sexta-feira, outubro 14, 2011

Ciao!!!

Senta que lá vem história... Quando começa assim, já viu, né? Pois é, este é um post totalmente imprevisto - porque eu estava pesquisando para outro assunto. E que está nascendo no susto. Ou no estado de choque. Ou no susto chocado. Enfim...



Acabei de ver o último capítulo de Morde & Assopra. E estou tentando entender. Alguém me ajuda?

Primeiro, o Ícaro soube - numa porrada só - que o tal acidente de barco da Naomi não foi acidente (ooooooooooooooooooooh, mas isso qualquer um intuía deste o primeiro capítulo): ela se sentia abandonada e sufocada (peraí: como alguém que abandona, sufoca ao mesmo tempo?) pelo marido, que só queria saber de... robótica! Aí surgiu o Henrique (só mencionado. Não teve ator), que era o administrador e pessoa de confiança do cientista milionário - ele a seduziu com promessas e a levou para a cama. Consumada a traição, ele a chantageou para fugir. Eis a farsa do acidente: Naomi não caiu - ela se jogou do barco para fugir do marido que, repito, a deixava de lado e a sufocava ao mesmo tempo - sim, ainda estou tentando entender isso. (Tenho visões da Lynne Graham, Penny Jordan e Diana Palmer à frente da TV indignadas, pensando: "por que nunca tive essa ideia antes?") Mas calma, é pior que promoção da Polishop, porque o combo "o grande segredo de Naomi não acabou": Naomi não sabia, mas estava grávida do marido - ela diz que tem certeza de que era dele - e perdeu o bebê na arriscada fuga! Tá achando pouco? Tem mais!!! Ela ficou meio desequilibrada com tudo isso e a relação com o Henrique começou a degringolar... e, então, durante uma discussão, Henrique se desequilibrou - literalmente -, caiu da sacada e morreu! o.O Aí ela foi acusada de assassinato, foi julgada e inocentada. Pirou na batatinha de vez e foi internada no manicômio onde conheceu Amanda, auxiliar de enfermagem que brotou no meio da trama e resolveu que queria o dinheiro do Ícaro e morreu envenenada no capítulo de 5a. feira (ela colocou o veneno na champagne pra matar o cientista panguá e acabou bebendo o copo batizado - vilão de quinta categoria feelings, yeah, baby, yeah). Aí a essa altura, o Ícaro já tava desidratado de tanto chorar e me sai com algo do tipo: "Eu te amo. Eu também errei. Não fui um bom marido pra você." Sim, me trancaram num daqueles finais remixes de livro que eu ODEIO? Calma... Isso não foi o pior da novela!

A Celeste partiu com o fotógrafo para ser bbb, famosidade, enfim, capa de revista de nu masculino. E antes, largou o filho "Prejuízo" com a mãe, Salomé, o irmão, Marcos e a cunhada, Natália. Quer ser famosa e nunca mais voltar à Preciosa... A Salomé não recuperou o dinheiro e teve que engolir ser abrigada pelo filho, que agora ama a esposa e sabe que a mãe-jararaca não é uma santa. E Marcos e Natália estavam tão felizes que nem procuraram um carpinteiro para dar um jeito naquela cama nhec-nhec-nhec... E a ex-primeira dama venceu o prefeito nas eleições. Aí eles se reconciliaram e voltaram a administrar a cidade. - Enfim, uma mensagem subliminar que brasileiro não sabe votar? Momento conscientização: não desperdice seu voto. Ou não. Talvez esteja pedindo demais... e tenha sido só o desfecho de dois personagens da novela.

Aí veio a única parte realmente legal desta novela: Áureo (o impagável André Gonçalves) e Elaine/Élcio (Otaviano Costa) se apresentando montadérrimos numa boate com um fusca com lantejoulas até o último pedacinho de carenagem (sim, gente, restrição orçamentária: quem não tem o ônibus da Priscilla, vai de fusca - que foi como eles e os respectivos parceiros fugiram de Preciosa no capítulo da véspera (que foi o final decente da novela)! - ao som de hits como I'll Survive e We are family, com os apaixonados Josué e Sargento Xavier na plateia aplaudindo o sucesso deles. Imagino que seja toda a produção da novela e o autor - sim, o responsável por tudo isso - apareceu no palco junto com os autores, festejando (esse bloco era mesmo para festejar... porque o resto, enfim...)

 Aí veio o bloco "ou então felicidade é brinquedo que não tem". Sabe aquela coisa de sempre de que no último capítulo todo mundo está feliz, se casando, tendo filhos, correndo em slow motion na praia, no jardim de casa, ou numa festança na mansão ou na praia? Pois é, aqui não teve isso para uma personagem - Dulce (Cássia Kiss). O motivo da desavença entre dois autores-estrela (Walcyr Carrasco x Aguinaldo Silva) pagou o pato: desenganada pelos médicos ao longo da semana, hoje, ela recebeu unção dos enfermos e MORREU. Isso mesmo. M-O-R-R-E-U. Qualé! Sofrer a novela inteira. Ser humilhada na maior parte dela, para morrer? Que que é isso, redenção só no céu? No way! Cadê o milagre que o filho redimido dela queria? Cadê o milagre que ela merecia? Cadê o milagre que você, telespectador, que se estressou com notícias ruins, notícias duras durante todo o dia merecia ver na hora de lazer? (No meu caso, um agravante: passei por história parecida neste ano - rezei por um milagre que não veio. Não precisava me lembrar disso. Como escorpiana de berço, tenho memória suficiente.) A Cassia Kiss ganhou uma "grande cena de morte" para concorrer a todos o prêmios da TV (embora vai topar com uma Lilia Cabral superturbinada a todo vapor na novela das 8h, uma Ana Beatriz Nogueira doidona e uma Marjorie Estiano deitando e rolando no papel de filha patinho feio rejeitada no dramalhão mexicano à brasileira das 6h). Mas a moral da história que fica é: pobre se dá mal agora até em novela!!!

Último bloco e virou uma trama do tipo "o que é isso?": Julia (Adriana Esteves), Cristiano (Paulo Vilhena), Abner (Marcos Pasquim) resolveram entrar na tal caverna mal assombrada lotada de fósseis e foram seguidos por Tonica (Klara Castanho). Dentro da caverna, eles despecam em um túnel e chegam ao País das Maravilhas - quero dizer, ao Centro da Terra!!!  Gente, o centro da terra é lindo: tem céu, sol, mata, montanha, riacho, jangada, ar puro. Tem a cabeça do Titanossauro, que ela perdeu no terremoto do Japão lá no primeiro capítulo e aleluia, a missão de vida (na novela) da Julia está cumprida. Ah, só uns probleminhas: lá tem também os vilões John e Virginia que pegam Tonica como refém e exigem ser levados até os diamantes! Ah, tem uns dinossauros também. Uns velociraptors e um outro que não faço a menor ideia qual é (só vi Jurassic Park 1 e 2 e acabaram minha paciência e meus nervos). E por que toda vez que aparece dinossauro eles estão com fome? Falta comida no centro da terra? O fato é que os bichinhos lancharam os vilões enquanto a trupe bondosa fugia... Aí a Julia se separa do grupo e dá de cara com um velociraptor. Sim, um. Fim de novela não é como o primeiro capítulo - sofre seríssimas restrições orçamentárias (pra turma que não viu Jurassic Park, lá é mostrado o modus operandi deste dinossauro fofuxo: ele sempre ataca em bando - um distrai a futura refeição e os outros atacam). Enfim, quando tudo indica que a paleontóloga vai digievoluir (ou digiinvoluir) para fóssil (o que explicaria aqueles sonhos que ela teve durante toda a novela), o bicho cai duro, atingido por um dardo...e a câmera revela o que todos que acompanharam a novela intuíram: o salvador é o pai de Julia, que desapareceu quando ela era criança.

Tá achando estranho? Calma... Papi de Júlia (alguém ouviu o nome dele?) leva filhota e amigos até a cabana onde morava com Mami de Júlia (diante de tanta coisa surreal, não consegui prestar atenção no nome dela). E então, Tonica encontra os diamantes. Enormes. "É comum por aqui" - explica Papi de Júlia, que contou que eles chegaram a Xangrilá, digo, centro da terra por uma entrada no Himalaia, no Nepal. (não me manda sentar, eu vi a novela inteira sentada. Porque na vida real, eu acho que do chão a gente ainda não passa). Com o dinheiro conseguido através dos diamantes, Papi e Mamãe de Júlia montaram a fundação que bancava as pesquisas da filha, desde que souberam que ela queria ser paleontóloga. Aí acontece um tremor, todos se apavoram e você, telespectador, pensa: "Aham, como vocês vão sair daí agora? Cadê o Mamute e o Sid de A Era do Gelo pra guiá-los? Ou vai ter sapatinho de rubi, como os da Dorothy aí bate o calcanhar e suspira: "Não há lugar como o nosso lar..." e cai com o popozão na fazenda... Surpresa, nada disso! Papi de Júlia se sai com essa: "o centro da terra anda instável ultimamente. Por isso, nós vamos voltar com vocês" Tonica sumiu e aparece esbaforida. Eles pegam as coisas e Papi de Julia emenda: "Vamos que eu sei um caminho diferente de onde vocês vieram". Todos sobem na jangada e, na cena seguinte, estão do lado de fora! E a Tonica comemora porque encheu a mochila do pai de diamantes - a família que passou a novela inteira na pindaíba, agora está zilhardária!

Pausa: existem várias coisas a serem questionadas neste pedaço, por isso, me perdoem se esquecer de alguma:
- Papi e Mami de Júlia bancaram as pesquisas da filha, ao descobrir que ela queria seguir a profissão deles. E como ficaram sabendo? Que eu me lembrei, não explicaram o singelo detalhe de COMO eles ficaram sabendo. Porque, cá entre nós, duvido que os Correios - com ou sem greve - façam entregas no centro da terra-mundo e mundo-centro da terra. Só falta o belo centro da terra ter CEP e/ou os Correios oferecerem o Sedex Subsolo - entrega garantida se os dinos não lancharem os mensageiros!!!
- E já que mandavam os diamantes para a superfície e sabiam um caminho seguro de saída, por que não voltaram pessoalmente e procuraram a filha pra dizer que estavam bem? Não, laragaram a garota sob os cuidados do avô!!!
Moral da história: Julia está feliz por ter reencontrado os pais que a trocaram pela maior parte da vida por dinossauros!!! o.O
Moral da história 2: Júlia achou o Vale Encantado em seis meses e os dinossauros ainda o estão procurando uns 10 desenhos animados depois... (quem leu desculpe por repetir o que disse no Twitter, mas achei que valia a pena!!!)
Moral da história 3 (também by @bluebeta):  Ir e voltar do centro da terra versão "paraíso é aqui" é moleza. É tipo: 
"querida, tô indo ali no centro da terra e já volto!"
"tá amor! Traz o leite na volta"
"podexá, querida!"
o.O

Reta final MEEEESMO da novela: Ícaro e Naomi estão muito felizes e esperando um bebê, Júlia e Abner se casam, Zariguin arruma uma Zariguinha (e a Dulce morreu, coitada), a mini-vaca cresceu, um dálogo diz que a vida é morde e assopra e que a gente encontra felicidade no meio do caminho, aumenta o volume do Luan Santana e FIM!

***
Minhas considerações finais:

- E pensar que eu estava chiando da atual novela das 6. Disse e repito, a cada dia, tenho certeza de que a Thalía vai surgir ali cantando que é a maria qualquer coisa. Porque  "A vida da gente" mais parece uma novela mexicana made in Globo - só tem desgraça. Deprimido fica ainda mais deprimido vendo tanta tristeza condensada em um capítulo...
- Ok, até para novela de ficção ou realismo fantástico ou viagem ao fundo do mar ou vamos delirar tchurma tem limite, né? Pelo visto, a próxima vai se passar em uma galáxia muito distante, com uns moços que são monges guerreiros com espada coloridas e um vilão que é o pai do mocinho... Ops, já vi esse filme!!!
- Tive medo que segunda feira começasse Elo Perdido - Via Brasil no horário das 7h
- E eu que achava que Kubanakan era a novela mais sem noção de todos os tempos (juro que não entendi o que aconteceu nesta novela e nunca encontrei alguém que me explicasse) e que as tramas da Gloria Perez eram o cúmulo da sandice televisiva.
- QUERO TI TI TI DE VOLTA!

Bem, é isso. Espero que tenha ficado ao gosto do freguês, tá, @in_death? E se quem quiser usar este espaço para desabafar fique à vontade!

Bacci!!!

Beta (ainda processando o final da novela em busca de algum sentido...)

ps.: Pergunta premiada: ir ao centro da terra é a) mais b) menos c) dá na mesma velocidade de ir ao Marrocos ou à Índia nas novelas da Gloria Perez?
ps.: Por sorte, a próxima novela terá o Ricardo Pereira causando altos déficits de atenção...
ps.: Sim, isso que eu contei não é delírio meu. Passou hoje entre 19h30 e 20h30 na TV Globo e será reprisado amanhã. E não, não pretendo ver de novo. Uma vez só basta, né?
Reações:

13 comentários :

  1. Pois é fiquei perdidinha nessa trama mau tramada... o.O

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Drama: assistir ou não assistir ?!

    ResponderExcluir
  3. uhauahuahuaha
    Adorooo seus surtos, por isso sempre dou força (torro o saco, pentelho mesmo) pra você transformá-los em post!

    Beta, só aguentei aquele final por causa dos seus comentários. Sério, como, porque, qual a motivação de estragar a novela assim?
    Ok, ok, eu não vi a novela toda. Eu vi a primeira semana, uma semana no meio e a semana final. Qualquer capítulo entre isso foi mero acaso rs
    Mas até onde eu entendia estava tudo tão divertido!
    Acho que metade dos colaboradores escreveram o capítulo de quinta e a outra metade o capítulo de sexta. O da sexta é que virou \"capítulo de quinta", porque, né?

    Nem dá pra dizer que o plágio fez a festa na globo, porque a versão deles do "Vale Encantado" e da "Ilha Perdida" é tudo no centro-ensolarado-da-terra.
    Notou a brisa suave que movia as árvores? A iluminação "por do sol eterno" que banhava nossos heróis, mocinhas e vilões?
    A única coisa condizente do final dessa novela foi a espalha brasa da Tonica se perdendo toda hora e se metendo em confusão... porque, pela nossa senhora padroeira das Marias do Bairro, o resto do final foi uma esculhambação.

    Ah, e a novela das seis ninguém sabe ainda, mas ter co-autoria do Nicholas Sparks! Desgraça-pouca-é-bobagem comanda! hauahuahuaha

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkk Odiei o fim dessa novela, muita viagem mesmo! Concordo com vc, o fim da novela foi Áureo e Josué, Sargento Xavier e Pirulitona! O melhor de toda a semana!!! E toda a novela...

    P.S.: Só eu que prestei atenção nisso: "Vamos que eu sei um caminho diferente de onde vocês vieram" E eles apareceram no mesmo lugar onde antes Júlia e cia. tinham entrado. oO

    Abs.

    ResponderExcluir
  5. Você assistiu Transas e Caretas? O que valia a pena lá era o Zé Wilker e a Nathália do Valle. Ah, detalhe: a temática da novela era a mesma: o futuro, robôs, etc. Ou seja, não dá certo!

    Vergonha alheia pelos atores. kkkkkkkkkkkkkk, bjs.

    ResponderExcluir
  6. Afe! Perdi meu tempo vendo esse finalzinho chumbrega! Realmente, a unica coisa que prestou foi o final do Aureo e da Elaine. Esse núcleo deu gosto de ver!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Beta.

    Parabéns! Dessa vez você arrasou! Morrendo de rir aqui!

    Depois de tantas decepções, faz séculos que não acompanho mais novela do horário das 6 e 7.

    A única que ainda assisto parcialmente é a das 9.

    Sempre me decepiono com os finais. Parece os livros adaptados para o cinema. Acabam sendo frustrantes!

    Mas uma coisa boa vem daí: Diversão garantida para nós pobres mortais!

    Nossa, Ba! Ressuscitando "Maria do Bairro". Adorava essa novela! hauhauhau.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    E minha mãe chorou vendo a novela, agora eu me pergunto como??
    Anyway, graças a Deus eu não assisto novela! hahahahaha

    ResponderExcluir
  9. Adorei seus comentários sobre o final, pois fiquei chocada com os ridículos da novela. Quando cheguei em casa e liguei a televisão e vi a Dulce morrendo pensei sofreu a vida toda e no final morre? O que é isso? Não aguentei mudei de canal e quando volto vejo o 'Elo perdido'. Nunca vi um final de novela tão absurdo, e olha que não acompanhava a novela todas as semanas, via somente alguns pedaços, mas dava para saber tudo e esse final foi um dos piores que já assisti!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Não assisti ontem, nem hoje... já imaginava o fiasco... mas pelos seus comentários percebo que foi bem pior do que pensei....

    ResponderExcluir
  11. Sempre dou uma passada para ver seu blog. Adorei seu comentário sobre morde e assopra. Pra falar a verdade nunca gostei da novela mas final é sempre final.E lá vai eu assistir. Conclusão: as novelas da Globo estão cada vez piores.Alguém percebeu que nos cafundó dos Judas tem alta tecnologia , energia elétrica, computadores . Só faltou a Julia entrar no ciber café cheio de dino twittando e postando no face.

    ResponderExcluir
  12. ainda bem que não fui só eu quem achou esse último capítulo o fim da picada!

    Até o realismo mágico tem seus limites... Mas valeu pelo Áureo/Josué e Sargento Xavier/Pirulitona! E você falou a mesma coisa que eu pensei na hora: quem não tem ônibus de Priscila vai de Fusca!!! kkkkkk

    Mas vamos pensar que acabou, é melhor assim!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Beta, além do final na boate, outro fim que valeu a pena foi o de Salomé: depois de tantos "planos infalíveis", a "velha medonha" e muiquirana terminou pobre e como empregada da nora que desprezava. A propósito, Marcos demorou para acordar: aquela ladainha repetitiva de "Minha mãe é uma santa", principalmente quando a bruxa aprontava todas na frente dele, era irritante!
    Quanto à novela das seis, não sei quem é pior, se a mãe tirana, insensível e injusta vivida por Ana Beatriz Nogueira ou a técnica tirana, insensível e injusta (e mãe idem) interpretada por Giselle Froes.

    Renan.

    ResponderExcluir