domingo, julho 24, 2011



Mocinha menosprezada e humilhada. Vilã influencia para que mocinho a despreze. Reencontro anos depois, ainda há atração, mas não há confiança. É as coisas não serão as mesmas. Já viu essa história? Sim! E com certeza, alguma da Diana Palmer sobre isso. Mas aposto que esta aqiu vai te surpreender.

Dura Vingança – Diana Palmer – Rainhas do Romance 46
(True Colors – 1991 – HQN Books)
Personagens: Meredith Ashe e Cy Harden

Seis anos antes, Meredith era uma adolescente órfã, tímida e apaixonada que tinha sido injustamente acusada de um roubo e expulsa da cidade natal, desprezada pelo homem que ela pensava que a amava. Agora estava de volta, para romper os laços que faltavam com o passado – segundo o que todos pensavam. Mas o que apenas ela sabia era que chegara a hora de acertar as contas. Cy Harden a considerava uma ladra interesseira, mas não resistia a ela. Imaginou que poderia ser como antes. Só que agora Meredith era mais sábia, mais madura e, apesar de ter atração por ele, sabia que seria uma adversária à altura para os desafios que ele pensasse em criar...

Comentários:

- Temos o esterótipo de sempre: herói todo poderoso é levado por tramas de outras pessoas a externar o que pensa da heroína que o amava com todo o seu coração. Sim, quando ela precisa de Cy, não tem a confiança retribuída. No caso de Meredith, é humilhada e expulsa da cidade. E não me apareçam com atenuantes - ele não sabia que era mentira (aham, e fica contra ela sem ao menos questionar as fontes?), nem sabia que ela estava grávida (e não merecia saber) e diz que se arrependeu dois dias depois (tarde demais) e sofreu todo o tempo seguinte (ah ta!).

- Para infelicidade dele, a mocinha da vez não é o “normal” de Diana Palmer, aquela tipo “chora, me liga, implora meu beijo de novo”. Que aceita ser pisada, ser capacho, babá, empregada, presentada com migalhas e humilhada com estrondo. Meredith poderia ter se tornado isso, mas graças a Deus, uma limusine com um milionário solitário cruzou seu caminho: Henry quis cuidar dela, assumiu um filho que não era dele, a protegeu e, mais tarde, treinou para ser sua sucessora. Quando ela assumiu parte da empresa do marido, após a morte dele, percebeu que poderia se vingar - bastava incorporar a empresa de Cy: faria bem para os negócios e lhe daria a chance de fazer a família Harden pagar pelo que fizera com ela. Ela volta se fingindo de cordeiro, mas na verdade era muito mais lobo que o próprio Cy. É novamente humilhada, mas desta vez, nada que a surpreendesse. Só que nem todo mundo nasceu talhado para a vingança e o plano de Meredith tem umas falhas vitais, mesmo assim, ela lida muito bem com as conseqüências. Ao contrário de outras heroínas, ela é inteligente e teve chance de desenvolver seus talentos – e por isso se tornou uma adversária muito mais perigosa do que o Cy poderia prever. E cá entre nós, obviamente, Cy não previu tanto perigo, porque é um herói comum da Diana Palmer que não concebe outra alternativa a não ser ele estar no controle. Imagine o final...

- Vou tentar não dar detalhes, porque este é um livro que vale a pena ler! Finalmente um herói tapado da Diana Palmer tem alguém que o enfrente à altura. Uma história que não sairá voando pela janela. E deixará você com o mistério de: se a Diana Palmer consegue criar esta trama, por que, meu Deus, ela nos tortura com outras histórias abaixo da média??? E eu fico com a sensação de que Cy pagou pelos erros que cometeu, cometeu outros (e ele é do tipo persistente, insiste no erro até cansar a gente porque ele deve estar ligado numa bateria Duracell), foi perdoado... Mas eu ainda acho que ela era muita areia para o caminhoneiro dele. Ah, tá. Este livro não se passa em Jacobsville, apesar de você ter certeza do contrário.

- E para ninguém ter dúvida: adorei o livro. Sempre que um herói tapado da Diana Palmer quebra a cara é ótimo. Sempre que a heroína sai do padrão pasmaceira e bota para quebrar melhor ainda.

Bacci!!!

Beta

ps.: Menção honrosa para o Sr. Smith - praticamente um homem multiuso (motorista, segurança, babá, empregada doméstica, amigo, conselheiro, guia espiritual) que deveria estar a disposição para todas nós em um daqueles canais de venda com entrega imediata e parcelamento a perder de vista...
Reações:

9 comentários :

  1. Hum... acho que NÃO tenho esse livro... preciso remediar isso já... afinal ele não se passa em Jacobsville e

    " Sempre que um herói tapado da Diana Palmer quebra a cara é ótimo. Sempre que a heroína sai do padrão pasmaceira e bota para quebrar melhor ainda."

    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Já quero ler só para ver um mocinho tapado da Diana Palmer tendo o que merece, pelo menos uma vez =P

    teh mais

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho esse!
    Vou já tirar a poeira dele, porque um DP sem uma mocinha lesa merece ser lido imediatamente!!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro esse livro. Acho um dos melhores da Tia Palmeirão! Amo quando os mocinhos também sofrem:P

    **SPOILER ( mais ou menos)**





    Só não gostei que a mocinha ficou depois td amiga da mãe dele**



    *******

    Bjos!
    Thaís
    @sweet_lemmon
    http://umaconversasobrelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Beta morri de rir com seus comentários e resolvi ler o livro para matar a curiosidade e foi tudo de bom!!!!!!!! rsrsrsrsrsr
    Outro que me causou grande surpresa foi O senhor dos corações da Carol Marinelli. Pelo resumo você pensa mais do mesmo. Mas logo nas primeiras paginas vc percebe que ele pode até levar a melhor mas que ele vai ter que rebolar muito para chegar lá a isso vai. rsrsrsrsrsrsrsrsrs Sugiro que leia e depois nos conte o que achou. Sua ira escorpiana contra homens que se acham a ultima bolacha do pacote vai ficar feliz como a minha virginiana. Apesar que eu gostaria que ele sofresse um pouquinho mais mas ninguém perfeito mesmo. rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrsrs beijos

    ResponderExcluir
  6. Adorei su último coentário, quando encontrar um destes a venda me avisa por favor. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Oi Beta!

    Na minha opinião é um livro nota 10, eu amei a Kip.

    E como você...

    Amei² o Sr. Smith e a Tiny, só eles dão um show no livro e com certeza são um capítulo à parte.

    ResponderExcluir
  8. Verdade que eu descobri que eu não havia ignorado Diana Palmer tanto quanto eu pensava, pois li um livro de sua autoria muitos anos atrás, mas prefiro continuar a ignorar essa mulher. Um de seus heróis tapados iria dar-me muito em meus nervos para eu poder ler em paz. Heróis masculinos de Idade Moderna são metidos a machão piores que heróis masculinos de Idade Média ! Aliás, Beta, eu, tal qual Andrea, adorei sua fotinho de Facebook !!! ^^

    ResponderExcluir
  9. Faltou uma coisa na classificação do Mr. Smith, ele também tem treinamentos em fisioterapia!!! hahaha
    Eu peguei esse livro pra ler por causa dele (gostei dele em Carrera's Bride e lembrava que nesse livro sitavam o Cy e a Kip)... E qual foi minha surpresa quando encontrei um dos melhores livros da Diana Palmer, pra ser perfeito só faltava estar em Jacobsville.... hahahaha
    Adorei quando ele descobre quem ela é, que é mais rica que ele, tem um cargo melhor que o dele, enfim... Foi um tapa na cara dele e da mãe!!!

    ResponderExcluir