domingo, setembro 04, 2011

Imagem retirada do site Romances in Pink

Sim, confesso minha pirraça com livros da NC. Só leio casos excepcionais e, geralmente, por indicação. (afinal de contas, quem em sã consciência quer gastar dinheiro para passar raiva?) Foi este o caso. Estava no sebo e a Ziláh me falou desta série, que lá estava completa – com os cinco livros (daqui a pouco, volto a falar mais sobre isso). Aceitei o conselho, trouxe para casa e retirei todos para leitura em sequência...
Ah, sim, passei raiva.

Duque Apaixonado – Sally MacKenzie (Nobres Apaixonados 1/5)
(The Naked Duke – 2005 - Kensington)
Personagens: Sarah Hamilton e James Runyon, duque de Alvord

A Inglaterra era realmente estranha e diferente, com regras um tanto incompreensíveis para Sarah, que viera dos Estados Unidos em busca dos parentes por parte de pai. Mas no meio do caminho, havia uma pousada, onde ela dormiu sozinha e acordou acompanhada por um homem nu! A partir daí, vira uma corrida contra o tempo para evitar que o escândalo estoure e comprometa a reputação dela: James quer casar, Sarah não quer e um parente quer James morto para herdar o título. Quem leva a melhor? Só lendo para saber...

Comentários:

- Vamos às coisas boas: o livro tem humor, muito humor, excelentes tiradas e diálogos, o que me ajudou pra caramba em um período de reta final das aulas do primeiro semestre do Mestrado. O duque de Alvord, James Runyon, é excepcional: tem humor, é determinado, persistente, engraçado, honrado e, considerado um excelente partido, caçado desesperadamente. Por causa disso, confesso que me bateu o desespero e causou grande irritação a teimosia de Sarah em rejeitar o pedido de duque. Por favor, qualé? Alguém conta para ela que o mundo anda difícil ultimamente, faltam homens bons disponíveis e casamento não significa fim da independência (pelo menos, James tinha esse bom senso de gostar de Sarah do jeito que ela era). E achei meio sem noção o motivo dela rejeitá-lo: a maledicência do primo que o queria morto, que revelou para ela que o apelido de James era Monge – o que a levou a deduzir que o duque era namorador! Oi? É um baita exercício de ironia (ainda mais porque as línguas venenosas provavelmente escolheriam outra alcunha se fosse o caso, né?)

- Ao longo do livro, vamos conhecendo outros personagens que ganharão suas próprias histórias. E algumas coadjuvantes casamenteiras que tentam juntar o casal (James não se opõe. Sarah fica estressando até que o casamento seja a única opção)

- Aí pesquisando, descobri que a Tonks já havia feito resenha sobre este livro e revelou algo que desconfiei ao ver a capa original – Duque Apaixonado (The Naked Duke) originalmente é um livro de livraria com cerca de 300 páginas. Na versão em português, teve 159. Talvez, as coisas que me deixaram confusa, como a desculpa (esfarrapada, na minha opinião) de Sarah para não se casar com James estejam mais claras no texto integral. O que leva ao motivo da minha raiva: para que editar? Se a autora quisesse, teria criado uma história menor. Não li ainda o original para saber, mas temo que este livro e toda a série já publicada tenha sido mutilado por causa de um formato. Você merece? Pois é, nem eu!

- A autora tem site oficial, blog, FB. Na lista de livros publicados, tem a cronologia das tramas que ela escreveu:

Naked Nobility
Readers have asked me if it's important to read the Naked books in order. I don't think so--I didn't write them in the order they "happened." But it can be a little confusing, so here's a rough chronology:
1816--The Naked Duke, The Naked Baron, and "The Naked Laird" (in Lords of Desire), roughly concurrently--the Laird takes place during the Baron
1816, a few months later--The Naked Marquis
1819--The Naked Earl and The Naked Viscount, roughly concurrently
1820--The Naked Gentleman
1821, February--"The Naked Prince" (in An Invitation to Sin)
1821, a few months later--The Naked King (coming in June 2011)

- Até agora, foram lançados 5 os 7 livros da série. Sendo que o terceiro livro – Conde Apaixonado – aqui foi lançado como o quinto! o.O E a ordem da série é esta, segundo o Fantastic Fiction:

Naked Nobility
1. The Naked Duke (2005) – Duque Apaixonado
2. The Naked Marquis (2006) – Marquês Apaixonado
3. The Naked Earl (2007) – Conde Apaixonado
4. The Naked Gentleman (2008) – Cavalheiro Apaixonado
5. The Naked Baron (2009) – Barão Apaixonado
6. The Naked Viscount (2010) – não lançado em Português
7. The Naked King (2011) – não lançado em Português

- E transformar os personagens “nus” (versão original) para “apaixonados” (versão brasileira) evita um grande chamariz para leitoras curiosas... Afinal de contas, você compraria um livro chamado "O Duque Nu"? XD

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Oi, consegui ler os livros publicados e também senti que foram mutiladas as histórias, se era uma série histórica deveriam ter publicado como Clássicos Históricos e também seguir a sequência correta, pois para ler fica difícil, sofri para montar uma série e poder ler, levei seis meses para completar.
    Sua resenha estava ótima!

    ResponderExcluir
  2. Oi, sempre que eu procurava essa série encontrava coisas confusas agora entendo que é por culpa da própria editora.
    Li algun livros dessa série, mas fora de ordem,até comecei a ler esse, mas fiquei sem paciência com a protagonista, bom saber que não fui a única =)

    ResponderExcluir
  3. Ora, bolas, e eu que imaginava que eu tinha conseguido essa série completa, com cinco livros ! Você indicou sete, mas não são nove naquele comentário de sua autora ??? PUXA ! Eu lembro de eu haver indicado esta série para você e de você ter respondido que iria esperar que tudo fosse publicado para comprá-la. Tadinhas de nós ! De 300 e tantas para 159 páginas foi uma perda de uns 50%. Como eu odeio mutilação de texto ! Literalmente: eu emputeço quando estou lendo um livro e vejo aqueles três asteriscos (***) no meio de uma página. Uma de minhas professoras ensinou que isto significa corte de texto. Grrr !!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua resenha. Apesar de vc não gostar dos livros NC eu acompanho desde sempre porem só vim saber dos cortes a pouco tempo e passei a entender porque as vezes o livro tem passagens que ficam sem sentido, não vamos entrar nesse detalhe rsrs sua resenha esta maravilhosa e confesso que vi o livro com outros olhos,pois já tinha lido e repassei depois dela. Parabéns.

    ResponderExcluir