sábado, junho 09, 2012

Ciao!!!



Este foi a minha primeira escolha para a Maratona de Banca, para o mês de maio, cujo tema é secretárias. Acabou trocado pelo outro livro da edição, que me pareceu mais engraçado e leve...

O sentido do amor – Carol Marinelli – Jessica 2 Histórias133 (Grandes Surpresas)
(Innocent secretary... accidentally pregnant – 2009 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Emma Stephenson e Luca D’Amato

Emma tinha aceitado uma missão que beirava o impossível: ser a assistente do milionário Luca D’Amato. O problema: resistir ao homem, que era lindo, sedutor e adorava encantar as assistentes, para demiti-las quando começavam a pensar em algo mais sério. Claro que ele não irá facilitar e ela precisa resistir. Só que as circunstâncias os aproximam - o que era para ser descompromissado, fica sério. Mas teriam coragem de assumir os riscos e as consequências disso?

Comentários:

- Este livro me enganou – não é que seja ruim, mas estava com vontade de ler o que ele parecia ser, não o que ele se tornou. Começou como comédia romântica – a secretária que precisa resistir ao chefe sedutor e virou um dramalhão – duas pessoas traumatizadas que acabam fazendo sofrer e sofrendo, onde tudo as coisas ficam pesadas de uma forma... eita. Pois bem, achei o início até engraçado, com ele a conhecendo – quando ela tinha acabado de ser dispensada de uma entrevista de emprego – e a convidando para ir a Paris. E ela rejeitou! Afinal de contas, o emprego era a prioridade, não o patrão. Emma está acostumada ao universo masculino, já que era a bendita entre os homens. A mãe havia morrido quando ela era nova demais para lembrar. Por sentir falta de alguém com quem ter essas conversas femininas e de mulherzinha, teve que recorrer às revistas especializadas (!!!) Sério! Tudo que ela precisa saber, aprendeu com revistas para adolescentes e para revistas femininas (e cita isso várias vezes).

- Por uma reviravolta, Emma acaba conseguindo o emprego na D’Amato Financiers. A função era simples: viver de acordo com os desejos do chefe, Luca, e escapar das cantadas dele (porque se caísse na rede, a data de validade dela no posto de assistente expiraria rapidinho). No entanto, as circunstâncias (leia-se: crise de identidade após uma descoberta inesperada) acabam empurrando a assistente-secretária para os braços do chefe lindão e sedutor. As regras são claras: compromisso nem pensar. E embora durante a convivência patrão-empregada fosse possível perceber que Luca não era 100% charme e glamour, como diz o povo da roça: tinha muito caroço naquele angu.

- Vamos falar sobre Luca. Por que gostei dele? Pelo nome, óbvio (amo esse nome de paixão – e antes que perguntem, nunca conheci um Luca. Meramente, uma cisma desta escorpiana). Ele consegue ser legal quando você menos espera (se não me engano, ele me surpreendeu duas vezes neste aspecto). E... cabô. O mocinho é siciliano. Daí vocês podem deduzir o que pode acontecer (pelo menos, no universo dos nossos livrinhos): temperamento forte, quer ter as coisas e as pessoas do jeito dele e a hora que ele quiser. Vai contrariar? Por isso é que os relacionamentos dele são com a regra: se envolveu, dançou. Não gosta de assumir compromisso com ninguém e com nada. Claro que, ao longo da trama, você percebe o qual é o caroço e o tamanho dele. Não vou falar o que é, mas deu vontade de dizer: filho, vai pra terapia. Conversar com um psicólogo ou terapeuta faz bem. Se não quiser falar com outro ser humano, arruma um espantalho, fala pro espelho, mas fala! Essa história de ficar guardando nunca dá certo. Uma hora estoura. E geralmente não vai escolher alvo. Nem preciso dizer: faz bobagem. E pra consertar, ele resolve fazer tudo certo. Haja paciência, né? Por que não fez antes???... tsc... tsc... tsc...

- A autora não tem site (pelo menos, não achei). Vale visitar o Fantastic Fiction e os outros posts publicados no LdM!!!

Bacci!!!

Beta
Reações:

2 comentários :

  1. Beta,eu acho que encararia esse angu... senti uma certa simpatia pelo Luca... e tenho cá uma simpatia com personagens com nome Emma... menos a Emma de @mor...
    E cá entre nós, tô louca para saber qual o caroço... =)
    Engraçado que quase sempre acho mais bonita as capas gringas...

    ResponderExcluir
  2. Sujeito arrogante, com caroço ou sem caroço !

    ResponderExcluir