domingo, agosto 26, 2012

Ciao!!!

Obrigada, Carlinha, Barbara e Crislayne por me ajudarem a conseguir a imagem!!!




Ok, nunca havia lido um livro da Linda Howard. Não sei ao certo o motivo. Creio que foi porque nenhum livro dela tinha caído na minha mão. Aí como compro muito livro no sebo, significa que as histórias dela não voltam para as prateleiras. E dizem as ratinhas de sebo que autora que não dá sopa, é a que você precisa ler. Pois bem, em um belo dia (nem me perguntem, não me lembro qual), não é que havia um livro das antigas dando sopa? Peguei, né? E aproveitando que a autora fez aniversário neste mês, vamos nós a um clássico de leitura obrigatória. E para me redimir, eis o post #600 do Literatura de Mulherzinha :D

Esposa ou Amante? – Linda Howard – Momentos Íntimos 234
(Duncan’s Bride – 1990 – Silhouette Books)
Personagens: Madelyn Patterson e Reese Duncan

Reese estava na luta para reerguer a fazenda, que quase perdeu por causa da ganância da ex-mulher no divórcio. Como o período mais crítico parecia estar sendo superado, chegou a hora de ele decidir que gostaria de ter uma família, para ter herdeiros. Desta vez, estava disposto a proteger melhor o patrimônio. Para isso, o casamento seria um acordo e ele colocou anúncio no jornal, deixando muito claro o que queria. Madelyn foi uma das mulheres que leu e respondeu. Estava disposta a encontrar uma vida para ela mesma e uma intuição lhe disse que o anúncio era o caminho. E lutaria por isso com todas as forças;

Comentários:

- Reese é uma rocha. Pode cair tudo em cima, que ele aguenta e encontra o caminho. Vindo de uma decepção das bravas, não apenas com o final do casamento, mas com a vingança mesquinha da ex-esposa que quis a parte dela em dinheiro, o obrigando a se desfazer de parte das terras e ter muitas dívidas. Agora que estava começando a se reerguer, decidiu ter uma família, para que seus filhos pudessem desfrutar da fazenda em Montana. Só que, para evitar outra rasteira, faria um contrato de negócio, sem envolver amor ou sentimento.

- Madelyn tinha uma vida confortável em Nova York, protegida pelo meio-irmão. Mas sentia que faltava algo, um propósito. Ao ler o anúncio no jornal de um fazendeiro que procurava por uma esposa ficou curiosa em saber que tipo de homem faz esse pedido. E sentiu as pernas bambearem ao conhecê-lo. Porque Reese era um daqueles homens capazes de fazer os hormônios femininos darem piruetas. E totalmente diferente de tudo que ela esperava. Pobre Madelyn, não teve a menor chance: se apaixonou à primeira vista. Reese também teve uma surpresa, porque Madelyn o lembrava da ex-exposa – e ele acreditava que isso não era bom sinal. No primeiro encontro, não houve acordo. No entanto, como as outras pretendentes também não foram o que ele pensava, Reese se viu atendendo a um impulso: ligou para Madelyn e propôs o casamento. E Madelyn nem pensou: aceitou na hora.

- Claro que não vai ser fácil. Reese é macho das antigas: eu sou o senhor da razão. Portanto ele acredita que tudo vai acontecer como ele quer, na hora que ele quer e bem entender. Só que, como Robert (o meio-irmão de Madelyn) destaca em uma conversa, Reese não tinha a menor ideia do quanto teimosa/persistente/determinada ela poderia ser. E os confrontos entre eles são fenomenais. Reese ainda está com a cabeça cheia de “ela vai fazer isso igual à outra” e não se cansa em deixar isso claro. Só que Madelyn é a protagonista com atitude que eu gosto tanto de ver e queria ver mais vezes. Para cada mulice do marido, ela se mostra tão inflexível quanto ele (a cena do frango me fez gargalhar no ponto de ônibus. Acho que deixei várias pessoas curiosas). Quer moleza? Vai comer pudim XD Enfim, Madelyn pode parecer frágil, mas é tão forte, dura e selvagem quanto o clima de Montana – e o marido que se virasse para dar conta dela.

- Não é à toa que este livro é um clássico. Aliás, leitura obrigatória. Encontrou, compre. Vai valer a pena. 

* Quem quiser conhecer a história de Robert, meio-irmão de Madelyn, leia Amando Evangeline

- Links: em português, no blog da Lady D’Arques. Já em Inglês, vá no Goodreads que tem página para a autora e para o livro, além do Fiction DB. Ainda em Inglês, tem reviews no All about romance; no The book binge, no Monroe with a twist e no Impressions of a reader.

Bacci!!!

Beta
Reações:

8 comentários :

  1. Oi darling
    Amando Evangeline não foi publicado no Brasil.
    Só temem versão ebook.

    Cadê a Harlequin para publicar em "primeiros sucessos" kkkk

    ResponderExcluir
  2. Beta, tenho para mim que a vida de Reese teria sido bem menos complicada se ele não passasse a impressão de que, mais que qualquer mulher (ao menos até Maddie aparecer), a coisa que ele mais amava não fosse o rancho. E sim, acho que ela o colocou no lugar direitinho. As cenas no restaurante são impagáveis.

    Abraços, Renan.

    ResponderExcluir
  3. Eu tb adoro esse livro pena que não tenho ele no papel, essa é uma daquelas raridades que a gente tem que dar sorte de achar, mas quem sabe um dia terei o meu no papel, tenho vários livros dela e gosto muito.

    ResponderExcluir
  4. Jura que nunca tinha lido?! O.o
    Se não me engano, esse tb foi meu 1º livro da autora. Adoooooro!!!!

    =)

    ResponderExcluir
  5. E agora, eu quero ler! Como eu faço hein, Dona Beta?? u.u""

    Não sei por que eu ainda venho ler suas resenhas! Sempre fico morrendo de vontade de ler o que você indica. HUAHAUHAUHA

    ResponderExcluir
  6. Huummm, tenho a impressão de ter lido esse livro, mas não tenho certeza. Aff... Idade chegando...

    Amando Evangeline eu tinha em formato proibidão no pen drive que o ladrão filho duma égua levou quando fui assaltada e, por isso, não posso te mandar, pena...

    Como assim nunca leu Linda Howard???? Te mandei montes de Linda Howard!!!!! Dá uma olhada aí nesse armário caverna de Ali Babá, devem estar soterrados!!!

    Sim, Linda Howard é tudo, nunca me decepcionou! Depois que você disser "abre-te Sésamo" pro armário, manda mais resenhas da Linda que a gente gosta!!!!!

    Vale o recado da Caroline Santos: cadê a Harlequin para reeditar na coleção Primeiros Sucessos????

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Reese Duncan ... Um nome diferente !!! Mas até que eu gostei desse macho antigo, com suas idéias empacadas, que combinariam muito bem com um rancho cheio de quadrúpedes em Montana !!! ^^

    ResponderExcluir
  8. Fiquei curiosa sobre esse livro quando você falou sobre ele aqui em Fortaleza. E claro tinha que vir aqui prestigiar a resenha. Amei.

    Bjs

    ResponderExcluir