domingo, janeiro 15, 2012

Ciao!!!



                                                Capa brasileira - by Mulheres Românticas

                                                                     Capas gringas

- Oi, meu nome é Roberta!
- Oi, Roberta!
- Eu confesso. Nunca li um livro da Lyn Stone.
* cri-cri, cri-cri, cri-cri*
- COMO ASSIM?
- Er... A... Bem... A Maratona de Banca 2011 vai me salvar!
- Oremos!
Deu pra entender por que este livro entrou na lista, né?

Tramas da Paixão – Lyn Stone – Clássico Histórico Especial 42
(The Arrangement – 1997 – Harlequin)
Personagens: Kathryn Wainwright e Jonathan Chadwick

Kathryn era a responsável por uma coluna de fofocas e estava determinada a desvendar o mistério em torno de Jonathan Chadwick. O antigo menino prodígio da música passara anos desaparecido e ressurgira encantando Londres com o seu talento e não disfarçando o desprezo pela alta sociedade que o assistia. Persistente, ela descobriu o refúgio onde ele se escondia e não hesitou em invadi-lo para descobrir o segredo. E essa atitude a levou a uma jornada sem volta – de confusão, paixões, ameaças, perigos. Afinal de contas, quem disse que desencavar a “verdade” é algo fácil?

Comentários:

- Quem procura, acha! Kathryn queria expor o talentoso músico Jonathan Chadwick na sua coluna de fofocas. Invadiu a casa dele e encontrou um jovem talentoso e apalermado e deduziu que era o irmão bastardo de Jonathan, que usava o talento dele para brilhar na sociedade. Tá achando confuso? Ainda não viu nada!!! Jonathan está endividado, ameaçado por um credor que quer um bem muito raro e pessoal dele, caso contrário... já viu, né? E Kathryn estava perto de receber a herança do pai... até descobrir que o tio dela cobiçava o dinheiro e estava disposto a tudo para conseguir. Acho complicado? Não viu nada. Aqui é aquela história de que, quanto mais mexe, “pior” fica para os envolvidos.

- Adoro livros com músicos. Apesar de ser a tecladista da Rhage’s Lollipops, gostaria realmente de ter algum talento musical (só tentei tocar Flauta e, diante dos meus esforços, SUMIRAM com a flauta doce que eu tinha...). Jonathan consegue ter tantas facetas que eu fiquei na dúvida se ele era gênio ou era louco. No início, confesso que não fui com a cara de Kathryn, afinal de contas não sou fã desse “jornalismo” sensacionalista e de fofoca, disposto a tudo para vender (tipo o que aconteceu com o tablóide The news of the world, na Inglaterra,  no ano passado). Sem contar que ela tem o dom de tirar conclusões a partir de fragmentos de informações – o que leva a sofrimento desnecessário...
- Gostei do estilo da autora, tem diálogos bem humorados e houve momentos em que achei que li uns 4 livros em um, tamanho o rolo que Jonathan e Kathryn precisam desembolar... Vou procurar outros dela para ler (sei que há uma série e que tenho alguns em algum lugar aqui em casa...)

- Links: site oficial da Lyn Stone, o Fantastic Fiction tem página para a autora e para o livro.

Bacci!!!

Beta
Reações:

5 comentários :

  1. Pra ser sincera, eu tenho os dois pés atrás com a Lyn Stone. Só li dois livros dela e achei as duas experiências traumáticas. Fujo como o diabo da Cruz.

    ResponderExcluir
  2. Uma série dela

    http://www.mulheresromanticas.com.br/search/label/The%20Knight%27s%20Brides

    É nela que tem uma das minhas resenhas preferidas... do livro A Jornada

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li este livro e nem lembro no momento se já li algum desta autora... Mas a história parece ser interessante e apesar do comentário da Lidy, aqui em cima, vou dar uma pesquisada e quem sabe eu me aventure? kkkkkkkk
    Bjus e sucesso.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie Beta!

    Da Lyn Stone, eu li somente o livro "Num Castelo Escocês" e gostei muito, vou anotar a dica desse aí, achei a resenha interessante ^^

    Beijos
    http://www.apaixonadaporromances.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oh, eu não costumo escolher romances dessa época, além dessa história sobre coluna de fofocas ter acionado minha antipatia ...

    ResponderExcluir