se comportar de forma gritantemente diferente em um ano. Só que Hannah sabe que aconteça o que acontecer, precisa impedir que Zale desmarque o casamento, para o bem da princesa. E se torna cada vez difícil prever o que acontecerá, porque Emmeline faz contatos esporádicos, por mensagens que não dão o prazo de quando elas irão destrocar de lugar. Como tudo pode complicar, Hannah se encanta pelo noivo da princesa – mesmo sabendo que um final feliz entre eles seria impossível. Ela era plebeia e Zale só poderia se casar com alguém da realeza.

- Zale é mais que o típico príncipe mandão. Primeiro, a gente o considera muito duro, inflexível e, até insensível. No entanto, a autora vai tornando cada vez mais complexo o personagem ao desfazer as primeiras impressões ao longo da história. Ele não seria o rei, por ser o segundo filho, mas as circunstâncias da vida o levaram ao trono. Enquanto teve oportunidade, realizou o sonho de ser jogador de futebol (!!!) vestir a camisa de uma equipe da primeira divisão espanhola (!!!!) e levar o time de Raguvia para as finais da Copa do Mundo (!!!!!), mas a morte do pai o fez abrir mão do sonho de prosseguir no esporte e voltar para o país. Aliás, no início, achei que ele era sheik, até a autora esclarecer onde ficava Raguvia – vizinho da Grécia e da Turquia, na costa da Dalmácia (creio que seja na região da antiga Iugoslávia). E agora tinha chegado a hora de cumprir o acordo entre as famílias de Raguvia e Brabante do Norte. A aproximação desconfiada deles é bonita, mas sabemos que a verdade sobre Hannah vai cair como uma bomba – e fica a torcida para que eles sobrevivam e possam viver uma linda história de amor.

- Sim, temos a participação fantasma da princesa Emmeline – criando uma antipatia nos leitores, porque ela não resolve as angústias de Hannah, não decide e não dá uma data para elas destrocarem. Claro que teremos a explicação da incrível semelhança entre as duas. E fica no ar o que aconteceu com a princesa que virou plebeia – mistério que será desfeito na segunda parte da história.

Série Escândalo na Realeza:

1. Indigna para um rei? – Paixão 292 – lançado em Julho
2. Sem Aliança, Sem Passado – Paixão 295 - lançado em agosto

- Linkitos (todos em Inglês): no site oficial da autora tem uma página para o livro (com direito as capas nos EUA e na Inglaterra, além de informações de bastidores). Vale ler o artigo da autora no site I heart Presents dá mais detalhes de como surgiram as histórias (as duas versões o filme que ela cita como inspiração passaram no Brasil: veja as informações aqui). Há ainda informações no Goodreads; no Fiction DB; no Fantastic Fiction. Dois sites fizeram posts: Review by Molly e Peace Love Books. Se quiser ver, há outros livros da autora no Literatura de Mulherzinha.

Bacci!!!

Beta

ps.: Claro que eu fiquei encafifada com uma pergunta - em qual time Zale jogou. Em um ponto ele comenta que estava em Madri quando soube que teria que largar o futebol. No entanto, isso não significa que ele morava na cidade. Ainda não tive resposta, mas continuo pesquisando...
Reações:

2 comentários :

  1. Quantos pontos de exclamação sobre seu príncipe jogador de futebol !!! ^^ Mas pareceu ser um romance muito bom. ^^ Toca a vigiar bancas pela cidade inteira !

    ResponderExcluir
  2. Sabia que você ia ficar doidinha no príncipe jogador! kkkkk

    Enquanto lia só pensava nas suas reações descobrindo esses detalhezinhos suculentos! kkkkk

    Eu gostei desta história, o casal tem química e adorei os dois. Quando a Emmeline verdadeira... Bem, prá essa sobrou um sheik compreensivo demais prá criatura sem noção que ela é... Mas essa é outra história!

    Gostei do livro, vale a pena.

    Bjs!

    ResponderExcluir