domingo, maio 20, 2012

Ciao!!!





Milionário grego. Amante inocente. Bebê encomendado por acidente. E ignorado até uma reviravolta do destino... Já viu que é daqueles, né?

Sem Compromisso – Jacqueline Baird – Paixão 216 (Grávida!)
(The Sabbides Secret Baby – 2010 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Phoebe Brown e Jeb Sabbides

Ela não era mulher para ele – que sabia disso. Phoebe não era para ser mais uma amante de luxo do milionário grego, Jeb Sabbides, mas não resistiu ao charme e a sedução dele. Após longo tempo de relacionamento, tudo desabou quando Pheobe descobriu que estava grávida e que Jeb a considerava uma amante, não uma namorada. Após uma discussão e um aborto espontâneo, Pheobe despareceu da vida dele... até o reencontro em uma festa da embaixada grega anos depois. Jeb tem a sensação de algo errado e descobre que, sim, Pheobe teve o filho deles. Agora ele a puniria por tê-lo escondido dela!

Comentários:

- Apesar de ter uma trama já vista em outros livros “grego descobre que amante rejeitada teve o filho deles e resolve vingar o orgulho ferido”, esta da Jacqueline Baird traz alguns elementos muito interessantes. Primeiro, acompanhamos o antes, através de flashbacks, e o depois do bebê. Ou seja, sabemos o que aconteceu ao longo da história deles. Como Jeb via o relacionamento de um jeito e Pheobe via de outro, embora ambos foram avisados de que a realidade não era como eles imaginavam.

- Um dos pontos-chave do livro é o momento em que Pheobe conta a Jeb da gravidez e tem um “choque de realidade”: “Nenhum homem espera que a amante fique grávida” (...) “Eu lhe dei um carro, joias, roupas... Podia ter tudo que quisesse. Mas nunca lhe ofereci uma aliança de casamento. Sabia disso desde o início e concordava comigo. Se chegou a pensar, mesmo por um minuto, que podia me prender com um filho, que nunca pensei em ter, enganou-se.”. Depois, com a cabeça fria, Jeb decide que quase gostava de ter uma família, só que, neste meio tempo, Pheobe sofre um aborto. Ao ter alta e se ver sozinha no apartamento onde morava, ela faz as malas e foi embora.

- Passamos para a segunda etapa da história, quando Jeb reencontra Pheobe, descobre que o pai do filho dela e resolve exigir seus direitos. O diálogo entre eles quando Jeb chega no estilo “eu sou o bom, vingador e você vai me pagar” é um dos melhores que já li. Porque finalmente vejo um onipotente e onipresente levar um choque ao ser confrontado com o passado. Já que havia um outro lado em jogo – o de Pheobe – e ela nunca esqueceu o que tinha ouvido dele ao comunicar que estava grávida. E sim, Pheobe sofreu aborto e sim, ela teve o filho. Um caso raríssimo na Medicina, segundo consta no livro (e que alguns dias depois de eu terminá-lo, minha mãe viu numa manchete de jornal).

- A partir daí, eles vão ter que resolver a situação. Afinal de contas, o milionário grego não vai desistir e não vai desaprender a mandar e desmandar da noite para o dia (pelo menos nos livros, isso faz parte do DNA deles). Pheobe, claro, não consegue resistir a ele, mas sabe que precisa se proteger, porque teme o estrago que ele pode causar agora, não só na vida dela, mas também do pequeno (falante, tagarela, esperto, inteligente, mandão, ou seja, mini-grego em treinamento) Benjamin. Claro que há mais pontos nos diferentes momentos desta história que não posso contar, e apesar de Jeb tomar algumas atitudes que me irritam profundamente (talvez porque eu já tenha visto isso demais em outros livros), posso dizer rque o livro vale a leitura.

- Mais sobre a autora, aqui no LdM, no site do Harlequin e também no Fantastic Fiction.

Bacci!!!

Beta
Reações:

8 comentários :

  1. Você já ficou dividido entre o seu sonho e algo que também fosse importante? Até que ponto você iria para realizar o seu maior sonho? Do que você seria capaz de abrir mão para conquistar aquilo que você mais deseja na vida?
    Duas amigas vivendo na loucura metropolitana de São Paulo dividem um apartamento, seus sonhos, medos, objetivos, dúvidas.
    Em meio a histórias divertidas elas buscam alcançar a tão sonhada fama artística, sem perder o bom humor (as vezes ácido) das situações, mesmo quando as decisões são difíceis e decisivas para os seus destinos.
    Visite o nosso blog +25 e conheça a trajetória dessas duas personagens sonhadoras, intensas e neuróticas!

    http://mais25.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, gente!

    Olha, a Beta tem razão. Você pensa que é o mais do mesmo, mas a abordagem diferenciada da autora pesa e muito.

    O flashback é fundamental: ali vemos os motivadores dos doisk, pois temos a mesma questão sob a ótica de cada um deles, o que ajuda bastante no nosso envolvimento com a história.

    Apesar da Phoebe não conseguir resistir ao Jeb e dele ser grego com DNA de mandão dominante, ela não age de forma submissa nem ele vence sem batalhar.

    A hora da confrontação foi show. Enfim, o livro é simples, mas vale a pena!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. BETA, você vai ter que me explicar esse lance do aborto sim, filho sim por e-mail. Gente, como assim?

    Até fiquei interessada em ler o livrinho por isso. rsrsrs

    bjokas

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ok, eu fui vencida pela Máfia de Romance de novo: comprarei "Sem Compromisso", de Jacqueline Baird, pronto !!! Cáspita, eu adorei essa capa, eu adorei esse herói, eu adorei essa heroína, quero muito ler esse confronto titânico e quero muito saber como um aborto espontâneo poderia terminar em um bebê vivo !!! Beta, por favor, o que houve: aborto espontâneo em gravidez avançada milagrosa ou gestação de gêmeos com morte de um bebê apenas ??? Eu não pude pensar em outra hipótese e não vi essa reportagem, então socorra-me, por favor !!! PRECISO entender isso !!! Um e-mail ajudaria muito !!! Peço-lhe licença agora, Lady Beta de Literatura de Mulherzinha, mas eu precisarei fazer uma arruaçazinha em seu cantinho por consideração à Andrea. Muito obrigada !


    Pois então, Andrea, eu estou com quinhentos quintilhões de não-me-toques com Diana Palmer, portanto eu não sei se eu leria "Febre de Paixão" e "Romance Impossível" tão sossegada assim. ^^ Eu estou desviando e esquivando de "Coragem" e outros tantos (embora eu adore esse nome - Rodrigo). ^^ Mas eu adorei "Audácia", de Candace Camp, mesmo. Se bem que eu teria sido terrível contra aquele verme em minha vingança de fúria ! Eu estava em dúvida quanto a que livro ler porque não sabia se leria "Paixão e Vingança", que eu aprendi ser continuação de "A Bela e a Fera" graças ao Emotion Box, ou se leria "Refém Nas Terras Altas" porque eu queria muito conhecer aquele cavalo fenomenal ! ^^ Muito complicado escolher entre dois romances de Hannah Howell !!! Optei por "Paixão e Vingança" afinal de contas, que está sendo ótimo !!! Eu quero abraçar Farthing tanto quanto quero apedrejar Gamel (Bek) - aquele filho de um cão transtornado !!! Eu lerei "Refém Nas Terras Altas" em seguida, mas não tenho idéia de que lerei depois. Muito obrigada pela atenção e pela cortesia. Ah, saiba que eu estou pesquisando comprar toda saga de Família Biscoito, de Diana Palmer, graças à Beta Tracinha Faminta Pestíssima, porque ela fez com que eu ficasse curiosa em saber como um grupo de irmãos rústicos poderia ser tão fraco por biscoitos - uma coisinha tão besta - com o que ela, aquela peste, enfartará meu armário !!! À parte todas outras coisinhas interessantes daqueles biscoitinhos ... ^^ Eu estou interessadíssima nesse biscoito !!! ^^ Isso até seria uma iniciação light !!! ^^ Pronto: eu estou aqui às voltas com homens de Diana Palmer. Eu devo ter terminado de ficar louca ... ¬¬ Perdoe-me: eu não tinha recebido sua postagem-resposta pelo e-mail de acompanhamento, então estou respondendo arruaçado e atrasado por consideração a você (odioso não responder aos outros !). Ah de novo: você viu que eu ganhei Gerard Butler ???!!! Hein ?! ^^ NINGUÉM falou mais nada então eu dopei aquele escocês bonitão com uísque batizado, carregando-o para minha toca. YE-EEEEEHHHHH !!! ... ^^

    ResponderExcluir
  6. Certo, tudo resolvido: comprarei Família Biscoito (ai ...) !

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil!!!

    Tem problema, não. Mesmo atrasada, é ótimo ver a resposta. E ainda transtornando o cantinho da Lady Beta e bagunçando o coreto: até hoje nunca li um Hannah Howell ruim. Na verdade, os mais fraquinhos, por incrível que pareça, foram os de livraria. Não deixe de ler o Refém e depois dele todas temos uma lista interminável de delícias prá você ler! kkkk

    Por falar em delícias, para a minha vergonha, nunca li nenhum livro dos irmãos biscoito!!! Sério, tenho uma mega rinite alérgica selvagem e cheguei a ter uma infecção nas vias aéreas por causa de um livrinho comprado no sebo.

    Desde então, evito esses livrinhos com ácaros bicentenários e só tenho duas opções: ou compro os livros novos ou leio em ebook. Como muitas vezes não tem novo prá comprar, só me resta o ebook, que O-D-E-I-O e procuro ler só em caso de extrema necessidade, quando não me aguento e não tem jeito. Os arquivos que achei dos irmãos biscoito estão tenebrosos, apesar da boa vontade das meninas que os fazem, então, deixei prá lá...

    Beta, eu sei que você é analfabeta funcional tecnológica que nem eu, mas consulta o oráculo (Tonks, cof, cof, Tonks)e vê se não tem um recurso prá gente saber por e-mail se houve um comentário em um post que frequentamos. Facilitaria o acompanhamento e as respostas, mesmo que há tivesse passado algum tempo.

    Ah, Sil, acho que eu tenho esse da Jaqueline Baird. Não tenho certeza, mas acho que veio de brinde em um novo que eu comprei. Aliás, ô mês fraquinho, cruzes! Me manda um e-mail: andrea_jaguaribe@ig.com.br.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Zeus !!! Todas com uma lista interminável de livros para eu ler ?! Zeus !!! (obão !!!) ^^ Oh, puxa, rinite alérgica selvagem ?! ISSO É CRUELDADE !!! Tonks é um oráculo ? Hihihi ... ^^ LEGAL !!! Eu enviando um e-mail para você ?! Ok ! Muito obrigada pela compreensão e pela resposta ! ^^

    ResponderExcluir